NerdTecnoGeek

Ciência, Tecnologia e Mistérios.

Física

A mais bela das Ciências.

Mistérios

Os Mistérios do mundo e do Universo apresentados aqui.

Eletrônica

Kits de projetos eletrônicos para todas as finalidades.

loading...

domingo, 31 de julho de 2016

Fóssil de ''homem dragão'' com chifre e calda de réptil encontrado na China pode comprovar a presença dos Reptilianos na terra




O "Homem dragão fossilizado" é propriedade de um empresário chinês excêntrico, ele foi encontrado na parte de trás de uma loja de roupas em Tóquio, durante uma antiga escavação e acabou deixando os entusiastas da ufologia bastante animados, porque pode se tratar de uma das provas mais reais dos reptilianos que já encontramos.
 

A imagem não foi tomada dentro de um museu, mas em uma galeria privada na parte de trás de uma loja de roupas  (situada na área comercial de Shibuya). A exposição, realizada após a escavação, mostrou vários outros artefatos, incluindo diagramas e fotografias do local da escavação. As fotografias datam de 1800 ou início de 1900. 
RAÇA DOS HOMENS DRAGÃO COM CHIFRES (Seriam Reptilianos?)
A premissa foi apresentar a possibilidade de uma raça de 'homens dragão' , com caudas de répteis, que poderia ter existido com provas consideráveis ​​que estão sendo oferecidas sob a forma desses antigos "fósseis" encontrados. 


CONHEÇA UM POUCO SOBRE OS REPTILIANOS

Possível aparência de um Reptiliano.
Pra quem nunca ouviu falar, os Reptilianos são uma raça humanoides (não humana, mas que se assemelha a nós) que pelo que se sabe, já estão pela Terra há milhões de anos.

QUEM SÃO E DE ONDE VÊM?

Os Reptilianos, como o próprio nome diz, são humanóides com aspectos répteis muito mais evoluídos que nós. Segundo o estudioso no assunto John Rhodes, a origem desses seres é explicada por três teorias distintas, e provavelmente complementares. São elas:

a) Extraterrestres (ET's): Seres de outro planeta ou sistema estelar que há milhares de anos vem passeando pelo o Universo à procura de planetas o qual possam extrair água, minérios e até escravos.

b) Intraterrestres (IT's): Seres provenientes da Terra que evoluíram naturalmente e que residem em Cavernas intraterrenas, cidades subterrâneas, ou até bases subaquáticas. Provavelmente são seres evoluídos dos dinossauros que se esconderam debaixo da Terra após o grande meteoro que destruiu boa parte da vida na superfície terrestre.

c) Interdimensionais (ID's): Entidades que existem no nosso mesmo espaço, mas em níveis vibracionais diferentes. Dizem que pertencemos a terceira dimensão vibracional, já os mortos e os tais reptilianos dessa teoria fariam parte da quarta dimensão. A terceira, a qual fazemos parte, é uma dimensão mais densa e física; já a quarta seria para nós, algo como “o mundo dos fantasmas”.

Fonte: Canal ufologia e google

sexta-feira, 29 de julho de 2016

Microsoft testa até jogos de smartphones no Xbox One com a Anniversary Update



A partir do dia 2 de agosto, a Microsoft lançará uma grande atualização para os dispositivos com Windows 10, e isso inclui o Xbox One. Tal atualização é chamada de Anniversary, já que comemora o primeiro ano de existência do Windows 10 – o aniversário.

A Anniversary vai trazer um monte de novidades para smartphones, tablets e PCs. Claro que o Xbox One não ficou de fora. A Windows Store chegará ao atual console da empresa e com isso a possibilidade de rodar aplicativos e jogos UWP.

A título de exemplo, Forza Horizon 3 será um jogo UWP, mas jogos mais simples para smartphones também podem ser UWP,  e dessa forma, funcionarão também no Xbox One. Na prática, foi flagrado um dos testes da Microsoft na loja do Windows 10, veja abaixo:




Percebam que a loja marcará jogos e aplicativos compatíveis com o Xbox One, assim como já marca para Celular, Computador, Surface Hub e Hololens. Cabe lembrar, um aplicativo ou jogo UWP comprado pode rodar em até 10 dispositivos com Windows 10.

Pode ser interessante comprar um smartphone com Windows 10 para aproveitar melhor o ecossistema caso você possua um Xbox One.

Fonte: windows club

quarta-feira, 27 de julho de 2016

Pesquisadores encontram restos mortais de uma fada real.


Pesquisadores desempenharam vários testes no que seriam os restos mortais de uma criatura misteriosa similar à uma fada, e o assim chamado ‘Híbrido de Metepec’ revelou resultados fascinantes.  A sequência de DNA foi feita em cinco diferentes laboratórios de biologia molecular, em partes separadas do mundo. Acontece que tanto o DNA Mitocondrial quando o DNA Nuclear não mostraram nenhuma combinação igual em outras espécies da Terra.


Parece que algumas vezes a verdade é muito mais estranha que a ficção. Richard Shaw e L. A. Marzulli viajaram até o México, onde se encontraram com Jaime Maussan. Ao se encontrarem com Maussan, este os revelou sobre a criatura que se assemelha à uma fada.



De acordo com Shaw e Marzulli, eles esperaram vários anos para explicar a descoberta ao mundo. Agora, finalmente, num novo episódio da série Watchers 10, eles revelam os fascinantes resultados do que acreditam ser uma ‘criatura real’ que, de acordo com muitos, mudará a história para sempre.
Colocado de forma simples, você tem que ver a criatura para creditar. Embora muitos acreditem que esta seja outra farsa apresentada na Internet, imagens de raio-X e resultados de DNA mostram uma verdade incrível por detrás de uma misteriosa criatura que poderia muito bem ser um exemplo das chamadas ‘fadas’.
De acordo com o pesquisador Ricardo Rangel, Ph.D., que conduziu o teste de DNA nesta misteriosa criatura, a sequência de DNA foi feita por cinco diferentes laboratórios de biologia molecular, em várias partes do mundo. Os resultados em comum mostram que o DNA é muito similar ao DNA humano, em até 98,5%.




Rangel explica:
“…As pernas e os pés são características normais na Criatura Metepec. Porém, a criatura possui outra característica, as asas. Temos um raio-X da criatura e podemos ver as estruturas dos ossos. …Não, isto não é uma farsa; ele não foi feito de um molde. Temos uma amostra do tecido desta criatura que enviamos para um laboratório de DNA, mas quando o laboratório tentou sequenciar o DNA, eles descobriram que não estava de acordo com o DNA de mamíferos ou outras criaturas…” – Ricardo Rangel, Ph.D
Ocorre que tanto o DNA Mitocondrial quanto o DNA Nuclear não mostram combinações iguais a outras espécies conhecidas na Terra.

No vídeo publicado no Youtube, – que você pode ver abaixo – Marzulli declara:
“Poderia isto ser o que vem do Abismo, que lemos em Revelação 9?  ‘E ele abriu a cova do abismo, e ascendeu fumaça da cova, como a fumaça duma grande fornalha, e o sol ficou obscurecido, também o ar, pela fumaça da cova.  E do meio da fumaça saíram gafanhotos sobre a terra; e foi-lhes dada autoridade, a mesma autoridade que os escorpiões da terra têm. 4 E foi-lhes dito que não fizessem dano a nenhuma vegetação da terra, nem a qualquer coisa verde, nem a qualquer árvore, mas apenas àqueles homens que não têm o selo de Deus nas suas testas. 5 E foi concedido aos [gafanhotos], não que os matassem, mas que estes fossem atormentados por cinco meses, e o tormento deles era como o tormento [causado] por um escorpião quando ataca um homem.’ “


E para responder àqueles que acham que isto se trata de uma farsa gigante, L. A. Marzulli publicou alguns de seus pensamentos no YouTube dizendo:
“Muitas controvérsias sobre isto. Aqui estão alguns pensamentos em 24 de julho.
“Richard Shaw e eu acreditamos que a criatura seja real. É por isto que continuamos com isto. Ela tem uma estrutura de esqueleto muito complexa, a qual é revelada nos raios-X.
“Embora estejamos vendendo o DVD e o livro, há algumas pessoas que reclamam que estamos fazendo isto por dinheiro. Quantas dessas pessoas entram num Starbucks e esperam uma xícara de café de graça? Por que então não podemos ganhar a vida a partir de nosso trabalho? Quanto você acha que custa voar até o México, fazer análises de DNA em diferentes laboratórios, e entrevistar uma variedade de profissionais para todos os episódios de nossa série?  Nada é de graça e você pode ver o que acontece quando as pessoas ganham coisas de graça, olhando ao estado atual da Venezuela.
“Esta criatura pode ter ramificações sobrenaturais, como declaramos no filme e no livro. Em outras palavras, ela pode apontar para entidades que lemos a respeito em Revelação 9.
“Ainda estamos fazendo pesquisa na criatura. Os raios-X estão sendo analisados por um patologista forense, bem como um radiologista. Dois médicos olharam os raios-X na semana passada, e ambos confirmaram que, na melhor de suas opiniões profissionais, a criatura é real e não uma montagem.
Veja abaixo o vídeo, em inglês, sobre o caso:




Fonte: OVNI Hoje

segunda-feira, 25 de julho de 2016

Cansado de usar as mãos? vidros Eyefluence promete computadores controlados por olho




A startup do Vale do Silício Eyefluence realizou uma pesquisa sobre controle de uma tela de computador com os olhos, apoiando a meta da empresa de navegação mãos-livres. Ele vem testando diferentes protótipos com óculos de realidade aumentada equipados com câmeras que monitoram o que é visto. Para clicar em um item, você apenas tem que olhar para ele.

"Nossa primeira diretriz é deixar seus olhos fazer o que os seus olhos fazem", disse Jim Marggraff, fundador e CEO da Eyefluence. "Nós não os forçamos a fazer coisas estranhas. Nós desenvolvemos uma interface toda em torno do que os olhos fazem naturalmente de modo que ele é rápido e não-fatigante. Você pode cercar-se com uma enorme quantidade de informações. Vemos isso como uma mudança na forma como os seres humanos podem processar a informação, resolver problemas, aprender e comunicar. "
Na década de 1990, pesquisadores de uma empresa chamada Eye-Com estavam pesquisando como controlar dispositivos com controle de olho. Sua motivação era usar a interação do olho para ajudar policiais e bombeiros em sua linha de trabalho. Marggraff reuniu-se com a empresa em 2013, eventualmente, adquirir os direitos sobre a tecnologia e começando Eyefluence. O projeto inicial do dispositivo era pequeno e robusto, dois requisitos fundamentais para a interação de olho em um head-mounted display (HMD).

Com o potencial de trabalhar em várias circunstâncias on-line, o sistema mãos-livres tem uma forte dependência de biomecânica. O design do protótipo é dependente de "conexão olho-cérebro", sincronizando biologia e tecnologia para permitir um HMD. A empresa promove um método de "não esperar, não pisca, basta olhar" para a sua interação olho e tela, também integrar-se em qualquer realidade aumentada (AR), realidade virtual (VR), ou plataforma de realidade mista (MR). Quando alguém usando uma câmera Eyefluence pisca ou desviar o olhar, o dispositivo irá filtrar nesse sentido, e faz anotações de fatores como cor dos olhos, tamanho da pupila, e ponte do nariz. Estes são todos os componentes vitais para ajudar Eyefluence entender a conexão entre o cérebro e os olhos.


A equipe projetou o produto para eliminar a falta de jeito que pode arruinar experiências AR. Completando ações sobre o head-mounted, A Eyefluence na interação olho também usa contínua Identificação Biométrica (CBID) para substituir senhas e logins. Da mesma forma, a velocidade de adição de interação olho para interfaces de usuário VR adiciona a outra dimensão de figuras em um mundo virtual que esta plenamente consciente do seu contato com os olhos. A presença dos óculos Eyefluence também reduz a náusea induzida por VR, como eles minimizam os movimentos da cabeça e ajusta a distância entre alunos e distorção da lente.

O hardware também é capaz de identificar alguém com base em uma varredura da íris dentro de 100 milissegundos.  Embora os planos estejam lá, ainda vai levar algum tempo para Eyefluence integrar plenamente em cenários AR e VR.
Na esperança de superar tecnologia semelhante, como o fracassado Google Glass , a equipe Eyefluence está discutindo parcerias com empresas da Fortune 500.

Fonte: electronicproducts.com

domingo, 24 de julho de 2016

Estranhas criaturas achadas em Londres


Criaturas míticas são achadas em Londres

Pequenos humanoides foram encontrados em posições bizarras numa casa da Inglaterra (Mirror/ Alex CF)
Esqueletos alados de fadas, lobisomens e alienígenas foram encontrados no porão de uma velha mansão, em Londres (Inglaterra), segundo informações do jornal Mirror, dia 29.
A macabra coleção, descoberta em 1960, pertencia a Thomas Theodore Merrylin, um rico aristocrata e biólogo, que viveu em 1800, no século 19.

Conforme o jornal, uma pessoa (não identificada) comentou no site que as míticas criaturas foram achadas em 1960, durante a limpeza do local, enquanto um novo bairro residencial era construído.
Segundo a reportagem, antes de a casa ser demolida, construtores se depararam com milhares de pequenas caixas de madeira hermeticamente fechadas, no porão da residência.
“Imagine a surpresa quando eles encontraram pequenos corpos de criaturas que pareciam ter saído de um conto de fadas”, escreve o internauta na página do Mirror.

Internautas divergem sobre a veracidade dos quiméricos personagens. Enquanto alguns afirmam se tratar de seres reais, outros dizem que eles são falsos.
Além dos lobisomens, extraterrestres e gnomos, um coração humano e outros órgãos conservados em frascos, foram encontrados na velha mansão.
Até hoje, ninguém sabe como o misterioso biólogo Thomas Theodore Merrylin adquiriu a coleção.
Apesar das fantásticas alegações, nenhuma análise laboratorial foi realizada com objetivo de identificar se “as fadas” e as demais aberrações são reais ou não.

Atualmente, as criaturas pertencem a um indivíduo identificado como Alex CF. Para ver os monstrengos expostos no “museu” online, clique AQUI .

Criaturas pertenciam a um biólogo inglês que viveu no século 19 (Mirror/ Alex CF)

 
Atualmente, os monstrengos pertencem a Alex CF, que os expõem num museu online (Mirror/ Alex CF)
 
Eles foram descobertos no porão da antiga mansão, em 1960, quando a casa seria demolida (Mirror/ Alex CF)
Fonte: OVNI Sul

Tom Cruise faz mudança radical no site da NASA


Imagem do filme Minority Report - A Nova Lei
Se você é o tipo de pessoa que gosta de acompanhar informações e notícias sobre tecnologia espacial, você deve conhecer muito bem o site da NASA, e provavelmente notou a grande mudança no visual e navegação desse grande website. O que você provavelmente não sabe é que tudo isso aconteceu graças a um grande astro de Hollywood: ninguém mais, ninguém menos do que ele, Tom Cruise.

Segundo o ex-administrador da NASA, Sean O'Keefe, que dirigiu a agência entre 2001 e 2004, o ator Tom Cruise foi o grande responsável por toda a remodelação do site da Agência Espacial Norte Americana.

Além de atuar em grandes filmes de ficção científica, como Minority Report, Guerra dos Mundos e Oblivion, Tom Cruise é apaixonado por Astronomia e assuntos científicos em geral, e segundo ele mesmo, passa horas em sites relacionados, e claro, o portal da NASA é um dos seus favoritos.

Sean O'Keefe disse que era um dia comum de trabalho, e repentinamente surgiu Tom Cruise nos corredores da agência. Ao visitar o escritório do então administrador, ele disse: -"Vocês têm um grande site com toneladas de informações, perfeitamente desenhado para investigadores, cientistas e docentes em todo mundo, e eu acho que é interessante pra eles. Mas para o resto das pessoas, como eu por exemplo, após três cliques, chegamos em um lugar que não conhecemos, e não sabemos mais pra onde ir..."

Logo após expressar o que pensava sobre o site da NASA, Tom Cruise ofereceu um de seus chefes em tecnologia, responsável por criar grandes trailers de filmes, para tornar o site da NASA mais acessível e intuitivo. Depois disso, todas as páginas foram redesenhadas, remodeladas e acabaram ganhando o gosto do público. E pra quem não acompanhou essa mudança, devemos dizer que o site se tornou muito mais intuitivo e fácil de ser acessado; agora ficou muito mais fácil encontrar o que deseja.


Página inicial do site da NASA nos anos de 2002, 2003 (após as mudanças feitas por Tom Cruise) e em 2015.
Créditos: NASA

Segundo O'Keefe, toda as vezes que ele se depara com uma situação que peça informações mais claras, ele se lembra de Tom Cruise, e a grande mudança que ele fez com o site da NASA. Apesar do conteúdo ser o mesmo, as pessoas agora conseguem entende-lo com muito mais facilidade.

Fonte: Galeria do Meteorito

NASA encomenda sonda para apoiar missão humana em Marte


 
Foto NASA: Projeto do robô que será enviado a Marte em 2020.


 Nave de apoio
A NASA fechou contratos com cinco empresas aeroespaciais - Boeing, Lockheed Martin, Northrop Grumman, Orbital ATK e Space Systems/Loral - para checar que tipo de nave espacial cada uma é capaz de construir para uma missão a Marte na década de 2020.
A missão primária da sonda não-tripulada será dar suporte a uma futura missão tripulada.
Para isso, a sonda que será selecionada deverá ter um sistema de propulsão mais avançado, que a permita voar mais baixo e tirar fotos melhores de possíveis locais de pouso, e melhores sistemas de comunicação, para aumentar a largura de banda das transmissões, o que será essencial em uma missão humana.

É praticamente certo que todos os projetos envolverão propulsores solar-elétricos. A propulsão solar-elétrica, já em uso em satélites em órbita da Terra, usa a eletricidade coletada por painéis solares para acelerar íons e impulsionar a nave - os chamados motores iônicos.
Recentemente a NASA encomendou a fabricação de um motor iônico para sua missão de captura de um asteroide.

Comunicação espacial a laser
Outra missão fundamental da nova sonda marciana será testar um sistema de comunicações ópticas, que usará um laser para enviar dados de volta para o controle na Terra com alta-fidelidade. O grande desafio de engenharia para isso é que a nave precisará ser capaz de apontar o laser para os receptores na Terra, o que exigirá uma precisão de navegação sem precedentes.

A NASA também gostaria que a sonda fosse capaz de retornar à Terra com amostras marcianas.
Para isso, o robô Marte 2020, programado para ser lançado no ano que lhe dá o nome, contará com uma cápsula para receber amostras coletadas na superfície. A plataforma do robô deverá lançar essa cápsula ao espaço, que será então capturada pela sonda espacial e trazida de volta à Terra. Esta é uma novidade em relação à proposta inicial dos instrumentos científicos que o robô marciano deveria levar.
Os primeiros rascunhos das propostas da nova sonda espacial deverão ser entregues pelas empresas em seis meses.

Fonte: Inovação Tecnológica

quarta-feira, 20 de julho de 2016

Suposto crânio ‘alienígena’ é analisado por cientistas da Dinamarca

Ao estudarem a estrutura, especialistas de uma faculdade de veterinária de Copenhague se surpreenderam com o resultado.

'Alien' teria sido achado em ilha dinamarquesa (Reprodução/Youtube)

Cientistas dinamarqueses estão intrigados com as características de um misterioso crânio achado em 2007 por trabalhadores que faziam a manutenção na rede de esgoto na ilha de Sealand Island (Dinamarca). Na ocasião, o crânio, de tamanho superior ao de uma pessoa normal, foi observado abaixo do solo de um edifício. O prédio pertencia a um açougueiro.

Agora, uma recente análise tem despertado a curiosidade dos pesquisadores. De acordo com informações do jornal inglês Express, na edição desta terça-feira (19), especialistas de uma faculdade de veterinária em Copenhague, capital do país, ficaram perplexos ao examinarem a estrutura.
Segundo eles, embora seja semelhante a um primata, ou a uma pessoa, determinadas características o tornam distinto de qualquer espécie conhecida na Terra. Outra descoberta que aumenta ainda mais a incógnita sobre a origem do crânio diz respeito à sua idade. Em uma datação por carbono, realizada pelo Instituto Niels Bohr da Universidade de Copenhague, estudiosos descobriram que o objeto tem 800 anos de idade. A revelação aumentou ainda mais a charada devido ao fato dele ter sido achado dentro de tubulações de apenas 100 anos.

Segundo o jornal, a ilha onde a caveira foi detectada é conhecida por ter sido o lar de uma polêmica sociedade secreta formada por escritores e poetas, a Ordem da Luz de Pegasus. Conforme a lenda, a hipotética seita teria escondido artefatos alienígenas inquebráveis, incluindo um crânio extraterrestre, supostamente deixado por visitantes da constelação de Pegasus.

Aliens e a Ordem de Pegasus

Formada em 1300, a hipotética Ordem da Luz de Pegasus teria contado com a presença de escritores mundialmente renomados, incluindo William Shakespeare, Thomas Jefferson, HG Wells e Ambrose Bierce.
Para Scott C. Waring, um dos ufólogos mais conhecidos da internet, o crânio pertence a um híbrido de alienígena com humano. Segundo ele, os enormes olhos, além dos gigantescos caninos, não se parecem com nenhuma espécie conhecida.
No entanto, a maioria dos cientistas continuam céticos a respeito do achado. Apesar de Express reportar que o teste de carbono na caveira foi feito na Universidade de Copenhague, eles alegam desconhecer o paradeiro do objeto. Para eles, todo esse mistério em torno da caveira e dos cientistas que fizeram as análises seriam evidências de fraude. Será?




Fonte: blastingnews.com

terça-feira, 19 de julho de 2016

Marte: pesquisadores alegam a existência de esqueleto humanoide no planeta



 
Segundo os entusiastas do assunto, o jipe-robô Curiosity, da NASA, fotografou os restos mortais de um aparente "Marciano" no planeta vermelho.

Apesar da Agência Espacial Americana (NASA) negar a existência de vida – inteligente ou não – em Marte, há décadas pesquisadores do fenômeno extraterrestre alegam que o planeta está repleto de evidências de vida marciana. Fotografada em 25 de julho de 1976 pela sonda Viking 1, um suposto rosto humanoide localizado na região marciana conhecida como Cydonia, ainda é considerado pelos entusiastas do assunto como uma das provas mais convincentes sobre construções marcianas em Marte.
Agora, a fotografia de um aparente esqueleto humanoide, tirada pela câmera acoplada ao jipe-robô Curiosity, da NASA, presente no astro desde 2012, está sendo considerada pelos ‘caçadores de aliens’, o maior indício de vida no planeta. De acordo com informações do periódico britânico Daily Mail, desta terça-feira (12), a imagem externada na internet parece expor um esqueleto semelhante ao do corpo humano, entre as rochas do planeta vermelho. No entanto, segundo o jornal, ao observar a foto original da Agência Espacial Americana, apenas detritos rochosos se destacam na árida paisagem.
Conforme acredita o administrador de um canal ufológico do Youtube, responsável pela divulgação do vídeo na segunda-feira (11), os restos mortais podem ser de um rei marciano ou guerreiro. Para chegar a essa conclusão, ele diz ter ‘realçado’ a foto com objetivo de enfatizar aspectos do ambiente registrado pelo jipe-robô. “Eu gentilmente colori a imagem para trazer para fora os detalhes que podemos ver no vídeo. A relíquia tem um grande crânio decorado com uma peça de cabeça ornamentada ou decorativa, isso pode indicar os restos mortais de um rei, ícone religioso ou talvez um guerreiro caído”, avalia o ufólogo (nome não informado).
Embora muitas pessoas possam ter incertezas sobre o pretenso esqueleto registrado pelo Curiosity, o dono do canal se diz convencido de que a NASA expôs uma imagem com evidência extraterrestre. “Este é, sem dúvida, os restos do esqueleto de um humanoide alienígena, na minha opinião”, fala.
Ainda que pareça precipitado acreditar em vida no planeta vermelho, sendo que até o momento nenhum estudo científico foi apresentado ao público, o ufólogo não está sozinho. Outro famoso investigador do fenômeno, Scott C, Waring, destaca que a transparência da fotografia é suficiente para “abalar o mundo da paleontologia”.
Até o momento, a NASA não comentou a denúncia. Para ver a foto original, copie e cole o link  no navegador.
Clique aqui para ver a imagem original da NASA.





Fonte: Ovnisul

Xbox Play Anywhere unifica Xbox e Windows a partir de setembro para jogos publicados pela Microsoft

Isso mesmo, notícias sobre games fazem parte da ciência e tecnologia e eu como gamer fanático que sou, estou postando esta informação para que quem gostar de games e tiver um Xbox One vai ficar muito feliz rsrsrs.



Durante a E3 2016, a Microsoft falou bastante sobre um programa chamado Xbox Play Anywhere, uma forma de unificar jogos lançados para Windows 10 e Xbox One. Agora a empresa deu mais detalhes sobre a iniciativa e confirmou que ela começa a valer no dia 13 de setembro.

Com o Xbox Play Anywhere, os usuários podem comprar um jogo para o Xbox One e jogá-lo também no PC, com a possibilidade inclusive de transferir o save de uma plataforma para a outra – assim, dá para começar a jogar sentado no sofá da sala e, depois, ir até o PC continuar de onde parou.
Mas nem todos os jogos lançados para uma das plataformas ficará necessariamente disponível também na outra. Inicialmente, apenas títulos publicados pela própria Microsoft farão parte do Play Anywhere. Então quem comprar ReCore, Gears of War 4, Forza Horizon 2 ou Halo Wars 2, por exemplo, poderá tanto aproveitar a versão de Xbox One quanto a de PC.

Em outras palavras, a Microsoft não lançará mais jogos exclusivos para o Xbox One, e sim oferecerá os mesmos títulos para o jogador escolher se quer jogar no Xbox One ou no PC. O que é ótimo! É sempre bom quando empresas oferecem opção para os seus clientes.
Claro, por ser uma iniciativa da Microsoft, os jogos ficarão vinculados às lojas da própria Microsoft. Então para aproveitar a versão de PC desses jogos, será preciso adquiri-los através da Windows Store, e não, digamos, do Steam. A Microsoft está unificando a Windows Store do Windows 10 e do Xbox One para facilitar as coisas.

A venda digital de jogos é coisa séria, e, apesar do Windows ser a principal plataforma a receber jogos em PCs, é no Steam que as pessoas vão buscar os jogos. O que a Microsoft quer, claramente, é conquistar o público (e o dinheiro) do Steam, e para isso vai oferecer essa grande diferença que é a possibilidade de usar o jogo comprado na Windows Store tanto no Windows 10 quanto no Xbox One.
O sucesso da iniciativa depende não só dos próprios jogos da Microsoft – até títulos futuros, como Halo 6 que será lançado em algum momento nos próximos anos, vai fazer parte do Play Anywhere – mas também da adoção de outros publishers ao programa. Por enquanto nenhuma outra, além da própria Microsoft, confirmou planos de lançar jogos nesse modelo, mas vamos ver como vai ser a recepção inicial dos jogadores para ver se as coisas mudam no futuro.

Fonte: Gizmodo Brasil

Astrônomos detectaram a linha do gelo ao redor de uma estrela pela primeira vez

Um telescópio capturou a primeira imagem de uma linha do gelo em torno de uma jovem estrela no espaço – e isso pode mudar o que sabemos sobre a formação de planetas.
As condições extremas ao redor de estrelas jovens às vezes significam que a água vai diretamente do estado gasoso para a neve e gelo, pulando totalmente a fase líquida. A região em que essa transição acontece é chamada de linha do gelo.

Essa linha só foi vista porque a estrela em questão, a V883 Orionis, teve uma erupção maciça que empurrou a linha do gelo ao redor do seu disco protoplanetário, onde os planetas são formados, para fora. Isso fez com que o telescópio Atacama Large Milimeter/submilimiter Array (ALMA) conseguisse essa vista:
Não é só uma coisa legal de se ver, e pode ter consequências enormes para a forma como planetas são formados. Pesquisadores do ESO dizem que suspeitam que a localização da planeta em formação dentro da linha do gelo aparece na forma final do planeta.

Se um planeta é formado dentro dessa linha, onde a água aparece como gás, o planeta resultante é rochoso como a Terra. Planetas que se formam fora da linha do gelo, onde a água aparece como gelo, se tornam gigantes gasosos como Júpiter.

Agora que conseguimos ver essa linha em ação, os cientistas esperam conseguir explicar melhor qual é o papel dela na evolução planetária.




Fonte: Gizmodo Brasil

sábado, 16 de julho de 2016

Misteriosa cratera gigante na Sibéria intriga cientistas


Um misterioso buraco gigante da Sibéria, na Rússia, tem deixado os cientistas e a população espantados. Um vídeo feito por um helicóptero mostra a estranha configuração e uma espécie de combustão ao redor da cratera.
Os relatórios iniciais e as imagens foram suspeitos de serem falsos, mas o buraco é um fenômeno real. O vídeo foi feito enquanto o helicóptero sobrevoava a área de Península de Yamal (também chamada de ‘fim do mundo’), ao norte do país, onde estão grandes campos de extração de gás.
O buraco tem cerca de 80 metros de diâmetro, mas sua profundidade ainda não foi estimada. Segundo The Siberian Times, uma equipe de cientistas foi enviada para recolher amostras no local e investigar o buraco.

Enquanto não há respostas para o mistério, surgem diversos rumores na internet sobre a origem da cratera. Enquanto alguns acreditam que o buraco surgiu após a queda de um meteorito, outros apontam que a cratera é um vestígio deixado pela aterrissagem ou queda de um OVNI.
Anna Kurchatova, do Centro de Investigação Científica do Sub-Ártico, disse ao jornal que o buraco pode ser resultante do aquecimento global. Segundo a cientista, o solo congelado acumulou ao longo dos séculos bolsas de uma mistura de gás, água e sal. Com o calor, o local acumulou uma pressão suficiente para provocar uma explosão semelhante à da rolha de uma garrafa de champanhe.
Veja abaixo o vídeo feito pelo helicóptero:



Algumas fotos:





Fonte: Isso e bizarro

O Vórtex do Oregon um misterioso lugar.


Entrada da casa do mistério.
Localizado no estado do Oregon, o local é cercado de mistérios, como bolas que rolam para cima, locais onde as pessoas que tenham o mesmo tamanho ficam com suas alturas alteradas, ausência de animais, ou seja, animal nenhum entra nessa região e bússolas que ficam malucas.

Vórtex é o nome que se dá a locais onde anormalidades gravitacionais acontecem, e é essencialmente, um redemoinho de força. É a forma básica do nosso universo, como por exemplo o formato da nossa galáxia, a Via Láctea.


Esquematização de um vórtex gravitacional.
Um dos mais famosos do mundo fica localizado no estado americano do Oregon, na cidade de Golden Hill, e tem uma área esférica compreendendo cerca de ¾ de acre. Os índios americanos chamam este local de "O Chão Proibido" e evitam a área, bem como pássaros, cavalos e outras vidas selvagens. O local é bem quieto.

Mystery House

Em 1890, a empresa Grey Eagle Mining Co., construiu um escritório de teste de pureza do ouro no local. Era um prédio normal, plano.

Em 1910, durante uma temporada de chuvas fortes, o local foi carregado montanha abaixo, vindo a parar ao lado de uma árvore, com uma inclinação de 25º. É o local onde ainda está até hoje.

Em 1930, John Litster (que morreu em 1959) abre a Mystery House ao público, que toma conhecimento de todas os fenômenos bizarros que ocorrem no local, e assim está até hoje.

O velho escritório da companhia é agora conhecido como Mystery House (A Casa do Mistério) e várias coisas estranhas ocorrem dentro dela, como vassouras que ficam eretas no meio da sala e bolas que rolam subida acima.

A casa está inclinada 25º, então é difícil se manter em pé. Um dos estranhos fenômenos que ocorrem dentro da casa vão de vassouras que ficam em pé sem estarem encostadas em nada, a bolas de ping-pong que ao invés de descer por um duto, sobe, desafiando as leis da gravidade.


A casa inclinada em 25º
Em seu interior uma vassoura colocada em pé

foto da casa Vórtex de Oregon 1859

 A Mudança de Tamanho

Um dos efeitos mais notáveis do Vórtex é um local onde as pessoas simplesmente mudam de tamanho! É bem incrível mesmo, pois as pessoas ficam uma de frente para a outra e você vê a altura, então elas trocam de lugar e a altura muda! Assista ao vídeo:




Explicações

O cientista escocês John Lister visitou o Vórtex do Oregon em 1913. Depois de fazer mais de 14.000 experimentos, Lister concluiu que o Vórtex age como uma lente refratária gigante, curvando a luz em movimentos verticais ou circular. Ele achava que o efeito visual era uma ilusão ótica. O pessoal do Vórtex discorda.

Albert Einstein desenvolveu uma Segunda teoria sobre o Vórtex. Ele achava que o fenômeno era mais que apenas ótica, que era algo que nós poderíamos também sentir. Porque na verdade o Vórtex expande e contrai várias vezes ao dia, Einstein achava que a estrutura molecular de uma pessoa também expandia e contraia quando se entravam na área, mantendo as proporções como antes.

Nenhuma das teorias explica todos os estranhos fenômenos.

A Investigação feita pela equipe do Fact or Faked

Fact or Faked é uma série que é exibida no canal Syfy. O objetivo da série é reproduzir fenômenos estranhos capturados em vídeos e para isto eles contam com um time de 6 especialistas nas mais diversas áreas. Um ex agente do FBI, um cientista chefe, uma Jornalista e um especialista em efeitos especiais.

A equipe conversando com a guia do local.


A equipe decidiu investigar os fenômenos que ocorrem no Vórtex e na Casa dos Mistérios. Foi um episódios bem interessante e vou apresentar os resultados abaixo:

É verdade que cavalos não entram no Vortex?
Sim! A equipe montou em cavalos e andou pela região, mas quando chegaram nos limites do Vórtex, os cavalos simplesmente pararam e deram meia volta!

As vassouras que ficam em pé.
Segundo os testes, ficam em pé somente alguns tipos de vassouras, dependendo do material das cerdas.

A bola que anda para cima no duto
Pura ilusão de ótica. Como a casa está inclinada, parece que o duto está para cima, mas na verdade ele está para baixo.

A equipe colocando dispositivos de medição angular no interior da casa
 A mudança de tamanho das pessoas.
Comprovado! A equipe descobriu que no local existe um desnível de 2º, mas ele não é suficiente, pois a diferença é de 16º. Jael De Pardo, membro da equipe disse que quando ela participou da experiência de mudança de tamanho, sentiu uma pressão sobre seus ombros e cabeça que não podia explicar, como se algo invisível estivesse pressionando-a.

Jael sentiu pressão sobre os ombros quando participou do experimento da mudança de tamanhos...





Bussolas ficam loucas?
Sim. Durante os testes várias vezes as bússolas apresentaram anomalias em suas medições.

Um pendulo gira corretamente?
Não. Instalaram um pendulo gigante e o padrão desenvolvido por ele foi muito estranho. A equipe disse que poderia haver ímãs instalados embaixo da terra, e pediram permissão para cavá-la, mas não foi permitido.

Como Chegar?

4303 Sardine Creek Left Fork Road
Gold Hill, Oregon 97525-9732
Telefone +1 (541) 855-1543


Fonte: blog Assombrado e History Channel

quarta-feira, 13 de julho de 2016

Rastro Químico, aviões do governo estão pulverizando química misteriosa sobre nós?





Primeiro foram os "Buracos no Céu", e agora chegou a vez daquelas trilhas de fumaça que os aviões deixam ao passar, que se parecem com longos riscos brancos, e que às vezes demoram um bom tempo até sumirem de vez.

Se você não tinha percebido nada disso, saiba que os entusiastas de teorias de conspiração perceberam... e na internet se espalham inúmeros posts com explicações bem alarmantes sobre o que seriam esses rastros de fumaça. Até mesmo o Discovery channel produziu um documentário abordando a questão.



A explicação básica para a formação dessas trilhas de fumaça é a condensação de vapores, que são emitidos pelas turbinas do avião, mas tem muita gente desconfiando que seja algo mais. Muitos alegam que trilhas de vapor não durariam tanto tempo nos céus, e que produtos químicos seriam responsáveis pela duração maior dessas marcas de fumaça.



As novas teorias de conspiração até adaptaram um termo pra essas marcas de fumaça, que estão sendo chamadas de "Chemtrails" (trilhas químicas). A palavra é uma adaptação de "Contrail" (trilhas de condensação), que é o termo real.

De onde tiraram essa ideia?


Tudo começou na metade da década de 90, quando a Força Aérea dos Estados Unidos especulava sobre a manipulação do clima no futuro, e como isso poderia ser utilizado como uma nova arma em combates militares. Hoje sabemos que já existem tecnologias e produtos químicos que são despejados na atmosfera pra fazer chover, e até a cidade de São Paulo já usou essa tecnologia diante de sua recente crise hídrica.

Os supostos planos "secretos" dos governos


Os teóricos de conspiração de plantão desconfiam que a tecnologia de pulverização atmosférica possa ser usada com outros propósitos mais nefastos, como por exemplo o controle mental dos cidadãos. Outras teorias que se espalham pela internet afirmam que a indústria farmacêutica também faria parte do complô, usando aviões pra disseminar doenças e depois vendendo remédios para curá-las. São muitos relatos afirmando que, após avistarem essas trilhas de fumaça sobre suas cidades, muitas pessoas ficaram doentes, com conjuntivite, problemas respiratórios ou resfriados, por exemplo.

As "provas" da conspiração


São várias fotos dos supostos aviões modificados, com equipamentos que seriam usados para pulverizar produtos químicos de todo tipo. Esses aviões parecem mesmo bem estranhos, e as imagens se espalharam pela internet fazendo muita gente acreditar que existe algo bizarro nessa história toda...

A explicação das fabricantes de aviões


Fabricantes de aeronaves afirmam que esses equipamentos são um sistema de simulação de passageiros. Dentro dos tanques haveria apenas água, que é bombeada de um tambor para o outro e simulam a movimentação de passageiros dentro do avião e suas implicações no centro de gravidade da aeronave. Ou seja, seriam apenas inocentes equipamentos de testes que servem para garantir a segurança das pessoas.

A explicação científica oficial para os rastros de fumaça


Governos e cientistas continuam afirmando que a explicação não mudou, e os riscos brancos no céu são apenas vapores das turbinas dos aviões. Segundo eles, dependendo das condições atmosféricas, esse rastro de fumaça pode ficar nos céus por um bom tempo. Ou seja, só porque o rastro demora muito pra sumir não significa que ele seja algum tipo de produto químico estranho ou prejudicial.



Fonte: inovação Tecnológica

Conheça os laboratórios mais profundos do mundo

Detector Super-Kamiokande: o equipamento é constituído por um tanque de aço inoxidável com 50 mil toneladas de água. E cerca de 11 mil sensores.[Imagem: Kamioka Observatory/ICRR/University of Tokyo]
Laboratórios subterrâneos

Parece-lhe que, para desvendar os segredos do Universo, os cientistas devam sempre se voltar para o espaço?
Nem sempre. Na verdade, muitas vezes é melhor fazer o caminho inverso, mergulhando profundamente na Terra. Por isso, nasceram os laboratórios mais profundos do mundo, a maioria mergulhados em minas que já exploraram todo o minério disponível, deixando apenas um buraco - um buraco muito útil.
Ocorre que uma chuva de partículas subatômicas de alta energia cai constantemente sobre a Terra. Criada a partir de interações dos raios cósmicos na atmosfera superior, essa garoa invisível cria uma barulhenta radiação de fundo que obscurece as assinaturas de novas partículas ou forças que os físicos procuram.

A solução é mover os experimentos para debaixo do melhor guarda-chuva natural que temos: a crosta da Terra. Laboratórios subterrâneos, embora difíceis de construir e de acessar, são locais ideais para a observação de interações entre partículas raras. As rochas protegem os experimentos do chuveiro de partículas inoportunas, impedindo que coisas como múons interfiram nos resultados dos aparelhos.
Nas últimas décadas, os laboratórios subterrâneos de Física e Astrofísica têm sediado alguns dos maiores e mais complexos experimentos de detecção já feitos, contribuindo para importantes descobertas - algumas delas agraciadas com o Prêmio Nobel.
Nesta série de reportagens, você irá conhecer um pouco sobre alguns dos laboratórios mais profundos da Terra, a 1.000 metros ou mais abaixo da superfície, que estão cavando profundamente os segredos do Universo.

Observatório Kamioka
O Observatório Kamioka detecta neutrinos provenientes de supernovas, do Sol, da nossa atmosfera e de aceleradores de partículas, naturais ou não.
Em 2015, Takaaki Kajita recebeu o Prêmio Nobel de Física pela descoberta da oscilação de neutrinos atmosféricos, o que foi feito usando o experimento Super-Kamiokande - o Nobel foi compartilhado com o Observatório de Neutrinos de Sudbury, no Canadá, que você irá também conhecer.
O foco original do Kamioka está na compreensão da estabilidade da matéria, o que está sendo feito através de uma pesquisa sobre o decaimento espontâneo de prótons usando um experimento chamado Kamiokande. Como os neutrinos são um grande pano de fundo para a observação do decaimento do próton, o estudo dos neutrinos também se tornou um grande esforço do observatório.

Laboratório Subterrâneo de Física Stawell
Laboratórios subterrâneos têm que começar de alguma forma: Esse contêiner foi a "pedra fundamental" do Stawell. [Imagem: ARC Centre of Excellence for Particle Physics]
 O SUPL está em construção na mina de ouro ainda ativa Stawell, em Vitória, na Austrália. Sua intenção principal é verificar se a quantidade de matéria escura em certas galáxias muda dependendo da posição da Terra.

O laboratório vai trabalhar em estreita colaboração com o Laboratório Nacional Gran Sasso, na Itália, que fez avanços significativos na pesquisa da matéria escura através de uma possível detecção dos WIMPs.
Como a Austrália está no Hemisfério Sul e tem estações opostas às da Itália, este efeito sazonal da matéria escura também irá testar os resultados obtidos na Itália para obter mais informações sobre os WIMPs e a matéria escura.
Na segunda reportagem, a ser publicada amanhã, você conhecerá outros três laboratórios subterrâneos.
 

Fonte: Inovação Tecnológica

segunda-feira, 11 de julho de 2016

"RODS" criaturas estranhas, você precisa conhecer!

No mundo existem muitos fatos estranhos, Fantasmas, Monstros, OVNIs, Alienígenas, Criaturas interdimensionais, Triangulo das Bermudas e muitos outros que a humanidade tem apenas um leve conhecimento a respeito. Neste post, trataremos de um fenômeno desconhecido pela a maioria das pessoas, trata-se dos "RODS" que na verdade não sabemos ao certo o que são, mas muitas pessoas no mundo já conseguiram registrar tais "Criaturas" em vídeo. Mas o que são os "RODS"?

Em ufologia, "ROD" (em inglês: Bastonete) é um fenômeno ainda não esclarecido descoberto em gravações de vídeo. Em várias filmagens foram registrados efeitos ou objetos cuja natureza não foi satisfatoriamente explicada. Parecem ser criaturas em forma de bastonetes com uma espécie de asas ou algo parecido que voam muito rápido e são imperceptíveis a olho nu, mas com uma câmera é possível gravar vídeo o voo destas criaturas.
Foto de um ROD

 Temos por exemplo o primeiro caso mundialmente conhecido, o do casal Escamilla, nos EUA, que afirmam ter conseguido registrar em vídeo o “deslocamento” de Rods: pequenos corpos finos e alongados voando, com aparentes apêndices laterais. De acordo com os Escamilla, os pequenos objetos se movimentam muito rapidamente, sendo necessário o uso de câmera lenta para sua visualização.

RODs na floreta
 Também chamados de “aeroformas”, os Rods, podem ser classificados em Nebulosos, Translúcidos e Gelatinosos, e se comportam de maneira “inteligente”. A ideia de bioformas não é exatamente uma novidade: em 1957, Trevor James, de Los Angeles, Califórnia, iniciou experiências com o fim de fotografar “animais atmosféricos”, as 30 melhores imagens que captou estão no livro They Live in the Sky (Eles Vivem no Céu), hoje uma raridade.
Os céticos materialistas negam a existência dos Rods, afirmando que não passam de truques baratos ou ainda auto-enganos gerados por má interpretação das imagens captadas pelos vídeos. No entanto, qualquer estudioso sério sabe que nenhum inseto, tenha a velocidade que tiver, pode criar ilusões dessa natureza.

A visão humana pode ser enganada por várias técnicas, mas com uma câmera e um pouco mais difícil devido a mesma não possuir um olho orgânico e sim um chip sensor de luz (CCD) que capta as imagens que de fato estão lá.

O canal History já apresentou um documentário a respeito destas "Criaturas" nas quais muitos cientistas e pesquisadores estão muito interessados neste fenômeno, uns dizem que são criaturas interdimensionais devido que em certos vídeos se podem ver eles entrando e saindo da nossa dimensão e outros afirmam que são alguma forma de vida que ainda não entendemos.


Vários RODs.

Existe um caso no EUA que foi relatado pelo canal History onde um fotografo americano estava fotografando as decolagens de aviões em um determinado aeroporto e ao revelar as fotos constatou que um avião estava voando ao lado de um ROD que era praticamente do mesmo tamanho da aeronave e isso alertou o FBI que confiscou todo o material do fotografo. 
Veja agora uma série de fotos dos RODs e umas filmagens bem interessantes e opine a respeito.












 Os Vídeos:






Fonte: YouTube

Custom Search