loading...

quinta-feira, 13 de abril de 2017

Estaria ocorrendo uma batalha espacial sem o nosso conhecimento?


Esquadrilhas de caças da Marinha dos Estados Unidos, no estilo Guerra nas Estrelas, têm estado secretamente protegendo a raça humana de ataques reptilianos por décadas, de acordo com escritor William Tompkins. O escritor de 92 anos de idade trabalhou na indústria aeroespacial para um grupo de pensadores com a tarefa de projetar espaçonaves antigravitacionais de um quilômetro de comprimento, para a Marinha dos EUA nas décadas de 1950 e 60.  Durantes este período, Tompkins, que se tornou delator, alega ter pessoalmente projetado cinco espaçonaves e 30 naves de apoio.

Em seu livro, Selected by Extraterrestrials (Escolhido por Extraterrestres), ele alega que estas enormes naves interplanetárias da Marinha foram criadas para nos defender os alienígenas invasores que querem escravizar a humanidade.


Essas guerras espaciais, que dizem ser muito curtas, estariam acontecendo debaixo de nossos narizes por décadas, ele alega. Porém, no livro ele alerta que os alienígenas reptilianos estão “ficando mais fortes” e ele recomenda à Marinha que incremente suas defesas – ou então encare o reino dos répteis.

Aparentemente, de acordo com Tompkins, a Marinha dos EUA trabalha próxima dos alienígenas nórdicos, os quais possuem naves enormes do tamanho da Lua, capazes de vencer as naves de ataque reptilianas. Os nórdicos seriam oriundos da Constelação de Orion e influenciaram a construção das pirâmides.

Enquanto isso, os inimigos reptilianos atacam vários planetas, se apoderando deles e escravizando seus habitantes. Mas os humanos e os nórdicos, que trabalham com a Marinha dos EUA para desenvolverem tecnologias avançadas para espaçonaves, uniram forças para construírem uma variedade de ‘caças’ no estilo Guerra nas Estrelas.


Escolhido pela Marinha quando estava no ensino secundário, para desenvolver trabalho de pesquisa, Tompkins regularmente visitava instalações navais secretas durante a Segunda Guerra Mundial. Ele serviu na Estação Naval Aérea de San Diego, onde entrevistou espiões incrustados dentro das instalações aeroespaciais mais secretas da Alemanha Nazista durante a guerra.

Em seu livro, Tompkins descreve a inteligência que os espiões da Marinha agregaram:
Os agentes da Marinha na Alemanha descobriram que todos aqueles alienígenas ‘de fora deste mundo’ deram a Hitler: OVNIs, propulsão antigravitacional, armamentos de raios, vida prolongada…
Mais tarde ele foi contratado pela Douglas Aircraft Company em 1951, onde trabalhou com os nórdicos por um período de mais de 12 anos, para criar naves antigravitacionais. Tompkins apoia suas alegações com vários documentos anteriormente secretos, inclusive projetos que teriam completado para cruzadores de batalha espacial, os quais aparentemente foram utilizados para formar a espinha dorsal dos “Grupos de Batalha” da Marinha dos Estados Unidos no espaço.

Estes projetos incluem uma Espaçonave de Batalha de 1,4 km, e um Porta-Naves de 2.5 km. Contudo, as enormes espaçonaves não teriam sido construídas até a década de 1980 sob um programa espacial altamente secreto chamado Solar Warden. No final, diz ele, existiam oito grupos de batalha de porta-naves que foram construídos para a Marinha dos EUA.

Por décadas teóricos da conspiração têm alegado que os alienígenas estariam compartilhando tecnologia avançada com os EUA.  Mas os fãs de Tompkins insistem que seu livro fornece evidências “poderosas” de que a Marinha dos EUA tem estado trabalhando com seres alienígenas para defender a humanidade de ameaças…

Uma avaliação do livro no site UFO International Project diz:
Com a quantidade de naves anômalas vistas ao redor do planeta e no espaço, poderia ser que os líderes do nosso mundo possuem a tecnologia em mãos para possivelmente defenderem a Terra de seres alienígenas, ou para explorarem o espaço profundo?
Isto pode ter sido zombado no passado, mas não agora; chegou a hora de abrirmos nossos olhos às mentiras e fraudes da elite que não quer perder o controle sobre nós.
O lançamento do livro ocorreu quando os astrônomos anunciaram a descoberta de um mundo similar à Terra, o Proxima b, podendo este planeta ser o lar de uma raça alienígena que já nos visitou.

Fonte: OVNIHoje

3 comentários:

  1. Respostas
    1. Acho que ele "não" toma, o problema deve ser esse, olha a viagem do mininu.

      Excluir
  2. uahuahuahuahauhauhauahuahuahu Não consigo parar de rir ...

    ResponderExcluir

Custom Search