NerdTecnoGeek

Ciência, Tecnologia e Mistérios.

Física

A mais bela das Ciências.

Mistérios

Os Mistérios do mundo e do Universo apresentados aqui.

Eletrônica

Kits de projetos eletrônicos para todas as finalidades.

loading...

terça-feira, 31 de outubro de 2017

Uma gigantesca 'bola de luz Brilhante' foi vista na Sibéria, causando pânico na população.


As pessoas que vivem no norte da Sibéria ficaram absolutamente aterrorizadas depois de uma enorme bola de luz branca aparecer no céu, o que levou muitos a temer que eles estavam prestes a ser invadido por UFOs.

O show de luzes fenomenal foi capturada por um fotógrafo chamado Sergey Anisimov que estava na cidade de Salekhard, na fronteira do Círculo Ártico.

Ele descreveu o que viu como uma "bola brilhante" subindo de trás da floresta e se movia em sua direção.

No entanto, a velocidade da bola e da mudança de direção o fez perceber que ele estava testemunhando algo muito diferente. Ele diz que a bola de luz branca, finalmente, se transformou em um arco e então gradualmente se dissipou.

Depois de tirar fotos, Anisimov seguiu para sua casa, onde crianças locais  de 5 anos de idade estavam em estado de choque falando sobre alienígenas e um portal para outra dimensão. Os relatórios sugerem que não foram só as crianças que pensavam que a Terra estava prestes a ser invadida por alienígenas.

Os adultos também foram para redes sociais afirmar que os Alienígenas estavam aqui e atribuíram a bola de luz a um OVNI. A fonte de luz ainda não está claro neste momento, mas tem sido sugerido que a bola foi causada pela fuga de um foguete que foi lançado pelo exército russo na noite passada.

De acordo com autoridades russas, alguns testes foram realizados na mesma noite em que as luzes estranhas aparecerem no céu, incluindo o lançamento de um foguete Topol a partir do Cosmódromo de Plesetsk, que fica a 550 milhas ao norte de Moscou.

Fonte: misteriomunidal

Derretimento do gelo na Antárctica revelou uma base submarina.

O Planeta Terra está passando por grandes mudanças, incluindo a Antártida
Em 2 de janeiro de 2015, Linda Moulton Howe, recebeu uma carta inesperada de um suposto  suboficial de primeira classe e engenheiro de vôo naval (aposentado) da Marinha dos EUA. UU.

A carta anônima recebida relatava experiências em que o suposto ex suboficial (refere-se a si mesmo como "Brian") relata suas experiências estranhas e extraordinárias ao voar através Antártida entre 1983 e 1997.

Ele diz que há uma colaboração entre humanos e alienígenas, e que a Antártida é um importante campo de pesquisa para estas colaborações surpreendentes. As estranhas experiências de "Brian" ao fazer trabalho carga e de resgate na Antártica inclui o avistamento de vários objetos prateados semelhantes aos conhecidos discos voadores voando aos redores das montanhas Transantárticas.

Ele e sua equipe também viu um grande buraco no gelo que cobre aproximadamente cinco a dez milhas do Pólo Sul (círculo rosa no mapa) geográfico que supõem ser uma zona de exclusão aérea.

Mas durante uma evacuação médica de emergência, eles entraram na zona de exclusão aérea e viu o que eles não deviam ter visto: uma suposta entrada de uma base de pesquisa científica alienígena criado sob o gelo.

Então, em um acampamento perto de Terra Marie Byrd, várias dezenas de cientistas desapareceu por duas semanas e quando reapareceu, a tripulação de voo Brian foram resgata-los.

Brian diz que eles não falaram e que "seus rostos tinha uma grande expressão de medo."

A Antártida abriga grandes montanhas cobertas com gelo glacial. Se você olhar para eles por muito tempo, você começa a perceber um padrão geométrico estranho: alguns dos picos tem um estranho formato de pirâmides. Isto, para a comunidade Ufológica no mundo isso só pode significar uma coisa, Alienígenas.

Agora, também usando o Google Earth, encontramos uma área de água aberta cercada por gelo marinho no qual você pode ver debaixo d'água perfeita estrutura circular Ártico.

Esta estrutura incrível não é natural, mas uma base de submarinos criado por uma raça alienígena ou uma sociedade secreta que usa a base para suas operações secretas de "UFO".

Além disso, de acordo com o raciocínio, a base (ou bases) são secretas, por isso, é lógico pensar que uma instalação desse tipo (ou instalações) não seria documentado nos mapas cartográficos.

Fonte:misteriomundial

terça-feira, 24 de outubro de 2017

Imagem de 'cobra' flagrada na superfície de Marte intriga especialistas


Uma cobra em Marte? Imagem causa polêmica Foto: Reprodução
Em filmes de ficção científica, alienígenas são retratados de duas maneiras, geralmente: ou são humanizados, com um leve aspecto sombrio, ou são seres pegajosos, com tentáculos e afins. Infelizmente, de acordo com um recente registro feito em Marte, a segunda opção parece mais real.
Uma imagem feita pelo Mars Curiosity Rover, departamento da Nasa voltado para a exploração do Planeta Vermelho, mostra uma figura semelhante a uma cobra sobre a superfície marciana.

Registro feito por departamento da Nasa em Marte 
Estudioso sobre o tema, o ufologista Scott Waring, da UFO Sightings Daily, comentou sobre o flagrante: "A tal serpente foi descoberta deslizando para a parte de baixo de uma rocha, movendo à beira de uma pequena elevação. O ser parece ter cerca de 50 cm. De fato, a forma de vida réptil pode apresentar uma chance maior de sobrevivência em um ambiente tão duro e árido".

O que seria a figura flagrada na foto?

Outros experientes observadores da vida extraterrestre, no entanto, pontuam que, muitas vezes, criaturas supostamente vistas em outros planetas são, de fato, rochas.


Astrônomo e diretor do Instituto SETI, Seth Shostak diz: "Todos que nos enviam imagens do tipo ficam muito animados, afirmando ter visto algo que, muitas vezes, se assemelha a a uma coisa que você não esperaria encontrar".

Shostak aponta a pareidolia como principal fonte para a "criatividade" humana. "É um instinto básico do homem ver padrões onde eles não existem, se chama pareidolia", pontua o astrônomo, se referindo a um fenômeno que atinge o ser humano e nos faz enxergar, por exemplo, imagens em nuvens, janelas embaçadas ou quaisquer outros lugares.


 Fonte: extra

sexta-feira, 20 de outubro de 2017

Filmagem em HD da Sonda Espacial Kaguya do Japão mostra algo estranho na lua.

Imagem da lua feita pela sonda Kaguya, clareada por Photoshop by NerdTecnoGeek.
Recebi um e-mail falando sobre uma reportagem da sonda Kaguya do Japão que está orbitando a lua que achei muito interessante.
A sonda filmou 14 minutos a superfície da lua e inclusive, ao que parece, uma parte do seu lado escuro, aquele que nos nunca vemos aqui da terra.
E para minha surpresa me deparei com uma coisa interessante uma parte filmada do lado escuro da lua mostra algo que se parece com umas "Trilhas, pistas, estradas" sei lá! mas muito incomum de se ver na lua, pelo menos eu nunca vi nada parecido no nosso satélite natural.

Na filmagem abaixo você assistirá ao vídeo que além de ser muito legal aparece essa anomalia que mencionei no índice de tempo 10:50.
Confira e opine a respeito.


Fonte: Youtube

Inacreditável: descobertas de pirâmides, bases de origem desconhecida, e civilizações perdidas na Antártida continuam aumentando

Os segredos da Antártida - Civilizações perdidas, Pirâmides, OVNIs e bases secretas alienígenas....

A ideia de que a Antártida não é apenas um deserto gelado tem fascinado pesquisadores, autores e teóricos da conspiração há décadas. Até hoje é um dos maiores desertos inexplorados do planeta. Além do fato de estar englobado pelo gelo, ele também está envolto em inúmeros mistérios.

Então, o que existe no continente congelado? Se você perguntar aos cientistas, eles provavelmente responderiam que o continente congelado é como uma "cápsula do tempo" que contém informações perdidas há muito tempo sobre a vida na Terra Porem segundo o que esta sendo encontrado na Antártida poderia existir também piramides, bases extraterrestres, civilizações perdidas, anomalias, e OVNIs.

As pirâmides da Antártida

Talvez um dos assuntos mais interessantes é sobre suas misteriosas pirâmides, cobertas por grossas camadas de gelo. De acordo com muitos autores, há segredos na Antártida que são mantidos escondidos do público. Numerosas imagens surgiram nos últimos dois anos mostrando o que parece ser estruturas supermassivas em forma de pirâmide na Antártida.Algumas dessas "estruturas congeladas" até foram comparadas com as majestosas pirâmides de Gizé.

O que pode ser bem possível já que em mapas bem antigos, como o de Piri Reis, retratam o local totalmente livre do gelo, logo uma possível civilização poderia ter existido na Antártida. Porem não podemos descartar a possibilidade das pirâmides serem obras de seres de outros planetas.
Os restos de cidades antigas?
Se olharmos a Antártida Oriental, encontraremos uma estranha estrutura em forma oval que parece estar saindo do chão. Medindo cerca de 400 pés de diâmetro, a estrutura de forma estranha foi chamada como a evidência "gelada", de que existe estruturas enterradas na Antártida.

Ao longo dos anos, as imagens de satélite da Antártida revelaram um número significativo de "estruturas" estranhas sob o gelo. Alguns autores e caçadores de OVNI acreditam que essas formações (semelhantes a estruturas) são apenas algumas das muitas evidências que apontam para o fato de que a Antártida já foi uma casa para civilizações antigas muito avançadas.

Bases extraterrestres e UFOs
Mas se você não está realmente convencido sobre as pirâmides na Antártida, e cidades antigas escondidas sob as grossas camadas de gelo, talvez o fato da existência de bases extraterrestres e OVNIs na Antártida o convença.

Os caçadores de UFO acreditam ter encontrado inúmeras coisas estranhas usando imagens de satélite e o Google Earth. Muitos caçadores de óvnis como o SecureTeam10 acreditam que descobriram bases alienígenas e até objetos em forma de disco na Antártida. Estruturas "alienígenas" escondidas debaixo do gelo. Há mais na Antártida do que podemos imaginar. De acordo com os Caçadores de OVNIs, não só a Antártida contem pirâmides, estruturas misteriosas (em formatos perfeitos) e objetos em forma de disco, mas há também uma anomalia de 150 milhas escondida debaixo do continente.

Localizado em uma área chamada Wilkes Land na Antártida, acredita-se que exista uma estranha anomalia (estrutura\cidade) abrangendo uma área de cerca de 250 quilômetros de extensão, atingindo uma profundidade de cerca de 800 metros abaixo da superfície.

Fonte: newagegamer

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

Pesquisador diz ter encontrado pirâmide na Lua

O assim chamado, caçador de anomalias, Mark Sawalha, diz ter encontrado uma pirâmide na Lua, numa foto da NASA tirada da Cratera Eudoxus.

Ele revelou suas descobertas em um vídeo do YouTube intitulado “Pyramid on the Moon“, ou “Pirâmide na Lua”.
Ele disse:
Aqui está um objeto parecido com uma pirâmide no meio da cratera de Eudoxus, em uma foto do Lunar Reconnaissance Orbiter (LROC) da NASA, na Lua.
Quando comecei a pesquisar este enorme mapa LROC, encontrei esse objeto parecido com uma pirâmide na cratera Eudoxus. Meus outros colegas caçadores de anomalias também encontraram outros objetos na mesma imagem.
Os achados anteriores do Sr. Sawalha incluem o que ele acha que podem ser artefatos alienígenas, cubos e outras estruturas na Lua, e até mesmo edifícios em Vênus.
Alguns teóricos da conspiração afirmam que a Lua poderia ser ocupada por alienígenas, e essa é a razão pela qual a NASA não retornou desde que as missões Apolo terminaram na década de 1970.

Eles suspeitam que descobertas como esta pirâmide e outras anomalias poderiam ser monumentos construídos por uma antiga civilização alienígena, semelhantes às pirâmides e outras estruturas da Terra.

Os caçadores de anomalias semelhantes descobriram o que acreditam ser pirâmides em Marte e outras partes da Lua.

Uma popular teoria afirma que nossos antepassados que construíram as pirâmides foram visitados por alienígenas superiores que os ajudaram a construí-las.

No entanto, os céticos e a NASA dizem que a pirâmide e outras descobertas semelhantes são apenas os efeitos da pareidolia – um fenômeno psicológico quando o cérebro engana os olhos para ver objetos ou formas familiares em padrões ou texturas, como uma superfície de rocha.
Isso significaria que a nova “pirâmide na Lua” poderia ser apenas uma pedra deformada. (De acordo com a NASA, é claro.)

Veja abaixo o vídeo que Mark Sawalha publicou mostrando a pirâmide, em seu canal do YouTube:

Fonte: tonocosmos

"Nós explodimos o World trade center no 11 de setembro" Confessa agente da CIA em leito de morte


Depois de ser liberado de um hospital de Nova Jersey na sexta-feira com apenas algumas semanas para viver, Malcom Howard, de 79 anos, um ex-operador da CIA está contando tudo.
O Sr. Howard afirma que ele participou de uma operação secreta da CIA na demolição controlada do edifício do World Trade Center no 11 de setembro.

Originalmente treinando como engenheiro civil, tornou-se um especialista em explosivos depois de ter sido procurado pela CIA durante a década de 1980, onde passou os 36 anos da sua vida trabalhando como agente da CIA. Durante sua carreira, ele adquiriu conhecimento e experiência em explosivos e ele afirma ter a capacidade de plantar explosivos em qualquer coisa, desde um isqueiro até um prédio de 80 andares.

Entre maio de 1997 e setembro de 2001, o Sr. Howard participou de uma operação secreta da CIA chamada "New Century". Ele junto com outros quatro agentes da CIA foram encarregados de garantir que a demolição do prédio do World Trade Center 7 fosse bem sucedida. Ele confessa que esta demolição controlada era diferente do resto porque eles "tiveram que fingir que não era um trabalho de demolição". Na época ele não teve um problema na tarefa.

Ele diz que ele era um patriota e não questionou os motivos de seus agentes seniores da CIA ou do governo. No entanto, ele admite que olhando para trás agora, "algo não estava certo".

"O EDIFÍCIO (WTC7) FOI DERRUBADO COM EXPLOSIVOS"


O Sr. Howard afirma que o prédio foi derrubado usando materiais compostos de Nano Thermite de classe militar, como qualquer outra demolição controlada. Ao longo do mês que antecedeu o 11 de setembro, os explosivos foram colocados estrategicamente no edifício. Na época, quase todos os escritórios do prédio estavam sendo alugados pela CIA, pelo Serviço Secreto e pelo pessoal militar, o que fez com que o trabalho de conseguir os explosivos no prédio sem suspeita fosse fácil.

Finalmente, no dia 11 de setembro, os fusíveis no World Trade Center 7 foram acesos e o prédio caiu às 5: 20, quase 7 horas após os dois primeiros edifícios, deixando o testemunho contra a rapidez com que o edifício entrou em colapso.

O Sr. Howard confessa que, uma vez que o prédio caiu, ele e seus colegas de trabalho celebraram com whisky e charutos. No entanto, depois de revisar as fitas, rapidamente ficou preocupado. Depois de ver quão suavemente o Trade Center entrou em colapso, temiam que o público se tornasse suspeito. Ele diz: "Todos nós começamos a nos preocupar que parecia um pouco liso demais. Nós assistimos a fita novamente e novamente e nós começamos a ficar paranoicos. Parecia uma demolição controlada. Nós pensamos que merda, as pessoas vão questionar isso e então, ouvimos que as pessoas da rua estavam informando que ouviram as explosões durante a tarde.
Quando nos disseram que a BBC esmaga seu relatório e anunciou ao mundo que o prédio colapsou 20 minutos antes de realmente ... Naquele momento Nós realmente pensamos que o show acabou. " 

Quando o governo finalmente lançou o relatório oficial sobre o que aconteceu naquele dia fatídico, afirmou que a queima de resíduos dos dois primeiros edifícios destruídos havia de alguma forma flutuado para o edifício do World Trade Center 7 causando incêndios incontroláveis; que levaram ao colapso de todo o edifício.

Howard temia que o país veria os relatórios falsos e questionaria o que realmente aconteceu. Ele disse: "Havia tantas pontas soltas, tanta evidência deixada para trás. Pensávamos que o público ficaria por completo. Pensávamos que haveria uma revolta pública que a mídia não poderia ignorar. Seriam investigações de financiamento e exigindo saber por que eles estavam sendo mentirosos." No entanto, ninguém questionou a verdade por trás dos relatórios e aqueles que fizeram foram rapidamente abatidos pela mídia . Enquanto o Sr. Howard diz que não tem conhecimento direto sobre a destruição das duas primeiras torres, ele diz que não é incomum que um funcionário da CIA apenas tenha conhecimento de sua missão específica, embora possa ser um pedaço pequeno de um quebra-cabeças maior.

Ele deixa uma palavra de conselho para aqueles que tentam entender quem são os verdadeiros culpados por trás dos ataques devastadores: "Quando você quer descobrir quem está atrás de algo, basta seguir o dinheiro. Veja os negócios feitos antes do 11 de setembro. Estes são os caras que sabiam o que estava por vir. Os filhos dos agentes da CIA, funcionários do governo. Parentes próximos dos homens mais poderosos da América. Cheney, Rumsfeld. Todos ficaram ricos. Não foram apenas os contratos abjudicados aos seus amigos no negócio de construção e as guerras e as propinas. " Aos 79 anos, no seu leito de morte, planeja enfrentar suas últimas semanas de vida em casa. Ele está confiante de que não haverá repercussões legais para suas confissões. Dizendo que "nunca poderia haver uma investigação real. Todo o governo sombrio, como você os chama agora, está implicado ".

Fonte: matacuriosidade

A chegada do homem à Lua foi CENSURADA. Eles não querem que a gente saiba disto...


A Internet está cheia de loucos. Um lugar onde podemos ver exemplos claros é no YouTube. Se você quiser ver o efeito de possibilitar que qualquer pessoa anônima poste o que quiser na rede, dê uma boa olhada no YouTube. Há milhares e milhares de vídeos sobre teorias da conspiração. Um dos temas mais abordados é referente à chegada do homem à Lua.

Em 1969 o homem chegou à Lua. “Um pequeno passo para o homem, mas um grande passo para a humanidade”. Mas... Como podemos ter certeza de como tudo realmente aconteceu? Nós todos já vimos os vídeos do que aconteceu lá e se supõe que trouxeram pedras da Lua para provar o feito. No entanto, os mais céticos e paranoicos não acreditam nisso. Há teorias sobre o que poderia ser a gravação de Kubrik. Há até alguns que dizem que não teria como a bandeira fincada se mexesse, já que não tem vendo na Lua.

Também há os que pensam que havia coisas que nos esconderam. Até acreditam que realmente aconteceu o pouso, mas que o vídeo divulgado está incompleto para que pudessem esconder algo por um estranho motivo... Continue lendo para desvendar este mistério e veja com seus próprios olhos o vídeo sem censura do pouso na Lua.

O vídeo em questão recebeu milhares de visualizações e mostra algo muito estranho. De acordo com o informante que encontrou este vídeo, o governo dos EUA impediu que a versão original fosse ao público.

A gravação foi retirada da posse do governo dos Estados Unidos e foi difundida por todo o mundo para que fosse descoberta a verdade. Muitos dirão que as imagens foram modificadas para que nunca saibamos o que realmente aconteceu.

É parte do projeto “Blue Book” que prova a existência de seres extraterrestres habitando a Lua. Isto é muito discutido pelos fãs de ufologia de todo o mundo...

O vídeo é parte da gravação original, onde se disse que a câmera se superaqueceu por dois minutos. Mas não foi bem assim que as coisas aconteceram. Neil Armstrong e Edwin “Buzz” Aldrin foram boas testemunhas do que realmente aconteceu lá.

Eles foram os dois únicos homens a caminhar na Lua na história da humanidade. E isso não é a única coisa que os diferencia do resto de nós... O que acontece em certo minuto de silêncio do rádio vai lhe deixar chocado...

No vídeo você pode ver no meio da escuridão da Lua uma figura similar a um ser humano em movimento. Você pode até ouvir os gritos de surpresa dos astronautas.

A figura é pega de surpresa. Um habitante da Lua que caminhava por ali. Poderia ser um extraterrestre de uma raça muitíssimo mais evoluída. Sendo assim, o medo dos astronautas deveria ser terrível.

A figura caminha poucos metros e se abaixa quando percebe que está sendo observada. Nesse momento os astronautas parecem perplexos e a gravação é cortada. Não sabemos o que aconteceu depois...

Tire suas próprias conclusões assistindo o vídeo a seguir.


Fonte: mata curiosidade

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

Chia, quinoa, mirtilo, goji berry: são mesmo ‘superalimentos’?

Chia, quinoa, goji berry: são mesmo ‘superalimentos’?
Da perda de peso até a prevenção do câncer, a lista de efeitos associados aos chamados “superalimentos” em blogs e artigos na internet é impressionante. Mas será que esses resultados são baseados na realidade? É justamente isso que um artigo na revista New Scientist, especializada em ciências, tenta responder na edição desta semana.


Goji berry, sementes de Chia, Quinoa, Mirtilo, eles são mesmo ‘superalimentos’?

Goji Berry
O termo “superalimento” é usado para descrever produtos muito ricos em nutrientes e considerados especialmente benéficos para a saúde. Não se trata, no entanto, de uma definição científica, mas de uma nomenclatura mais bem empregada para fins comerciais.

Em 2007, a União Europeia proibiu o uso do termo em embalagens de alimentos, a não ser que houvesse uma referência a uma propriedade específica fundamentada em estudos de qualidade. Independentemente disso, a paixão pelos superalimentos segue ganhando adeptos.
Segundo a New Scientist, em uma pesquisa recente feita no Reino Unido com mil pessoas, 61% admitiram ter comprado produtos por considerá-los como “superalimentos”. A publicação britânica decidiu, portanto, investigar que tipo de prova científica existe sobre os benefícios de alguns dos mais populares.

Uma dica? “Os super alimentos são um truque mercadológico”, disse à revista a nutricionista Duane Mellor, da Universidade de Canberra, na Austrália. A BBC Brasil preparou uma seleção de alguns dos superalimentos investigados pela New Scientist.


Sementes de Chia
1. GOJI BERRY
Os frutos vêm de uma planta originária da China, onde são utilizadas na medicina tradicional, que considera que eles fortalecem o sistema imunológico, estimulam a libido e protegem contra doenças cardiovasculares e câncer.
A New Scientist ressalta, no entanto, que não podemos esquecer que a medicina chinesa também valoriza o pó dos chifres de rinocerontes. A verdade é que há poucos estudos sobre as propriedades das goji berries. A maioria das pesquisas existentes se baseiam apenas em um dos componentes dos frutos, os chamados Polissacarídeos do Lycium barbarum (PLB).

“Mas há razões para ser cético”, diz a revista britânica. “Poucos estudos definem exatamente o que são os PLB e não há pesquisas mostrando os efeitos em seres humanos”. Outra afirmação em torno da goji berry é a de que elas contêm altos níveis de zeaxantina, um pigmento relacionado à prevenção de doenças degenerativas da visão associadas à velhice.


Ainda não se sabe muito sobre as propriedades da quinoa
“Outros alimentos têm o mesmo efeito e são mais baratos. Se quer consumir zeaxantina, pode encontrá-la no espinafre, repolho ou pimentões amarelos”, disse Catherine Collins, nutricionista do Hospital St. George, em Londres. Sobre a vitamina C, as goji berries contêm níveis mais elevados que os mirtilos, mas é possível obter a mesma quantidade em limões ou morangos.

Veredito: simplesmente um fruto.

2. QUINOA
Alguns estudos já mostraram que substituir cereais por quinoa pode ajudar a reduzir o colesterol e ajudar na perda de peso. Mas, segundo a New Scientist, o número de participantes nesses estudos é tão reduzido que não é possível extrair conclusões sólidas.

Uma das pesquisas, por exemplo, foi conduzida pelo departamento de nutrição da Universidade de São Paulo com apenas 35 mulheres. Os benefícios da quinoa citados acima são atribuídos a substâncias chamadas saponinas, que atuariam na alteração da permeabilidade do intestino.

Mas ao lavar a quinoa antes do consumo, como se costuma fazer, as saponinas são eliminadas, junto com seus benefícios. O nutricionista Thomas Simnadis, da Universidade e Wollongong, na Austrália, disse à New Scientist que não sabemos muito sobre as propriedades da quinoa.

Veredito: coma se você gosta, mas não pelos benefícios para a saúde.


Mirtilo
3. MIRTILO
Os mirtilos são frequentemente apreciados pela capacidade de reduzir o risco de doenças cardiovasculares.
Um estudo do departamento de nutrição da Universidade de East Anglia de 2012, feito com 93 mil mulheres, mostrou que as participantes que consumiram três ou mais porções de mirtilos e frutas por semana corriam 32% menos riscos de sofrer um ataque cardíaco do que aquelas que ingeriram essas frutas apenas uma vez ao mês.
Segundo a New Scientist, as “provas são promissoras”. Esses benefícios podem ser atribuídos a compostos chamados de antocianinas, da família dos flavonóides. De acordo com Gordon McDougall, do Instituto James Hutton, em Dundee, no Reino Unido, apenas uma proporção pequena destes compostos entra na corrente sanguínea
.
Não se sabe se são outras substâncias, produtos da decomposição de antocianinas que carregam os benefícios ou se antocianinas atuam melhor no escossistema de micróbios no nosso intestino.

Veredito: super, mas não melhor que outras frutas.

O chocolate amargo têm propriedades benéficas, mas quase sempre é misturado a muito açúcar e gordura

4. CHOCOLATE AMARGO
O benefício potencial mais citado do chocolate se relaciona aos chamados flavonoides, compostos encontrados no cacau. Estudos em colônias celulares e em roedores já mostraram que os flavonóis do cacau aumentam a produção de ácido nítrico, um precursor do óxido nítrico, que regula a pressão sanguínea.

Mas a New Scientist ressalta que os estudos em humanos encontraram resultados contraditórios. Uma revisão de vários estudos realizada em 2012 por cientistas australianos concluiu que o chocolate rico em flavonóis, o mais escuro e amargo, pode reduzir ligeiramente a pressão, pelo menos no curto prazo.

Mas é necessário realizar mais estudos para determinar se esse impacto é duradouro. E os efeitos promissores devem ser equilibrados com o fato de que a maiorira dos fabricantes mistura o cacau a grandes quantidades de açúcares e gorduras.

Veredito: tudo bem consumir ocasionalmente, mas não se justifica ingeri-lo em grandes quantidades pelos potenciais benefícios.

5. SEMENTES DE CHIA
Os maias usavam as sementes de chia para fazer desde farinha até chá. É um dos super alimentos que mais está na moda e é possível afirmar que é uma grande fonte de ômega 3, os ácidos graxos que, acredita-se, reduzem o risco de doenças cardiovasculares e depressão.


Cada cem gramas de sementes de chia contêm aproximadamente 17 gramas de ômega 3. Uma porção de salmão do Atlântico, por exemplo, carrega cerca de 2,2 gramas da substância.
Mas diferentemente do salmão, ao ácidos graxos das sementes de chia estão em forma de ácido alfalinolênico (ALA) que o organismo converte em outros ácidos: o ácido icosapentaenóico (EPA) e o ácido docosahexaenóico (DHA) para obter benefícios cardiovasculares.

E esta conversão tem uma eficiência de apenas 10%, portanto a quantidade de EPA e DHA para cada 100 gramas de chia é de 1,7 grama – menor que o caso do salmão. Para obter ácidos graxos ômega 3, recomenda-se moer as sementes.

Veredito: boas, mas alguns peixes são mais ricos em ácidos graxos ômega 3.

Fonte: thoth3126

segunda-feira, 9 de outubro de 2017

As mortes misteriosas de cientistas que teriam descoberto Nibiru

Rodney Marks e o Dr. Robert Harrington desapareceram depois de terem descoberto Nibiru.  Foto: dailystar.co.uk / Getty / YouTube / Southpolestation.com
Muitos astrônomos altamente respeitados alegaram que outro planeta maciço está espreitando nos confins do sistema solar.

A NASA já anunciou evidências de sua existência duas vezes – retirando o aviso após.
Mais recentemente, uma equipe  do Instituto de Tecnologia da Califórnia disse que a existência do que eles chamam de Planeta Nove será comprovada até o final deste ano.

Mas uma voz líder em um movimento crescente dentre aqueles que acreditam afirma que pesquisadores que acham evidência do planeta são eliminados.
David Meade acredita que um planeta gigante chamado Nibiru ou o Planeta X está vindo em direção à Terra.

Ele originalmente pensou que o planeta apareceria em 23 de setembro de 2017 – mas agora revisou sua estimativa com base em passagens apocalípticas na Bíblia para dizer que ficará visível antes do Natal.

A NASA nega que Nibiru exista – mas os membros do chamado movimento Nibiru Cataclysm dizem que isso é um acobertamento para evitar o pânico e reservar espaço em abrigos subterrâneos para a elite mundial.

O Sr. Meade diz que os cientistas que quebram o código de silêncio são “desaparecidos”.
Ele sugere que o Dr. Robert Harrington, astrônomo supervisor do Observatório Naval dos EUA – que afirmou ter encontrado a prova do Planeta X – e o astrofísico australiano Rodney Marks – que estava trabalhando em um telescópio do Polo Sul – morreram em circunstâncias misteriosas.

O Dr. Harrington acreditava que o Planeta X era um “planeta intruso” que passava por nosso sistema solar – e disse que era capaz de abrigar a vida alienígena.
O pesquisador cristão e o astrônomo amador disse:
Houve casos estranhos? Sim.
O Dr. Harrington foi eliminado misteriosamente na década de 1990, antes que ele pudesse dizer qualquer coisa e ele era o chefe do observatório naval.
Então você tem a morte misteriosa em 2000 de um indivíduo no telescópio do Polo do Sul, que supostamente morreu de intoxicação por álcool.
Como chefe do Observatório Naval dos EUA, o Dr. Harrington foi um dos principais astrônomos dos EUA. Junto com James Christy, ele descobriu a lua Charon de Plutão.
O Dr. Harrington tornou-se um famoso crente do Planeta X e começou a explorar os céus para obter provas. Ele disse que o movimento dos planetas Urano e Netuno e suas luas apontou para outro grande planeta além de Plutão.

Dr. Robert Harrington, chefe do Observatório Naval dos EUA, acredita no Planeta X

O Dr. Harrington foi entrevistado por Zecharia Sitchin, a primeira pessoa a sugerir a existência de Nibiru, em 1990.

Sitchin tinha traduzido placas de cerâmica escritas por uma antiga cultura do Oriente Médio, os sumérios.

Ele disse que lá estava relatado sobre um planeta gigante chamado Nibiru que orbitava o Sol a cada 3.600 anos.

O planeta – que foi povoado por uma raça alienígena chamada Anunnaki – passou pelo Sistema Solar causando estragos.

O escritor foi descartado como sendo louco pela maioria dos cientistas – mas o Dr. Harrington obviamente o levou a sério.

O Dr. Harrington disse que Plutão já havia sido uma lua de Netuno, que havia sido deslocada pelo planeta X – que ele chamou de “planeta intruso” – quando passou pelo sistema solar em uma órbita elíptica ao redor do Sol.
Falando para Sitchin, ele disse:
Se for no tipo de órbita que descrevemos aqui, teria que ser um planeta que tivesse uma massa igual de três a cinco vezes a massa da Terra.
Isso o colocaria num tamanho entre planetas gasosos como Urano e Netuno e os planetas terrestres que temos na parte interna do sistema solar.
Então, se este planeta se revelar numa órbita de 3.600 anos, sua massa seria correspondentemente maior.
Mas estamos falando de algo que é um planeta perfeitamente razoável que se parece com um bom planeta. Pequeno o suficiente para que não esteja completamente envolvido em gás.
Ele é perfeitamente capaz de suportar formas de vida de um tipo ou de outro.
O Satélite Astronômico Infravermelho da NASA encontrou sinais de um “objeto desconhecido … possivelmente tão grande quanto o planeta gigante Júpiter e possivelmente tão próximo da Terra que seria parte deste Sistema Solar” em 1983.

Mais tarde retirou o anúncio, dizendo que estava errado.
Os dados do voo da sonda espacial Voyager 2 de Netuno supostamente refutaram os cálculos do Dr. Harrington em 1992.

Seis meses depois, em janeiro de 1993, ele morreu. A causa oficial da morte foi câncer – mas os teóricos da conspiração têm suas dúvidas.
Alguns afirmam que ele estava prestes a publicar novas observações que havia feito na Nova Zelândia quando morreu.

O blogueiro Marshall Masters escreve:
Harrington enviou relatos sobre esta descoberta ameaçadora, mas morreu do que foi relatado como sendo câncer esofágico, antes que ele pudesse empacotar seu telescópio e chegar em casa para fazer o que teria sido uma conferência de imprensa altamente divulgada.
Aqueles que acreditam na existência de Nibiru afirmam que o hemisfério sul, em particular ao redor do Polo Sul, é o melhor lugar para ver Nibiru, cuja órbita ao redor do Sol é dita estar em uma inclinação quando comparada com a Terra.
Rodney Marks morreu no Polo Sul enquanto trabalhava no Telescópio Submilimétrico Antártico e no Observatório Remoto na Estação Amundsen-Scott, no Polo Sul.
A morte do astrónomo Rodney Marks no Pólo Sul nunca foi explicada.
O homem de 32 anos de idade, saudável, entrou em colapso enquanto caminhava entre o observatório e a base, ficou indisposto nas próximas 36 horas e morreu.

A Fundação Nacional da Ciência (NSF) – que administra a estação – anunciou que ele “morreu por causas naturais”, mas seu corpo não foi liberado para uma autópsia na Nova Zelândia por seis meses.
A autópsia descobriu que ele morreu de intoxicação por etanol, mas não ficou claro como ele tomou.
O suicídio foi descartado, pois ele visitou o médico da estação várias vezes depois de se sentir mal e ficou confuso com sua condição.

Ele tinha um acesso ao álcool normal e não tinha problemas pessoais, e o médico legista disse que não poderia ter bebido acidentalmente.
A polícia da Nova Zelândia disse que a NSF não estava cooperando e se recusou a dar detalhes de um relatório interno ou a dizer quem estava na estação na época.
O médico da estação, Robert Thompson, também desapareceu em 2006.

O investigador forense nunca chegou a um veredito final sobre a morte de Marks.
David Meade disse:
Ele passou a maior parte do tempo recolhendo dados sobre as condições de visualização e as operações do enorme telescópio infravermelho.
Ele sabia demais?

Fonte: OVNIHoje

sexta-feira, 6 de outubro de 2017

Não querem que você saiba que há, ou pelo menos houve, uma civilização em Marte

Ponta de uma pirâmide soterrada em Marte?

Desde pirâmides, alegadas ruínas da cidade, estruturas em forma de pirâmide, até inúmeros denunciantes que revelaram detalhes fascinantes sobre Marte e alegadas ‘civilizações alienígenas’ que já existiam no planeta vermelho, Marte tem sido tema de debate há décadas.

O planeta Marte tem nos dado muito para falar ultimamente. Pouco a pouco, fomos filtrados com informações que contradizem tudo o que pensávamos ser verdade sobre Marte há algumas décadas. E não para por aí.

Inúmeras descobertas foram feitas na superfície de Marte que causam com que façamos mais perguntas sobre o nosso planeta vizinho.
O dia de Marte dura 24 horas e 37 minutos, e aquele planeta possui dois satélites que alguns cientistas afirmam ser de natureza artificial, estacionados ‘muito tempo’ atrás e usados ​​como estações espaciais por uma avançada civilização alienígena.

Um dos argumentos principais que sustentam essa teoria é que um dos satélites viaja quatro vezes mais rápido do que Marte.

Isso é extremamente estranho porque não existe um único satélite natural que conheçamos que tenha uma velocidade maior do que o planeta que ele orbita.
Outro fator que os pesquisadores não conseguiram explicar é o motivo pelo qual um dos satélites do planeta vermelho diminui sua velocidade à medida que se afasta de Marte.

Curiosamente, de acordo com o Dr. S. Fred Singer, assessor especial do ex-presidente Eisenhower, dos Estados Unidos , Fobos pode ser um satélite artificial lançado na órbita de Marte há muito tempo por uma civilização marciana altamente avançada.

No entanto, Singer não foi o primeiro a sugerir que havia algo estranho sobre as luas marcianas. As primeiras reivindicações semelhantes foram feitas pelo astrofísico soviético Iosif Samuilovich Shklovsky, que acreditava firmemente que  um projeto  inteligente estava presente dentro de Fobos.
E há aquele monólito enorme na superfície de Phobos.

Buzz Aldrin, o segundo homem a pisar na superfície da lua, surpreendeu a muitos ao dizer:
Devemos visitar a lua de Marte. Há um monólito lá, uma estrutura muito incomum neste pequeno objeto em forma de batata que gira em torno de Marte uma vez a cada sete horas. Quando as pessoas descobrirem sobre isso, elas vão dizer: “Quem colocou aquilo ali? …” Bem, o Universo o colocou lá, ou se você escolher, Deus o colocou lá.
Os enigmas que cercam Marte e suas luas são muitos, mas as descobertas mais estranhas foram feitas na superfície daquele planeta.

Várias imagens partilhadas pela NASA, tiradas na superfície de Marte, conseguiram provocar uma grande controvérsia, porque muitos pesquisadores afirmam ter encontrado evidências de árvores, água, pirâmides, tubulações, edifícios misteriosos e objetos; inúmeras anomalias que não deveriam estar lá.
Possivelmente pareidolia, mas interessante mesmo assim.
Claro, há essa questão de cor em Marte onde os caçadores de alienígenas afirmam que a NASA alterou a cor real de Marte, a fim de esconder as condições de seu céu e do solo.
Muitas pessoas acreditam que não foi dito tudo sobre Marte, e que a verdade é mantida longe da sociedade.

Sir William Cooper e John Lear, acusaram NASA de esconder informações sobre Marte em um documento assinado em 1989 para o presidente Bush.

Outra figura proeminente que fez declarações surpreendentes é Gordon Novel, um ex-membro do Ministério da Defesa, que disse que tanto a NASA quanto o governo dos EUA têm enviado pessoas a Marte por muitos anos.

De acordo com vazamentos ‘internos’, a NASA está usando naves espaciais cônicos, que só levam 33 horas para chegar a Marte, e temos captado a energia livre por mais de 60 anos.
O Dr. O’Leary, que se tornou um respeitado professor de física na Universidade de Princeton depois de deixar NASA, disse:
Há provas abundantes de que estamos sendo contactados. Civilizações têm estado nos monitorando por muito tempo e sua aparência é bizarra a partir de qualquer tipo de ponto de vista tradicional ocidental materialista .
Talvez uma dessas civilizações alienígenas foi o que existiu – ou ainda existe – em Marte.
O Dr. John Brandenburg disse:
… com base em novos dados, evidência de que durante este período de clima parecido com a Terra, a evolução biológica produziu, por muito tempo, uma civilização humanoide que deixou ruínas em vários locais, Cydonia Mensa e Galaxias Chaos sendo dois dos locais mais intensamente investigados
Os dados destes locais formaram a base para a Hipótese Cidoniana (Brandenburg, DiPietro e Molenaar, 1991) de uma antiga e indígena civilização da Idade do Bronze em Marte.
Segundo Dolan, Richard. UFOs And The National Security State: New York: Richard Dolan Press:
Existem estruturas na superfície de Marte. Vou dizer-lhes para o registro que existem estruturas abaixo da superfície de Marte que não podem ser vistas pelas câmeras da Voyager que passava em 1976. Além disso, vou dizer-lhes que há máquinas na superfície de Marte, e há máquinas abaixo da superfície que você pode ver o que são, onde estão, quem são, e muitos detalhes sobre elas.
E de todas as fotos enviadas de Marte pelos jipe-sondas, há uma que, embora um astrônomo do SETI jure se tratar de uma formação rochosa natural, não há como negar que não seja pareidolia, mas, no mínimo, um fóssil de alguma criatura enorme:
Formação rochosa natural? Nunca!

Fonte: OVNIHoje


Horrível, Conheça o mistérioso ‘Caso Dyatlov’


Em 28 de janeiro de 1959, dez esquiadores, oito homens e duas mulheres, saíram para uma expedição de esqui na Montanha Otorten, situada na região norte dos Urais, na Rússia. Yury Yudin (o único sobrevivente), ficou doente durante a última parada antes de seu destino e deixou o grupo.  Essa seria a última vez que ele viria vivo o grupo de amigos.

Aproximadamente às 17h00 em fevereiro, o grupo, liderado por Igor Dyatlov, armou suas barracas na montanha vizinha do Monte Otorten, o Kholat-Syakhl.  O local do acampamento era incomum para um esquiador experiente, considerando que era em local aberto, ao invés de ser em uma área de floresta que estava próxima.

Dyatlov deveria enviar um telegrama quando tivesse regressado ao Instituto Politécnico do Ural, no dia 12 de fevereiro, de onde os esquiadores partiram .  Esta era a data que o grupo deveria retornar de sua expedição.  De acordo com Yudin, Dyatlov lhe disse para não se espantar se o grupo se atrasasse um dia ou dois.

Em 26 de fevereiro, uma equipe de resgate encontrou o acampamento, o qual estava completamente abandonado.  Ainda mais alarmante foi o fato de que foram encontrados todos os pertences dos esquiadores, inclusive seus sapatos e equipamento para o frio, ainda dentro das barracas.  Uma barraca estava rasgada pela metade e parcialmente coberta por neve. Havia alguma indicação de que ela teria sido aberta de dentro para fora.  Nenhuma evidência de briga foi encontrada, mas estava claro que os esquiadores saíram rapidamente do local.

Na neve de aproximadamente um metro de profundidade, os investigadores encontraram 9 jogos de pegadas, indicando que somente as pessoas do grupo estiveram presentes no acampamento.  Estranhamente, algumas das pegadas foram deixadas por pessoas usando somente meias, um sapato, ou mesmo descalças.

A aproximadamente 500 metros abaixo, na beira de uma floresta próxima, os investigadores encontraram os primeiros dois corpos sob um enorme pinheiro.  Georgy Krivonischenko e Yury Doroschenko estavam descalços e usando somente suas roupas de baixo.  Foi determinado que eles tinham morrido de hipotermia.

Galhos quebrados ao redor da base de um cedro indicava que um deles tinha subido na árvore.  Possivelmente eles estavam procurando pelo acampamento, ou pelos outros membros do grupo, ou talvez até por algo mais sinistro.  Também era evidente que a dupla tinha tentado acender uma fogueira, pois restos chamuscados de galhos foram encontrados.

Aproximadamente na metade do caminho entre a beira da floresta e do acampamento, três outros corpos foram encontrados.  Igor Dyatlov, Zina Kolmogorova e Rutem Slobodin foram descobertos com suas faces voltadas para o acampamento.  As autoridades determinaram que provavelmente o trio estava tentando regressar ao acampamento.  Embora o crânio de Slobodin havia sido fraturado, os médicos determinaram que esse ferimento não teria sido fatal.  Novamente, todos os três morreram de hipotermia, de acordo com as autópsias.

Dois meses após a descoberta dos primeiros cinco corpos, os quatro restantes foram encontrados, sob 4 metros de neve, em uma ravina, e a 75 metros do pinheiro mencionado anteriormente.
Nicolas Thibeaux-Brignollel, Alexander Zolotaryov, Ludmila Dubinina e Alexander Kolevatov tinham sofrido alguns ferimentos e mortes traumáticas. 

O crânio de Thiebeaux-Brignollel tinha sido esmagado e os outros três indivíduos tinham várias costelas quebradas.  Todos os quatro esquiadores tinha morrido devido a enormes ferimentos internos.  Os médicos compararam os ferimentos com os que ocorrem quando uma pessoa é atingida por um automóvel.  Porém, diferentemente de um acidente com automóvel, os corpos não mostravam nenhum sinal de ferimento externo.  O mais perturbador era que a língua de Ludmila Dubinina havia sido removida.

Esses quatro estavam melhor vestidos do que os outros cinco.  Aparentemente eles retornaram ao acampamento, ou tiraram as roupas daqueles que já estavam mortos.

Alguns meses mais tarde o caso foi fechado e os documentos foram alegadamente enviados para um arquivo militar secreto.  Os investigadores não encontraram nenhuma evidência de violência entre os membros do grupo.  A área também ficou fechada por três anos para esquiadores e outros aventureiros.

A maioria dos detalhes do evento foi escondida do público em geral.  De acordo com Lev Ivanov (investigador chefe do caso), uma das razões para isso foi que as autoridades regionais tinham estado preocupadas pelos relatos de civis, funcionários do serviço de meteorologia e até mesmo por militares, sobre “esferas voadores” na área, de fevereiro a março de 1959.   Ivanov especulou que as esferas tinha algo a ver com as misteriosas circunstâncias do evento.
Há também as seguintes alegações sobre este misterioso caso:
  • Yury Kuntsevich, de 12 anos, que mais tarde se tornou o diretor da Fundação Dyatlov, foi ao funeral dos cinco esquiadores e lembra que suas peles tinham a coloração “marrom profundamente bronzeado”.
  • Um outro grupo de esquiadores que estavam a aproximadamente 50 quilômetros de onde ocorreu o incidente relataram ter visto estranhas esferas alaranjadas na noite do acidente.
  • As roupas dos esquiadores registravam um alto nível de raidiação.
  • Alguns relatos sugerem que havia uma grande quantidade de pedaços de metal na área, levando à especulação de que os militares teriam utilizado a região secretamente e acobertaram o caso.
A verdade sobre este caso provavelmente está guardada a sete chaves em algum arquivo secreto da Rússia e nunca será revelada.

Fonte: OVNIHoje

Que segredos esconde Antártida? Ufólogo detecta algo de extraterrestre (VÍDEO)


Já conhecido por suas descobertas tão surpreendentes como originais, o ufólogo russo Valentin Degterev afirma ter encontrado um OVNI gigante escondido numa montanha na Antártida durante vários milhões de anos.

De acordo com Degterev, ele encontrou o objeto misterioso por acaso.
"Em 2012, a encosta da montanha foi filmada por câmeras da NASA. A imagem está agora disponível no portal Google Earth. Vê-se que este objeto antropogênico é feito de metal. Pode ser observado sob todos os ângulos em diferentes anos. Assim, há já muito tempo que ele apareceu na encosta da montanha", declarou o ufólogo russo.
De acordo com ele, este OVNI de metal branco com 30 metros de diâmetro e cerca de 20 metros de altura é equivalente a um prédio de 12 andares.

Além disso, apoiado nas suas descobertas, Valentin Degterev conseguiu ainda indicar as coordenadas exatas do objeto em questão que fica a 72°32'41,03 S, 68°20'1,84 E.

Este ufólogo é conhecido por suas descobertas originais. Ele já afirmou ser capaz de lançar a luz sobre o caso do passo Dyatlov, que se tornou o cemitério de nove esquiadores mortos por uma "força irresistível desconhecida".

Ele também informou ter encontrado um objeto que, de acordo com ele, seria a parte fora do solo de uma casamata dos tempos da Guerra Fria nos montes Urais.

Fonte: sputniknews

Custom Search