loading...

quarta-feira, 25 de janeiro de 2017

Este chip promete transferir seus dados em Terahertz

um modulador é um circuito que insere os dados na onda portadora que será responsável pela transmissão.[Imagem: Sing/Sonkusale - 10.1038/SREP40933]
Lacuna terahertz
Este pequeno circuito é um modulador de alta velocidade, o coração de um novo circuito integrado que opera na frequência de terahertz (THz) - a temperatura ambiente, em baixas tensões e sem consumir energia DC.


Um terahertz equivale a 1.000 gigahertz.
Este desenvolvimento promete ajudar a preencher a "lacuna THz", que está limitando o desenvolvimento de dispositivos sem fio mais potentes, capazes de transmitir dados em velocidades significativamente maiores do que é possível hoje - como a tecnologia Wi-Fi ou as redes de celulares, por exemplo.


As medições mostram que a frequência de corte da modulação do novo chip excedeu 14 GHz. Na demonstração, o protótipo operou dentro da faixa de frequência de 0,22 a 0,325 THz, que foi escolhida pela equipe por corresponder aos equipamentos disponíveis no laboratório - os pesquisadores garantem que o componente funciona também em outras bandas.


Em contraste, as redes celulares ocupam bandas que ficam muito abaixo no espectro, onde a quantidade de dados que pode ser transmitida é significativamente menor.


Modulador THz
O modulador funciona por meio da interação de ondas THz confinadas em um novo guia de ondas com um gás de elétrons ajustável.


Embora haja um interesse significativo em usar a banda THz do espectro eletromagnético, o que permitirá a transmissão sem fios de dados a velocidades significativamente mais rápidas do que a tecnologia atual, essa banda praticamente não é utilizada ainda, em parte devido à falta de componentes compactos, integrados em um chip - esses componentes incluem moduladores, como o apresentado agora, além de transmissores e receptores.


"Este é um dispositivo muito promissor que pode operar em frequências terahertz, é miniaturizado usando a fabricação de semicondutores usada pela indústria, e está no mesmo padrão físico dos dispositivos de comunicação atuais. Ele é apenas um bloco básico, mas pode ajudar a começar a preencher a lacuna THz," disse Sameer Sonkusale, da Universidade de Tufts (EUA).



Fonte: Inovação Tecnológica

0 comentários:

Postar um comentário

Custom Search