NerdTecnoGeek

Ciência, Tecnologia e Mistérios.

Física

A mais bela das Ciências.

Mistérios

Os Mistérios do mundo e do Universo apresentados aqui.

Eletrônica

Kits de projetos eletrônicos para todas as finalidades.

terça-feira, 31 de maio de 2016

MAIS DE 50 ARCADES RAROS SÃO RETIRADOS DE NAVIO ABANDONADO.

Sensacional... esse achado é fantástico pois hoje em dia esses arcades são uma raridade tanto pela arte quanto pela tecnologia, pois, são antigos e muito legais, quem já jogou nesses aparelhos sabem do que estou falando. Para quem não sabe esses eram só vídeo games dos anos 60, 70 e 80, eram muito bons, divertidos e nos faziam perder horas nos fliperamas, era bom de mais!!! segue a noticia:

Dentro de um antigo navio de cruzeiro abandonado, o The Duke of Lancaster, foi encontrado um dos maiores tesouros da história da memorabilia retrogaming. Mais de 50 arcades clássicos foram retirados de dentro da velha embarcação. Mas você deve estar se perguntando como (WTF!?) 50 gabinetes de games (alguns raríssimos) foram parar dentro de um navio podre.
Segue a história resumida: o The Duke of Lancaster começou originalmente como um navio de luxo. Depois, virou balsa. No fim de sua carreira como navio, o The Duke of Lancaster foi comprado por um investidor que pretendia transformá-lo em uma espécie de central de diversões ancorada em um porto no norte do País de Gales (Reino Unido).


A ideia era transformar o navio em um mix de hotel + bar + arcade que se chamaria “The Fun Ship”. Infelizmente o navio da diversão não saiu do papel e permaneceu ancorado apodrecendo… porém, os arcades já haviam sido comprados e colocados dentro da embarcação – que posteriormente seria abandonada por 30 anos!

ISSO É MUITO LEGAAAAAAL, confira o vídeo:



Fonte: blackgoma.co

Físicos descobrem uma nova forma de luz

Meio momento angular
Físicos descobriram uma nova forma de luz, o quem tem impacto não apenas sobre a nossa compreensão da natureza fundamental da luz, mas também em áreas como a tecnologia da informação quântica, os raios tratores, a luz torcida e várias outras.
Uma das características mensuráveis de um feixe de luz é conhecida como momento angular, um valor que essencialmente mede o quanto algo está girando.
Até agora, os físicos acreditavam que, em todas as formas de luz, o momento angular seria um múltiplo da *constante de Planck[1], a constante física que define a escala dos efeitos quânticos.
Físicos descobrem uma nova forma de luz
A roda fotônica é outra descoberta recente na área e que também envolve o momento angular da luz.[Imagem: Peter Banzer/MPI for the Science of Light]

Luz em duas dimensões
Kyle Ballantine, do Trinity College de Dublin, na Irlanda, desenvolveu um aparato especial para confinamento da luz em duas dimensões que agora permitiu demonstrar que o momento angular de cada fóton pode assumir apenas metade do valor da constante de Planck.
Essa diferença, embora pequena, é profunda. Tanto que a equipe não fala de uma nova característica da luz, mas sim de uma nova forma de luz.
"Nós estamos interessados em descobrir como podemos mudar a forma como a luz se comporta, e como isso poderia ser útil. O que eu acho que é tão emocionante sobre este resultado é que, mesmo esta propriedade fundamental da luz, que os físicos sempre pensaram que era fixa, pode ser alterada," comentou o professor Paul Eastham.
Restrição dimensional
Os físicos teóricos têm especulado desde os anos 1980 a respeito de como a mecânica quântica funciona para partículas que são livres para se mover em apenas duas das três dimensões do espaço.
As teorias propõem que isso levaria a novas possibilidades muito estranhas, incluindo partículas cujos números quânticos são apenas frações dos valores esperados. Este trabalho mostra, pela primeira vez, que essas hipóteses são reais e que funcionam para a luz.
Fonte: Inovação Tecnológica

[1]constante de Planck, representada por h, é uma das constantes fundamentais da Física. Tem um papel fundamental na Mecânica quântica, aparecendo sempre no estudo de fenômenos em que a explicação por meio da mecânica quântica é relevante. Tem o seu nome em homenagem a Max Planck, um dos fundadores da Teoria Quântica.   -Wikipedia-
h=6{,}626\ 069\ 3(11)\times10^{-34}\ \mbox{J}\cdot\mbox{s},

Conspiração!!! O Homem já pisou em marte?

Um de nossos leitores e meu grande amigo Haroldo Aquino, nos enviou um link do youtube do canal Area 51, onde se relata a possibilidade do homem ter pisado em marte segundo um ex-funcionário da NASA. Os teóricos das conspirações afirmam que as grandes potencias possuem inúmeros segredos das quais nem sonhamos que existam. Neste vídeo surge uma dessas teorias conspiratórias na qual o leitor que assistir devera tirar as suas próprias conclusões...

video

Fonte: Canal Área 51

segunda-feira, 30 de maio de 2016

Alienígenas no Brasil

         Todos já ouviram falar em Alienígenas (ETs) e que muitos acreditam e muitos não acreditam. Sabemos que as grandes potencias possuem muitas informações sobre Aliens, a rumores sobre os EUA possuírem naves extraterrestres (UFOS ou ÓVNIS) nas quais fazem engenharia reversa, ou seja, ele desmontam as naves, estudam as suas tecnologias e as implementam aqui na terra.
        Em 1947 na cidade de Roswell no novo méxico, houve uma suposta queda de um disco voador e que o governo americano o confiscou e os tem guardados ate hoje.
       Aqui no Brasil tivemos o nosso "Caso Roswell" em 20 de janeiro de 1996, no município de Varginha, sul do estado de Minas Gerais, município conhecido como centro de região produtora de café aconteceu uma queda de um Disco Voador na qual foi reportado por todos os meios de informações do Brasil e com isso o caso repercutiu no mundo inteiro e foi conhecido como o caso Roswell do Brasil ou o ET de Varginha.
       Em 23/09/2013 foi postado no YouTube o relato de um Coronel da FAB (Força Aérea Brasileira) sobre a captura de um extraterrestre pelos militares Brasileiros esse Coronel era encarregado da segurança do extraterrestre, e ele afirma que criatura esta viva, foram feitos diversos estudos biológicos, clínicos com provas reais. O Coronel alega que o governo sabe e que este não foi o único caso de captura de um extraterrestre vivo que empresas como Petrobras e outras que trabalham para o governo tem dados de base subterrânea aqui no Brasil em diversas localidade a 12 km de profundidade.

Esta entrevista só foi possível graças a (David ..?.. King) um empresario, psicólogo, profissional gráfico que através de pesquisas e influencias conseguiu o contato com o Coronel, disposto ao desacobertamento.

No final do vídeo foi feito uma montagem similar ao vídeo original de como a criatura estava com o áudio original, (a pedido do coronel não foi possível colocar o vídeo original), apenas algumas cenas do original foram colocados prestem atenção nas sombras e nas partes mais escuras no final do vídeo.
Assista o vídeo abaixo e tire suas próprias conclusões.

video

Fonte: Canal - Verdade Brasil (YouTube)


domingo, 29 de maio de 2016

China afirma que uma suposta base alienígena está operando na lua

basenalua

Já se perguntou por que ninguém pôs os pés na Lua durante décadas? E porque não há nenhum base permanente já estabelecida lá? Será que é porque a Lua não é um corpo celeste viável para explorar, ou talvez porque todos os itens acima mencionados já estão acontecendo, mas não estamos sendo informados sobre isso?
A resposta a estas perguntas pode ser mais fácil do que o previsto, mas complexo ao mesmo tempo. Dr. Michael Salla apontou que há um complexo industrial militar extraterrestre (MIEC na sigla inglesa) sobre a superfície do nosso “satélite natural ‘, e há uma forte possibilidade de um regime estrangeiro operando atualmente na lua em conjunto com os seres humanos.
Para sustentar suas afirmações e as de muitos outros, os chineses divulgaram uma foto intrigante do que parece ser uma operação complexa artificial na superfície lunar. A imagem representa mais uma confirmação de operações secretas realizadas lá em cima, e também pode revelar que o governo chinês tem estado em contacto com os visitantes de outro mundo. Isso, por sua vez, também poderia explicar por que a China tem investido maciçamente em radiotelescópios.

china-revela-fotos-de-bases-alienc3adgenas-na-lua

O relatório a seguir vai trazer ainda mais apuramento sobre este assunto:
“Foram enviadas algumas fotos de uma fonte que afirma que a China estará liberando imagens Hi Res registradas pela sonda orbital lunar Chang’e-2, que mostram claramente edifícios e estruturas na superfície da lua. Ele também afirma que a NASA deliberadamente bombardeou áreas importantes da Lua em um esforço para destruir artefatos e instalações antigas.
As fotos ainda não foram liberadas mas claramente mostram crateras de impacto nuclear e construção de detritos causados por explosões em um esforço pela NASA para destruir a verdade. A China está se movendo em direção a divulgação completa da realidade Extraterrestre, Se estas imagens e as futuras gerações são verificadas genuinamente, então a NASA deve ser investigada por fraude e traição. China vai lançar todos os dados e imagens da Chang’e-2 nas próximas semanas e meses, vamos esperar que este é o começo de uma nova era. “
Há uma chance de que os governos do mundo têm um pacto secreto para explorar a lua por seus minerais. Este pacto pode ser assinado por outras espécies alienígenas que residem no Universo, o que poderia explicar por que essa aliança tem uma natureza secreta. No entanto, uma vez que a ganância é um traço comum entre os seres humanos, não deve demorar muito até que alguém é excluído fora desta aliança, e, eventualmente, divulgar este projeto segredo para a humanidade.
Fonte: A verdade oculta.

sábado, 28 de maio de 2016

A maior teoria da conspiração de todos os tempos: O Stargate do Golfo de Aden

Em 9 de novembro de 2009, um enorme vórtice se abriu no céu em cima do Golfo de Aden , o qual toda Noruega e parte da Europa puderam ver . O fenômeno que deixou muita gente assustada, durou cerca de 12 minutos. No inicio de 2010, ele voltou a acontecer em menor intensidade. A versão oficial diz que os vórtices gigantescos que se formam no céu do Golfo de Aden são resultados de mísseis da Russia que falharam.



Então que vem a publico o Wikileaks um relatório que ninguém sabe a veracidade mas que deixou muitas pessoas com uma pulga atrás da orelha. O relatório seria do almirante da Frota do Norte russa Maksimov, do primeiro-ministro Vladimir Putin, dizendo que um misterioso vórtice magnético atualmente focando no Golfo de Aden desafiou todos os esforços combinados da Rússia,Estados Unidos e a China a fechar e verificar a causa exata de sua origem.
A especulação é que o vórtice do Golfo de Aden possa ser um Stargate, aparelho anular supercondutor que permite viagens pelo “subespaço”, através de um buraco-de-minhoca estável, com destino a outro aparelho idêntico localizado a uma vasta distância do primeiro (outro sistema estelar ou uma dimensão paralela por exemplo).

O relatório também cita que o centro do “Vórtice” do Golfo de Aden iniciou uma “série” extraordinária de “expansões” pela primeira vez desde a sua descoberta, o que foi precedida por atividades sísmicas.

É importante notar durante essa expansão, cerca de 40 a 60 terremotos ocorreram no Golfo de Aden, sendo a primeira vez que aconteceu este tipo de fenômeno naquela área na história moderna.




Agora, o que tem realmente por trás desse misterioso “Vórtice” no Golfo de Aden, somente os cientistas e militares envolvidos nas operações é que poderiam dar alguma pista ou informação a respeito. Enquanto isso nos ficamos com mil perguntas sem respostas sobre esse mistério que pode esta escondendo um grande perigo que ameaça toda segurança mundial.


Fonte : Sempre Questione

Cientistas do MIT criam bola anti-gravidade que pode abrir ''novas dimensões'' no campo tecnológico

Pesquisadores do MIT criaram uma esfera de metal que é capaz de fazer alguns feitos extraordinários estando em modo “anti-gravidade”. 


Esta esfera de metal brilhante foi nomeada ZeroN e é uma interace para manipular uma esfera metálica que levita de uma maneira bem inovadora. A esfera pode ser controlada através do computador e pelas mãos, bem como permite controlar a comunicação entre o computador e o ser humano através de uma interferência física. 

O campo eletromagnético pode manter a bola praticamente parada no ar, ou se deslocando de maneira controlada como se estivesse sendo movida por uma mão invisível. Um software é capaz de controlar o sistema e permite interações diretas, como uma interface tridimensional de realidade virtual. 

Veja o sistema em funcionamento:



Fonte: Sempre Questione

Ex-Gerente da NASA quebra o silencio e diz: ''Bases alienígenas, naves e estruturas gigantes foi o que encontramos lá''

Ken Johnston, ex-gerente de dados do controle de fotografias do laboratório Receptor Luna da NASA, acabou abrindo a boca e contando para canais de TV norte-americanos a verdade por trás do lado oculto da lua. Verdade esta que a Agência Espacial Americana, esconde de todo mundo há mais de 40 anos.



Segundo Johnston, no dia 20 de julho de 1969, quando a Apolo 11 fez seu primeiro pouso na Lua, sua tripulação tinha como missão explorar o solo lunar. Mas o que a tripulação teria encontrado foi algo muito mais surpreendente, teriam encontrado construções antigas com origem artificial. Segundo depoimentos dados a seus supervisores, os astronautas da época afirmam terem encontrado ruínas de edifícios em formato de torre com mais de 300m de altura.

Além disso, havia na base extraterrestre uma grande operação de mineração e tecnologia de gravitação desconhecida. Além de terem encontrado objeto voadores em formato oval pousados sobre a superfície da lua, os astronautas haviam batido mais de 100 fotos de tudo que foi encontrado. Mas segundo relatos, a NASA teria dado a ordem para Johnston destruir as imagens, porém ele se recusou a seguir a determinação.

Esta notícia já veio à tona em 2008, quando o ex-astronauta Neil Armstrong concedeu uma entrevista a um site de notícias. Na época, o ex-astronauta afirmou que no lado oculto da lua teria sido encontradas gigantescas construções. Uma espécie de base extraterrestre e eles estariam fazendo uma operação de mineração na superfície lunar. Além disso, a tripulação da Apollo 11 teria fotografado mais de 100 fotos fotografando naves-mães enormes pousadas sobre a superfície lunar.

Além das fotos, uma câmera a bordo da sonda também teria gravado em tempo real as provas sobre o fato. Porém, quando retornaram à Terra, os astronautas foram orientados a não comentar nada a respeito do assunto. E muitas fotos assim como as imagens gravadas teriam sido apagadas pela Agência.

Estas relatos aparecem no livro lançado recentemente chamado ''Dark Mission the Secret History of NASA". O livro é de co-autoria do consultor da NASA e conselheiro da CBS, Richard C. Hoagland, em parceria com Mike Bara, consultor de engenharia de área espacial. No livro, consta que o homem teria sido expulso da Lua por uma civilização extraterrestre que explora o local. O que poderia explicar o fato de o homem nunca mais pisar novamente em solo lunar há mais de 40 anos.

Em nota, Johnston afirma: ''Não tenho mais nada a perder, briguei com a Agência e fui demitido", resumiu. O fato é que em 2009, a NASA lançou de um satélite um míssil balístico, o qual teria atingido em cheio o lado oculto da lua. Como alegação para o fato, a Agência informou que fez isto na tentativa de descobrir a existência de água no interior da Lua.

Em dezembro passado, a Agência informou que pretende construir uma base em um dos polos da Lua. E pretende terminar este projeto em 2024. Já a empresa ''Energia'', fabricante de foguetes de lançamento da Rússia, tem um plano mais ambicioso. Pretende dar início a construção de uma base permanente na lua ainda em 2015. [Via Br.Blasting News]

Fonte: Sempre Questione

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Esses são 11 dos minerais mais lindos já encontrados e que deixarão você impressionado

Nosso planeta é uma caixinha de belas surpresas, e algumas delas estão nessa matéria. Esses minerais são tão lindos que você vai querer ter todos eles só para você ficar olhando-os por horas. Uma pena que, ou são caros para tê-los, ou são raríssimos. Mas, pelo menos, temos essas imagens para ficar apreciando-os.

1 – Opala Fóssil

As opalas são mineralóides, ou seja, apresentam características minerais, mas não formam cristais e sim estruturas irregulares, que a uma dada temperatura escorre através da fissura de quase todo tipo de rocha. Por este motivo a opala pode formar fósseis. Este tipo de opala é extremamente rara.
Minério

2 – Uvarovite

Pertence ao grupo das granadas e foi descoberta em 1832 por Germain Henri Hess.
Minério (2)

3 – Cacoxenite

De formula molecular ligeiramente complexa consistindo basicamente em ferro associado a outros elementos. Ela possui uma estrutura muito interessante e pode ser encontrada associada a outros minerais.
Minério (3)

4 – Vanadite

Mineral raro formado pela oxidação dos depósitos de minério de chumbo.
[

5 – Labradorite

Pertence ao grupo dos feldspatos, e recebeu esse nome em homenagem ao local de onde foi retirada pela primeira vez, em Labrador, no Canadá.
Minério (5)

6 – Pallasite

Uma amostra da Pallasite pode custar até 37 milhões de dólares! O motivo? Ela só pode ser encontrada em um meteorito chamado Fukang, que caiu no nosso planeta. Os pesquisadores cortaram a pedra do meteorito e encontraram em seu interior gemas de olivina.
Minério (6)

7 – Bismuto

Sim, esse é o bismuto da tabela periódica, com o símbolo (Bi). É um elemento químico metálico, de cor branco-prateado à avermelhado, quebradiço e com um brilho metálico intenso.
Minério (7)

8 – Ósmio

Na sua forma metálica, o ósmio é muito denso, branco azulado-prateado, frágil, sólido e brilhante, inclusive a altas temperaturas, mesmo sendo difícil encontrá-lo nesta forma.
Minério (8)

9 – Fluorita

É um mineral comum, cujas maiores jazidas situam-se na Alemanha, Suíça e Inglaterra. A palavra fluorescente vem deste mineral, visto que o mesmo fluoresce sob a luz ultravioleta. Além disso, a fluorita apresenta termoluminescência, que é a capacidade de emitir luz após aquecimento.

10 – Karpatite

Muito rara, foi descrita pela primeira vez em 1955 na Ucrânia. Quando exposta a luz ultravioleta se transforma em uma pedra azulada.

11 – Clinoclase

Rara, é um mineral composto de arsenato de cobre, com uma estrutura que lembra um ouriço do mar.
Nosso planeta realmente é surpreendente.
Fonte: Tudo Interessante

Você não acredita em ETs? Então está contra as probabilidades

Você não acredita em ETs? Então está contra as probabilidades
A equação de Drake invertida fica: A = Nast * fbt, onde Nast é o número de planetas habitáveis em um determinado volume do Universo e fbt é a probabilidade de uma espécie tecnológica evoluir em um desses planetas.[Imagem: University of Rochester]

Equação de Drake
Poucos apostam que estamos sozinhos no Universo. Contudo, enquanto não haja uma demonstração cabal de um ser de outro planeta pousando por aqui - e eventualmente dizendo "Queremos falar com seu líder" - a questão continua entregue às conjecturas.
A maneira cientificamente mais elaborada de abordar esse problema é a famosa equação de Drake, elaborada em 1961 pelo astrônomo Frank Drake. O problema é que os termos da equação vinham sendo considerados incertos demais para que se chegasse a um cálculo razoável sobre a quantidade de civilizações inteligentes que possam existir pelo Universo.
Mas esta não é a opinião de Adam Frank (Universidade de Rochester) e Woodruff Sullivan (Universidade de Washington), que defendem que basta usar uma abordagem mais razoável para mostrar que já temos conhecimento suficiente para atribuir valores à maioria dos termos da equação, o que permite chegar a uma probabilidade bem razoável sobre a existência de alienígenas inteligentes.
A dupla conclui que, a menos que as probabilidades de evolução da vida em um planeta habitável sejam surpreendentemente baixas, então a espécie humana definitivamente não é a primeira civilização tecnológica, ou avançada, do Universo.
O trabalho também, e pela primeira vez, estabelece limites quantitativos para o que se pode considerar "pessimismo" ou "otimismo" quando se trata de estimar a probabilidade de vida extraterrestre avançada.
Arqueologia cósmica
Com o avanço nas pesquisas dos exoplanetas, a maioria das questões contidas na equação de Drake já pode ser respondida com razoável probabilidade de acerto. No entanto, três questões ainda estão em aberto: a frequência com que a vida surge e evolui em diferentes planetas, quantas vezes essa vida evolui para seres inteligentes e quanto tempo uma civilização pode durar antes de ser extinta.
Você não acredita em ETs? Então está contra as probabilidades
Os cálculos indicam que a Via Láctea tem 100 milhões de planetas habitáveis. Isto sem contar que a Via Láctea pode ser 50% maior do que se calcula. [Imagem: PHL@UPR Arecibo/NASA/Richard Wheeler]
"Em vez de perguntar quantas civilizações podem existir agora, nós perguntamos: 'Será que somos a única espécie tecnológica que já surgiu?'," explica Sullivan. "Esta mudança de foco elimina a incerteza da questão do tempo de vida de uma civilização e nos permite abordar o que chamamos de 'questão arqueológica cósmica' - com que frequência na história do Universo a vida evoluiu para um estado avançado?"
Em vez de calcular as chances do desenvolvimento de seres avançados, a dupla calculou as probabilidades contrárias à sua ocorrência, a fim de verificar as chances de a humanidade ser a única civilização avançada em toda a história do universo observável.
"Claro, não temos ideia do quão provável é que uma espécie tecnológica inteligente irá evoluir em um determinado planeta habitável. Mas, usando o nosso método, podemos dizer exatamente quão baixa a probabilidade teria de ser para sermos a única civilização que o universo produziu. Chamamos que de 'linha do pessimismo', disse Frank.
ETs: Vocês existem. Ou já existiram
O resultado é uma chance em 10 bilhões de trilhões (1 x 10-22, ou 0,0000000000000000000001) de que nunca tenha existido outra civilização tecnologicamente comparável à nossa em algum outro planeta.
"Um em cada 10 bilhões de trilhões é incrivelmente pouco," avalia Frank. "Para mim, isso implica que outras espécies inteligentes e produtoras de tecnologia muito provavelmente evoluíram antes de nós. Pense nisso desta maneira: antes do nosso resultado, você seria considerado um pessimista se imaginasse que a probabilidade de evolução de uma civilização em um planeta habitável fossem, digamos, de uma em um trilhão. Mas mesmo esse palpite, uma chance em um trilhão, implica que o que aconteceu aqui na Terra com a humanidade de fato teria acontecido cerca de outras 10 bilhões de vezes ao longo da história cósmica!"
Para partes mais restritas do Universo os resultados são menos extremos, mas igualmente impressionantes. Por exemplo, quando o cálculo é feito com base no número de estrelas e planetas habitáveis que se calcula existirem apenas na Via Láctea, as probabilidades de estarmos sozinhos são de uma chance em 60 bilhões.

Fonte: Inovação Tecnologica

Robô humanoide caça tesouros no oceano

Robô humanoide caça tesouros no oceano
O robô pode interagir com mergulhadores humanos ou atuar "sozinho", funcionando como um avatar de um mergulhador a bordo do navio. [Imagem: Osada/Seguin/DRASSM]

Avatar robótico
Engenheiros da Universidade de Stanford, nos EUA, demonstraram que um robô submarino com aspecto humanoide pode ter várias vantagens.
OceanOne não chega a lembrar uma sereia, mas tem dois braços, uma cabeça e uma "cauda", onde ficam as hélices motorizadas responsáveis por sua movimentação.
Tradicionalmente, em termos de forma, os robôs submersíveis oscilam entre os extremos, existindo opões com o aspecto de tubo, aerodinamicamente mais eficiente e capaz de suportar maiores pressões, ou de paralelepípedos, mais fáceis de construir e de manobrar.
Mas a intenção da equipe era criar uma espécie de avatar, por meio do qual um mergulhador pudesse acionar o equipamento à distância, como se estivesse no fundo do mar.
"A intenção aqui é fazer um mergulhador mergulhar virtualmente. É quase como se estivesse lá - você cria uma nova dimensão de percepção," disse Oussama Khatib à revista Technology Review, do MIT.
Robô humanoide caça tesouros no oceano
O OceanOne sabe como se manter estável no fundo do mar, mas é controlado por cabos. [Imagem: Osada/Seguin/DRASSM]

Robô de exploração
Foi o próprio Khatib quem usou um joystick dotado de feedback tátil para guiar o robô humanoide até o navio La Luna, um galeão de 350 anos de idade que naufragou na costa de Toulon, no sul da França, em 1664.
Mas o controlador não precisa ficar em posição de mergulhador ou fingindo nadar, já que o robô é parcialmente automatizado. Ele mantém automaticamente sua posição e profundidade reagindo às correntes e à turbulência, além de ser capaz de evitar obstáculos automaticamente.
Além de mapear os restos do navio, o OceanOne trouxe para a superfície objetos frágeis, como vasos de barro, que foram capturados por suas mãos mecânicas sem danificar as peças.
Robô humanoide caça tesouros no oceano
Uma sereia robótica? [Imagem: Osada/Seguin/DRASSM]
Trabalhos perigosos
A grande vantagem de um robô mergulhador é sua capacidade de suportar pressões muito maiores do que um mergulhador humano, além de poder ficar mais tempo embaixo d'água.
Isso permite realizar tarefas no fundo do mar que se tornem perigosas demais para os trabalhadores, como a reparação de plataformas de petróleo ou manutenção de linhas de comunicação subaquáticas.
Além, é claro, de poder ficar pacientemente vasculhando cada centímetro de antigos navios naufragados em busca de seus tesouros históricos sem precisar ir à superfície para recarregar tanques de oxigênio.

Fonte: Inovação tecnologica

“Estruturas” recém descobertas na Lua

Pesquisadores afirmam que aliens vivem em construções artificiais na Lua (Mirror)
Pesquisadores afirmam que aliens vivem em construções artificiais na Lua (Mirror/secureteam10)

Novamente, a Lua volta a ser destaque na imprensa internacional, após supostas estruturas artificiais com 200 pés de altura, detectadas em uma cratera do satélite, por meio do Google Earth, serem divulgadas pela equipe secureteam10 (Youtube), ontem, 23.

Conforme reportado pelo jornal britânico Mirror, hoje, 24, as construções artificiais podem ser observadas nas coordenadas 21 ° 4 ’2,23 N, 148 ° 39’12.30 “E. Além da Terra, é possível acompanhar a Lua e outros planetas pelo Google Earth.

Para o pessoal do secureteam10, as evidências das edificações são tão nítidas, que é impossível negar a existência de infraestruturas alienígenas no local.  
“Se (depois de assistir este vídeo) você acreditar que a Lua não é habitada por essas estruturas artificiais maciças, você provavelmente nunca será convencido”, fala o grupo, ao afirmar que outras edificações foram apagadas pela Agência Espacial Americana (Nasa).

De acordo com pesquisadores, os astronautas e a própria agência espacial, costumam se referir a essas obras como pedras de formatos retangulares e outras formas, com objetivo de desviar o foco da verdade. Nesse caso, edificações na Lua.
O vídeo divide opiniões. Enquanto algumas pessoas creem na teoria extraterrestre, outras ironizam a situação.

“Recém confirmado: há um novo restaurante na Lua”, brinca um internauta.




Fonte: ovinisul

Nikola Tesla relata em 1895 experiencia incrível: ''Eu podia ver o passado, presente e futuro, tudo ao mesmo tempo''

Em 1895, durante a realização de pesquisas com o seu transformador, Nikola Tesla teve suas primeiras indicações de que o tempo e o espaço poderia ser influenciados através da utilização de campos magnéticos altamente carregados que giram. 




Parte dessa revelação surgiu da experimentação de Tesla com frequências de rádio e transmissão de energia elétrica através da atmosfera. Simples descoberta de Tesla seria, anos mais tarde, levar ao infame experimento Filadélfia e os projetos de viagem no tempo Montauk. Mas mesmo antes de surgir estes programas militares ultra-secretos, Tesla fez algumas descobertas fascinantes sobre a natureza do tempo e as possibilidades reais de viagem no tempo.

Com esses experimentos em eletricidade de alta tensão e campos magnéticos, Tesla descobriu que tempo e espaço poderia ser violado, ou deformado, criando uma "porta" que poderia levar a outros tempos. Mas com esta descoberta monumental, Tesla também descobriu, através da experiência pessoal, os perigos reais inerentes com a viagem no tempo.

A primeira experiência de Tesla com a viagem no tempo foi em março de 1895. Um repórter do New York Herald escreveu o dia 13 de março, que ele se deparou com o inventor em um pequeno café, parecendo abalado após ser atingido por 3,5 milhões de volts, "Acho que você não vai me achar um companheiro agradável esta noite” disse Tesla, “ O fato é que eu quase morri hoje. A faísca saltou três pés no ar e me pegou aqui no ombro direito. Se a minha assistente não tivesse desligado a corrente instantaneamente, poderia ter sido o meu fim. "

Tesla, em contacto com a ressonância da carga eletromagnética, encontrou-se fora de sua referência de janela de espaço/ tempo. Ele relatou que ele podia ver o passado, presente e futuro, tudo ao mesmo tempo. Mas ele foi paralisado dentro do campo eletromagnético, incapaz de ajudar a si mesmo. Sua assistente, desligando a corrente, salvou Tesla antes de qualquer dano permanente fosse feito. A repetição deste mesmo incidente ocorreria anos mais tarde durante o Experimento Filadélfia. Infelizmente, os marinheiros envolvidos foram deixados fora da sua referência de janela de espaço/ tempo por muito tempo com resultados desastrosos.

Experiências de viagem no tempo secretos de Tesla continuaram nas mãos de outros que não estavam tão preocupados com a humanidade como Tesla.

Fonte: sempre questione

quinta-feira, 26 de maio de 2016

Cientistas alemães provam finalmente em estudo extraordinário que existe vida após a morte

Berlim | Uma equipe de psicólogos e médicos associados com a Technische Universität de Berlim, anunciaram esta manhã que tinham provado por experimentação clínica, a existência de alguma forma de vida após a morte.



Este anúncio surpreendente é baseado nas conclusões de um estudo utilizando um novo tipo de medicamento supervisionado por experiências de quase-morte, que permitem que os pacientes estejam clinicamente mortos por quase 20 minutos antes de ser de voltar à vida.

Este processo controverso que foi repetido em 944 voluntários ao longo desse últimos quatro anos, necessita de uma mistura complexa de drogas, incluindo adrenalina e dimetiltriptamina, destinado a permitir que o corpo consiga sobreviver o estado de morte clínica para que o processo de reanimação ocorra sem danos. O corpo do indivíduo foi então colocado em um estado temporário induzido por uma mistura de outras drogas que tinham de ser filtrado pelo ozônio de seu sangue durante o processo de reanimação 18 minutos mais tarde.

A experiência foi apenas recentemente tornada possível através do desenvolvimento de uma nova recitação cardiopulmonar (RCP) uma máquina chamada de AutoPulse. Este tipo de equipamento já foi utilizado ao longo dos últimos anos, para reanimar pessoas que tinham sido mortas por algo entre 40 minutos a uma hora.

Experiências de quase morte têm sido propostas em várias revistas médicas durante os anos, tendo características de alucinações, mas Dr. Ackermann e sua equipe, ao contrário, considera essas experiências como meio de prova para a existência de vida após a morte e de uma forma de dualismo entre mente e corpo.

A equipe de cientistas liderados pelo Dr. Berthold Ackermann, tem vindo a acompanhar as operações e tem compilado os testemunhos dos sujeitos. Embora existam algumas pequenas variações de um indivíduo para outro, todos os indivíduos têm algumas lembranças de seu período de morte clínica e uma grande maioria deles descreveu algumas sensações muito semelhantes.
A maioria das memórias comuns incluem um sentimento de desapego do corpo, sensação de levitação, total serenidade, segurança, calor, a experiência de dissolução absoluta, e a presença de uma luz esmagadora.

Os cientistas dizem que eles estão bem conscientes da muitas das suas conclusões e que poderiam chocar muita gente. Na verdade, os voluntários são de várias vertentes religiosas como uma variedade de igrejas cristãs, muçulmanos, judeus, hindus e ateus.

"Sei que os nossos resultados poderiam perturbar as crenças de muitas pessoas", diz o Sr. Ackermann. "Mas de certa forma, temos tentado apenas responder uma das maiores questões na história da humanidade, então eu espero que essas pessoas sejam capazes de nos perdoar. Sim, existe vida após a morte e parece que isso se aplica a todos nós."

Fonte: sempre questione

terça-feira, 24 de maio de 2016

Transformadores elétricos ficarão 10 vezes menores

Transformadores elétricos ficarão 10 vezes menores
Ilustração do processo (em cima) e peças prontas para serem utilizadas em transformadores (embaixo). [Imagem: Todd Monson/Laboratórios Sandia]
Processo transformado
Um novo processo para produzir um material magnético de alto desempenho deverá permitir a fabricação de transformadores de alta frequência mais leves, menores, mais baratos, com melhor desempenho e com menor risco de explosões.
Os transformadores são uma peça chave da rede de distribuição de energia, mas equipamentos mais eficientes e menores são necessários para a adoção generalizada das energias renováveis.
A nova técnica produz nitreto de ferro (γ'-Fe4N) moendo o ferro em um moinho de bolas em uma atmosfera de nitrogênio líquido e depois amônia. O nitreto de ferro em pó então se consolida por meio de uma técnica de baixa temperatura chamada sinterização assistida por campo (FAST: Field-Assisted Sintering Technique), formando um material sólido já no formato final para utilização.
Isto permite fabricar núcleos de transformadores a partir da matéria-prima bruta em questão de minutos, sem decompor os nitretos de ferro, como acontece sob as temperaturas elevadas utilizadas na sinterização convencional.

Nitreto de ferro gama
Até hoje, a fase γ' (gama linha) do nitreto de ferro só havia sido sintetizada na forma de películas finas, com dimensões nanométricas, ainda assim usando ambientes de alto vácuo ou como inclusões em outros materiais. Por isso, o material nunca foi integrado em um dispositivo real.
"[A técnica] FAST permite a conformação de peças, o que significa que os pós de nitreto de ferro podem ser sinterizados diretamente em peças com tamanhos perfeitamente dimensionados, como núcleos de transformadores, que não necessitarão de qualquer usinagem," disse Todd Monson, dos Laboratórios Sandia, nos EUA.
Devido às suas propriedades magnéticas, os transformadores de nitreto de ferro podem ser muito mais compactos e mais leves do que os transformadores tradicionais, com melhor capacidade de potência e maior eficiência. Além disso, eles vão exigir apenas refrigeração a ar, e não a óleo, como os atuais.

Monson afirma que isto permitirá fabricar transformadores até 10 vezes menores do que os atuais.

Fonte: Inovação Tecnológica

Novo método de impressão 3D imprime metal no ar

tinta de impressão 3D assistida por laser irá produzir free-standing, estruturas metálicas, sem material de suporte auxiliar


printing_metal_1
A crescente demanda por, eletrônicos, sensores, antenas e dispositivos biomédicos flexíveis inspirou uma equipe do Instituto Wyss de Harvard de Engenharia Biologicamente Inspirada e John A. Paulson Escola de Engenharia e Ciências Aplicadas (SEAS) para criar um novo método complexo de impressão de estruturas metálicas. Este método de escrita de tinta direta assistida por laser permite a impressão de estruturas 3D em uma única etapa, sem material de apoio auxiliar.

Liderados pelo membro do Núcleo Faculdade Wyss  e o Hansjorg Wyss Professor de Engenharia Biologicamente Inspirada em MARES, Jenifer Lewis, Sc.D., a equipe de pesquisa usou uma tinta composta de nanopartículas de prata em seus experimentos. A tinta se desloca através de um bocal de impressão, os cientistas a recombinam com um laser programado que se aplica uma quantidade precisa de energia para solidificar a tinta. Quando combinado com uma fase de impressão rotativa para permitir a curvatura de forma livre, o bocal se move ao longo x , y , e z -axes e produz formas hemisféricas, espiral no espaço livre dentro de segundos.

Em comparação com técnicas de impressão 3D convencional que fabricam características metálicas condutoras, a tinta direta assistida por laser produz padrões complexos de arame curvilíneas superiores em uma única etapa. O conceito de aquecimento localizado a laser também permite que os fios de prata eletricamente condutores sejam impressas diretamente sobre substratos de plástico de baixo custo. Para além disso, a equipa de investigação também conseguiu superar desafios técnicos para otimizar a distância de separação bico-a-laser.

printing_metal_2
"Se o laser fica muito perto do bico durante a impressão, o calor é conduzido a montante que entope o bico com tinta solidificada", disse o primeiro autor do estudo , Wyss Institute Pós-Doutorado Mark Skylar-Scott, Ph.D. "Para resolver isso, eu inventei um modelo de transferência de calor para explicar a distribuição da temperatura ao longo de um determinado padrão de fio de prata, o que nos permite modular a velocidade de impressão e a distância entre o bico e a laser para controlar do processo de recozimento do laser 'on-the-fly ' ".


Com este detalhe fixo, o método de escrita também pode produzir voltas angulares cortantes finos e mudanças de direção no ar, com potencial para aplicações infinitas em dispositivos eletrônicos e biomédicos. Esta tecnologia avançada "não só inspira novos tipos de produtos, A fronteira de sólidos na fabricação de formas livres é um emocionante campo de pesquisa, demonstrando mais uma vez que as limitações de projeto previamente aceitas podem ser superados pela inovação", disse Wyss Institute diretor fundador Donald Ingber , MD, Ph.D.

Fonte: Instituto Wyss  e TechCrunch

domingo, 22 de maio de 2016

Cientistas podem ter encontrado megaestrutura alienígena

Alienígenas
Alienígenas: eles podem estar retirando energia de uma estrela

São Paulo – Em uma estrela muito, muito distante da Terra (mais precisamente a 1.480 anos-luz), “caçadores de planetas” podem ter descoberto uma estrutura alienígena no espaço. Essa história poderia até parecer um roteiro da trilogia Star Wars, se não fosse real.

O telescópio espacial Kepler da Nasa localizou em 2009 uma estrela entre as constelações de Cisne e Lira da Via Láctea, a KIC 8462852. Ela era estudada como qualquer outra das 150 mil estrelas encontradas pelos pesquisadores do “Caçadores de Planetas” – programa que examinou os padrões de luz emitidos por astros.

No entanto, em 2011, os cientistas perceberam que o padrão de luz da KIC 8462852 estava irregular. Ele sugere que um grupo complexo de objetos está orbitando a estrela. Geralmente, esses artefatos indicam a formações de um novo planeta. Mas no caso do KIC 8462852, essa afirmação é incorreta, já que a estrela é muito antiga.

“Nós nunca tínhamos visto nada como esta estrela. Foi muito estranho”, disse Tabetha Boyajian, astrônoma na Universidade de Yale, à revista Atlantic. “Achamos que os dados pudessem estar incorretos, mas tudo checava.”

Intrigados pela descoberta, os astrônomos publicaram um estudo com algumas hipóteses sobre o mistério. Uma delas diz que uma nuvem de cometas foi puxada para dentro da órbita por uma estrela de migração. Segundo a teoria, enquanto os cometas se quebram na órbita da estrela, o padrão de luz pode se tornar irregular.

Contudo, há outra hipótese, bem mais interessante. Jason Wright, um astrônomo da Universidade Penn State, sugeriu que o padrão de luz da estrela é consistente como um enxame de megaestruturas. Para ele, a tecnologia da estrutura está coletando energia do astro.

“Quando [Boyajian] me mostrou os dados, eu fiquei fascinada por essa ideia maluca”, Wright disse à Atlantic. “Alienígenas devem sempre ser a última hipótese a se considerar. Mas isso parecia ser algo que se espera que uma civilização alienígena construa.”

Kevin Gill/Flickr
Estrutura alienígena
Enxame: como parece a megaestrutura alienígena

Como comprovar?

Para comprovar sua teoria, Boyajian e Wright querem apontar uma antena de rádio em direção à estrela. Com isso, os cientistas querem descobrir se ela emite ondas de rádio em frequências associadas com atividades tecnológicas.
“Se nós ouvirmos emissões de rádio provenientes dessa estrela, eu não posso imaginar qualquer outra explicação”, conta Wright, em entrevista ao site Popular Science.
Se a KIC 8462852 estiver emitindo as frequências, os pesquisadores pretendem utilizar o telescópio Very Large Array, localizado no Novo México (EUA), para explorar ainda mais a estrela. Caso Boyajian e Wright estejam corretos, a primeira observação terá início em janeiro.
Os cientistas podem até não descobrir uma megaestrutura alienígena. Porém, eles podem revelar algo que pode ser tão fascinante quanto ETs tentando roubar energia de uma estrela.

Fonte: Revista exame

5 Criaturinhas que parecem feitas de cristal

A natureza está sempre nos surpreendendo, pois a gente sempre imagina um padrão para plantas e animais, mas as coisas vão muito além. Essas belas criaturas da nossa lista são lindas como um cristal, mas não se engane, só possuem a aparência delicada. São venenosas e alguns bem traiçoeiros. Confira:

1. Isochaetes beutenmuelleri

Animais-Cristal-1
Essa lagarta tem uma bela aparência e é cristalina – é possível ver através dela, e ainda o que está dentro dela. Só lembre que, apesar de tentador, jamais toque nesse bichinho. Esses pequenos pelos são venenosos e queimam.

2. Aranha espelho

Animais-Cristal-2
Animais-Cristal-3
Essas aranhas vivem na Austrália, e medem apenas de 3 a 4 milímetros. O interessante delas é que parecem ter pequenos pedaços de espelho grudados nelas, e cada pedaço pode mudar de tamanho, dependendo do quão ameaçada ela se sinta.

3. Micromelo Undatus

Animais-Cristal-4
Esse caracol parece até mágico, mas nem tudo que reluz é ouro. Ele não possui uma concha para se proteger, a tática é bem diferente. Ele ingere criaturas minúsculas e altamente tóxicas. Só que o corpo dele é capaz de incorporar essas toxinas, tornando-o tão venenoso que ninguém vai querer comê-lo.

4. Camarão Comensal

Animais-Cristal-5
A vida desse camarão se resume a descansar em corais venenosos e comer animais microscópicos. Eles são encontrados em meio às anêmonas, que são capazes de envenenar as presas até a imobilização, mas esse camarão é imune às toxinas, e as usa como esconderijo.

5. Polvo Telescópio

Animais-Cristal-6
Pode ser encontrado em oceanos tropicais e subtropicais, numa profundidade de 300 metros. O nome dele vem por causa do formato da sua cabeça, que parece um telescópio.
Diferente de outras espécies, esse polvo não muda de cor, está sempre transparente. Essa cor, ou ausência dela, o ajuda a evitar predadores, já que é impossível vê-lo em águas profundas, que são muito escuras. Usando essa camuflagem que praticamente o deixa invisível, ele facilmente arma uma emboscada para suas presas.

Fonte: Tudo Interessante.

Custom Search