segunda-feira, 11 de julho de 2016

NASA anuncia robô aéreo flutuante para explorar Titã

Conceito do veículo aéreo híbrido, misto de nave, avião e balão, que deverá explorar a atmosfera da lua Titã, de Saturno.[Imagem: GAC/NGAS]

Aerobô
A NASA deu sinal verde para o desenvolvimento de um novo veículo espacial destinado a explorar a lua Titã, de Saturno.
O Aerobô Alado de Titã (TWA: Titan Winged Aerobot), inicialmente na forma de um protótipo para avaliação do conceito e teste de voo na Terra, será construído pelas empresas Global Aerospace Corporation e Northrop Grumman.
"Titã é um ambiente frio e rude que coloca muitos desafios técnicos para qualquer plataforma de exploração mais leve que o ar, mas o TWA tem o potencial para superar esses desafios com abordagens de engenharia simples, mas inovadoras, para gerenciamento da pressão, geração de sustentação e capacidade de manobra," disse Benjamin Goldman, responsável pelo desenvolvimento.
Titã é de grande interesse para a comunidade científica devido à sua química atmosférica rica e aos vastos oceanos de metano. Apesar das temperaturas superficiais ficarem perto dos -180° C, há especulações de que Titã poderia abrigar um tipo de vida não baseada em água, mas capaz de sobreviver no metano, com análogos das criaturas aquáticas da Terra.

Misto de nave, avião e planador
O robô aéreo TWA é um veículo híbrido que mescla as características de veículo de entrada atmosférica - similar ao "disco voador" inflável testado recentemente pela NASA -, balão e planador.
Seu grande trunfo é um sistema de flutuação que lhe garante sustentação prolongada juntamente com manobrabilidade, permitindo que ele suba e desça sem sistemas de propulsão ou superfícies de controle.
O controle direcional e de altitude, juntamente com a longa duração dos voos, satisfazem os requisitos de vários equipamentos científicos, incluindo a liberação de mini-sondas para medições na superfície.
Sua energia é suprida por uma fonte nuclear, uma pequena Fonte de Energia de Radioisótopos.

Estudos espaciais e terrestres
Espera-se que robôs aéreos possam ser mais versáteis do que os robôs terrestres, dando suporte a pesquisas sobre a superfície e a atmosfera e suas interações, exploração prebiótica, astrobiologia e estudos de habitabilidade.
Embora o projeto anunciado agora esteja focado no desenvolvimento de um veículo para o ambiente de Titã, veículo robóticos aéreos são adequados para qualquer planeta ou lua que tenha uma atmosfera densa o suficiente para sustentá-los.
Missões semelhantes têm sido avaliadas para exploração de Marte, luas de Júpiter e também para levar cargas úteis em apoio a missões tripuladas.
O conceito também tem muitas aplicações aqui na Terra, incluindo ciência atmosférica de alta altitude, experimentos de baixa gravidade e retorno de cargas úteis da Estação Espacial Internacional.

Fonte: Inovação Tecnológica

0 comentários:

Postar um comentário