segunda-feira, 20 de junho de 2016

Nasa descobre uma segunda lua na órbita da Terra.

Superlua
Nasa anunciou ter encontrado um asteroide que faz movimento parecido com o do nosso satélite ao redor da Terra
Uma nova Lua foi encontrada pela Nasa (Agência Espacial Americana) orbitando a Terra. A mini-lua é bem menor do que a única Lua que conhecíamos, e sua órbita é irregular. A imprensa internacional apelidou o novo corpo celeste de “mini-lua”, e a Nasa deu o nome oficial de 2016HO3. O Objeto já está na órbita da Terra há cerca de 100 anos, e deve permanecer nesse trajeto por mais muitos séculos.

No dia 27 de Abril, o pequeno satélite foi vista através do telescópio espacial Pan-STARRS 1, da Universidade do Havaí. Nossa nova Lua tem 36,5 metros de diâmetro, é redonda e a distância dele varia entre 38 e 100 vezes a distância da Terra. Com isso, o corpo celeste fica entre 14 milhões e 40 milhões de quilômetros do planeta.

O movimento de translação da mini-lua em torno do Sol dura 365,93 dias, que é praticamente o mesmo tempo que nosso planeta demora para fazer o mesmo movimento.
De acordo com a Nasa, o 2016HO3 gira em torno do nosso planeta há pelo menos um século e deve permanecer assim durante várias outras centenas de anos.

Conheça a rota de translação da mini-lua da Terra ao redor do sol

A Nasa comunicou nessa semana que um pequeno asteroide (chamado de HO3) que foi descoberto em uma órbita em torno do Sol que o mantém preso como um companheiro constante da Terra, e permanecerá assim durante os próximos séculos. Em outras palavras não se trata exatamente de uma lua, não só pelo tamanho diminuto mas também por ele não estar orbitando a Terra mas sim o Sol, o que ocorre é que ele segue uma órbita tão irregular que acaba se comportando como se orbitasse a Terra.

HO3 um pequeno asteroide que acompanha nossa terra.

Enquanto orbita o sol, este novo asteroide, chamado de HO3, parece circular em torno da Terra também. Sua distância é grande demais para que ele possa ser considerado um verdadeiro satélite de nosso planeta, mas é o melhor e mais estável exemplo até à data um outro corpo próximo à Terra, ou “quase-satélite.” A órbita da rocha é irregular, fazendo com que ela varie entre 38 e 100 vezes a distância da Lua principal do nosso planeta.
Na sua jornada anual ao redor do sol, o asteroide HO3 gasta cerca de metade do tempo mais perto do Sol do que a Terra e passa à frente do nosso planeta, fazendo-nos ficar para trás. Sua órbita também é inclinado um pouco, o que faz  com que ele suba e desça uma vez a cada ano através plano orbital da Terra. Com esse efeito, o pequeno asteroide é capturado em um dança com a Terra que vai durar centenas de anos.
Imagem acima mostra a órbita irregular da suposta nova lua da terra H03
A NASA afirma que possuí cerca de 120 pés (36,5 metros) e não mais do que 300 pés (91 metros) de largura, e provavelmente “orbita” a Terra por cerca de um século.

Por que tecnicamente H03 não é uma lua da Terra?

A definição básica de uma lua ou satélite natural é a de um corpo que esteja preso pela órbita do planeta, H03 não esta na órbita da Terra embora seja afetado pela gravidade de nosso planeta, e possui um tamanho muito pequeno, aproximadamente o de uma casa, se chamássemos isso de lua teríamos que tratar assim diversos asteroides que também orbitam nosso planeta ou mesmo a estação espacial internacional. O problema é que sem sensacionalismo não se vende a notícia.


Leia mais em: http://ciencia.me/IAB7

Fonte: Nasa

0 comentários:

Postar um comentário