sexta-feira, 25 de novembro de 2016

Enorme lago congelado é descoberto abaixo da superfície de Marte


O ano de 2016 tem tido grandes avanços para a procura de H2O em Marte, com os astrônomos detectando evidência geológica de água que uma vez fluiu naquele planeta e encontrando várias estranhas crateras que indicam a presença de água, mas até agora a presença de água tem sido elusiva.  Na verdade, de acordo com as estimativas atuais, a superfície marciana tem estado seca por milhões da anos (com algumas exceções).

Contudo, novos dados publicados pela Geophysical Research Letters mostra que pode haver um enorme lago congelado sob a superfície de Marte, fornecendo assim uma renovada esperança para a procura de água naquele planeta, como também vida.

De acordo com os dados, as pesquisas feitas pelo radar SHARAD (shallow radar, ou radar raso) na região Utopia Planitia em Marte são consistentes com regiões reflexivas similares na Terra, onde o gelo pode ser encontrado abaixo da superfície.

Os dados foram coletados pelo SHARAD (shallow radar, ou radar raso), abordo da Sonda Orbital Reconnaissance.
Numa liberação de imprensa da NASA, os cientistas dizem que a região é enorme e composta pela maior parte de gelo:
Análises dos dados de mais de 600 revoadas com o radar revelam um depósito mais extenso em área do que o estado do Novo México.  O depósito abrange a espessura de 80 metros até 17 metros, com uma composição de 50 a 85 por cento de água congelada, misturada com poeira ou grandes partículas rochosas. O gelo está coberto por uma camada do solo marciano abrangendo de 1 a 10 metros de espessura, tornando-o potencialmente acessível por um jipe-sonda não tripulado ou futuros colonos em Marte.


A flecha mostra onde o radar orbital que penetra o solo detectou depósitos na subsuperfície, ricos em água gelada.
Joe Levy, um astrônomo da Universidade do Texas e co-autor deste novo estudo, diz que a descoberta dá aos cientistas esperança de que os futuros colonos de Marte poderão ser capazes um dia de colher o gelo, que é muito mais acessível do que o gelo encontrado nas regiões polares de Marte:

“Os depósitos de gelo da Utopia Planitia não são somente um recurso explorável, eles também são um dos registros mais acessíveis de mudança climática em Marte. […] A amostragem e o uso deste gelo em missões futuras poderiam ajudar a manter os astronautas vivos, enquanto também os ajuda a desvendar os segredos das idades do gelo marcianas".

Dado o fato que Elon Musk e a SpaceX planejam colocar um milhão de colonos em Marte dentro dos próximos cinquenta anos, esta nova descoberta pode simplesmente ser a vantagem que as planejadas colônias em Marte necessitavam.

Fonte: OVNIHoje

0 comentários:

Postar um comentário

Custom Search