NerdTecnoGeek

Ciência, Tecnologia e Mistérios.

Física

A mais bela das Ciências.

Mistérios

Os Mistérios do mundo e do Universo apresentados aqui.

Eletrônica

Kits de projetos eletrônicos para todas as finalidades.

loading...

quarta-feira, 28 de fevereiro de 2018

Documento da CIA afirma que soldados russos foram transformados em pedra” após ataque de aliens

De acordo com um relatório secreto e agora desclassificado da CIA, um pelotão de soldados russos – que atacaram e conseguiram derrubar um OVNI – foi transformada em PEDRA não sobrevivendo ao contra ataque dos alienígenas. O relatório desclassificado está disponível no próprio site oficial da CIA.

Documento da CIA afirma que “soldados russos foram transformados em pedra” após ataque de Extraterrestres

Sim, e não é um trecho de um próximo filme de ficção científica de James Cameron. Embora James possa considerá-lo uma boa história.
Ok, então eu sei que há aqueles que certamente gritarão É FALSO, e para eles, AQUI ESTA O LINK com o documento oficial da CIA, direto no site da agência.

Estranho, hein? Crédito de imagem 

O documento afirma que “a inteligência dos EUA obteve um arquivo de 250 páginas sobre um ataque de um OVNI em uma unidade militar do exército russo na Sibéria”, e continua descrevendo algo extraordinário que aconteceu, a seguir a tradução da maior parte do texto:
“O arquivo contém não só muitas fotografias documentais e desenhos, mas também testemunhos de participantes reais nos eventos. Um dos representantes da CIA se referiu a este caso como “uma imagem horrível de retaliação por parte das criaturas extraterrestres, uma imagem que faz congelar o sangue”.
“De acordo com os relatórios da KGB, uma nave espacial voando à baixa altitude, com formato de um disco, apareceu acima de uma unidade militar russa que estava realizando manobras de treinamento de rotina. Por razões desconhecidas, um soldado inesperadamente lançou um míssil de terra-ar e atingiu o OVNI. A espaçonave foi abatida e caiu para o solo não muito longe, e cinco humanoides pequenos com “cabeças grandes e grandes olhos negros” (característica típica dos Greys) emergiram da nave abatida”.
“É afirmado pelos testemunhos dos dois soldados que permaneceram vivos que, depois de libertar-se dos destroços da sua espaçonave, os alienígenas se aproximaram e depois “se fundiram em um único objeto que adquiriu uma forma esférica”. Esse objeto começou a zumbir e sibilar bruscamente, e então tornou-se de um branco brilhante. Em alguns segundos, as esferas cresceram muito mais e explodiram com uma luz extremamente brilhante. Naquele instante, 23 soldados que foram afetados pelo fenômeno do flash luminoso se transformaram em estátuas de pedra, quase instantaneamente. Somente dois soldados que estavam à sombra de uma árvore e mais distantes e que estavam menos expostos à explosão luminosa sobreviveram.” 

“O relatório da KGB continua dizendo que os restos do OVNI e os “Soldados Petrificados” foram transferidos para uma instituição secreta de pesquisa científica perto de Moscou. Especialistas assumem que uma fonte de energia que ainda é desconhecida para nós da Terra mudou instantaneamente a estrutura dos organismos vivos dos soldados, transformando-os em uma substância cuja composição molecular não é diferente do calcário”. 

De acordo com um conjunto de documentos fornecidos pela CIA, soldados russos derrubaram um objeto voador não identificado durante manobras militares. Depois do ataque e a derrubada da espaçonave, seus ocupantes – de origem extraterrestres – enfrentaram os militares resultando que 23 soldados humanos se transformando em pedra.

O conjunto de documentos desclassificados indica como os 23 soldados russos foram “mortos” por cinco seres extraterrestres depois que os soldados atacaram e derrubaram a nave ET. com um míssil. Os documentos desclassificados, agora disponíveis gratuitamente no site oficial da CIA, são de fato uma tradução de um jornal ucraniano que escreveu sobre o incidente.

O relatório do jornal composto por um dossiê de 250 páginas da KGB sobre o suposto ataque UFO inclui imagens e depoimentos de testemunhas, de acordo com o Daily Express. O UFO parece ter aparecido durante um exercício para formação da unidade militar na Sibéria. A nave alienígena foi abatido usando um míssil de superfície para o ar (terra-ar).

O relatório desclassificado indica como: “Cinco humanoides baixos com cabeças grandes e grandes olhos negros saíram dos escombros e atacaram de volta” a unidade militar de soldados russos.  Acredita-se que 2 soldados tenham sobrevivido ao ataque e testemunharam aos seus superiores o ocorrido.

Por mais estranho que pareça, o relatório afirma que, depois que o OVNI foi derrubado, cinco “seres do outro mundo” emergiram do OVNI abatido. Os seres se fundiram no que foi descrito como uma enorme bola de luz que eventualmente explodiu, e cujo flash instantaneamente transformou os infelizes 23 soldados russos em pedra. O documento desclassificado afirma:
O relatório da KGB continua dizendo que os restos dos “soldados petrificados” foram transferidos para uma instituição de pesquisa secreta perto de Moscou para análise“.

“Especialistas assumem que uma fonte de energia ainda desconhecida para os Terráqueos mudou instantaneamente a estrutura dos soldados de organismos vivos, transformando-a em uma substância cuja estrutura molecular não era diferente do calcário”.

No final do relatório, um agente da CIA descreveu: “Se o arquivo da KGB corresponde à realidade, este é um caso extremamente ameaçador”. “Os alienígenas possuem essas armas e tecnologia que vão além de todos os nossos pressupostos”.

E, embora existam muitas bandeiras vermelhas que cercam o relatório, um dos maiores mistérios é por que a CIA realizou uma tradução do relatório do jornal ucraniano em arquivo. Parece que o documento – embora disponível no site da CIA – apareceu pela primeira vez em arquivos KGB desclassificados.
Curiosamente, um homem chamado Philip (Phil) Schneider (geólogo) , que trabalhou como engenheiro de explosivos contraído pelo governo dos EUA, com uma habilitação de segurança de alto nível, afirmou que, em 1979, quando trabalhava na construção de uma base (DULCE) subterrânea secreta no Novo México, ele testemunhou uma horrível luta, uma verdadeira guerra entre extraterrestres e humanos que resultaram em cerca de 60 soldados mortos e inúmeros extraterrestres lutando por suas vidas nos níveis  subterrâneos da BASE em DULCE.

O confronto militar em Dulce foi relatado por outros denunciantes e insiders, incluindo Phil Schneider que trabalhou como engenheiro geológico na construção da base Dulce, em outras bases subterrâneas nos EUA (no total seriam cerca de 130 bases subterrâneas espalhadas pelos EUA) e outras bases subterrâneas ao redor do globo. Philip (Phil) Schneider deu os seguintes detalhes de seus antecedentes e a existência de um confronto militar com ETs em 1995:
Para lhe dar uma visão geral de quem sou, eu comecei e passei pela escola de engenharia.  Metade da minha graduação estava nesse campo, e eu criei uma reputação de ser engenheiro geológico, bem como um engenheiro estrutural com aplicações militares e aeroespaciais. Eu ajudei a construir duas bases principais nos Estados Unidos que têm algum significado no que se chama Nova Ordem Mundial [um mundo controlado pela ONU secretamente controlada por ETs]. A primeira base é a de Dulce, no Novo México. Eu estive envolvido em 1979 em um tiroteio com humanoides alienígenas, e eu fui um dos poucos sobreviventes.  Provavelmente sou o único sobrevivente conversando que você já viu e ouviu. Dois outros sobreviventes estão sob guarda muito de perto. Eu sou o único que conhece os arquivos detalhados de toda a operação. Sessenta e seis agentes de serviços secretos, FBI, Boinas Negras e similares, morreram nesse tiroteio. Eu estava lá.“ [48]
Schneider descreveu a causa do confronto militar de 1979 como pouco mais do que um “acidente” que surgiu de novas perfurações de subterrâneos para uma extensão planejada da base de Dulce:

“Eu estava envolvido na construção de uma ADICÇÃO à base militar subterrânea profunda em Dulce, que provavelmente é a base mais profunda. Desce sete níveis e mais de 2,5 milhas de (4.023 metros) profundidade. Naquele momento em particular, tínhamos perfurado quatro furos distintos no deserto, e nós íamos conectá-los e explodir grandes seções de cada vez. Meu trabalho era descer nos buracos e verificar as amostras de rocha, e recomendar o explosivo para lidar com a rocha particular. 
Quando eu estava indo para lá, nos encontramos em meio a uma grande caverna que estava cheia de alienígenas do espaço exterior, também conhecida como Greys altos. Eu atirei em dois deles. Naquele momento, havia 30 pessoas lá embaixo. Cerca de mais 40 caíram depois que isso começou, e todos foram mortos. Nós surpreendemos (e ficamos surpresos) os extraterrestres e toda uma base subterrânea desconhecida ocupada por aliens. Mais tarde, descobrimos que eles estavam vivendo no nosso planeta já há muito tempo … Isso poderia explicar muito mais do que está por trás da teoria dos astronautas antigos”. Fim de citação.}

(Fonte) 


Loading...

sexta-feira, 23 de fevereiro de 2018

O Cavaleiro Negro foi novamente filmado pela NASA.


A Estação Espacial Internacional ao que parece gravou em vídeo o satélite misterioso e antigo conhecido como o " Black Knight " flutuando perto da sonda Soyuz. Observadores, particularmente atentos, rapidamente o viu ..
 
Este satélite misterioso e lendário (apelidado de "Black Knight Satellite") é o nome dado a um objeto não identificado filmado pelos astronautas da NASA usando uma câmera durante a missão STS-88 missão do ônibus espacial Endeavour em 1998.
Os teóricos da conspiração afirmam que este satélite é de origem extraterrestre e pode ter cerca de 13.000 anos de idade. Assim, há milhares de anos, ele foi orbitando nosso planeta em uma órbita quase polar.
Esta lenda famosa tem circulado desde 1960. Recentemente, as imagens postadas no canal de YouTube "Section 51" podem ser novas provas da existência desta nave impressionante.
As imagens fugiram e foram levados pelo ISS nos mostram o UFO ou satélite conhecido como o Cavaleiro Negro , que tem cerca de 13.000 anos de idade. Isto está muito perto da nave espacial Soyuz quando se aproximava da estação.

No vídeo, você pode ver um longo e misterioso objeto preto flutuando perto da nave espacial Soyuz, que foi acoplado à Estação Espacial Internacional.
Enquanto os astronautas são ouvidos murmurando no fundo, o Cavaleiro Negro parece ficar a uma distância, como se observando de perto.
Alguns dos comentários mostram que os usuários da Internet estão geralmente convencidos da autenticidade deste caso.

AkumaGaming escreveu: "Eu tenho a estranha sensação de que essa coisa não está sendo pilotada por ninguém e foi enviada aqui para nos observar em nossas atividades diárias." 

A teoria do "Black Knight Satellite" foi desenvolvido em 1963, quando o astronauta Gordon Cooper NASA afirmou ter visto um satélite estranho no espaço. Mas houve um apagão de mídia real sobre seu retorno e da agência espacial norte-americano o acusou de alucinações cósmicas.

Uma década depois, em 1973, Duncan Lunan, pesquisador escocês, estudou dados científicos noruegueses de 1928. decifrado "mensagens" capturados no espaço sugerido, de acordo com ele, que o Cavaleiro Negro foi enviado por Alienígenas de Epsilon Boötis ( uma estrela na constelação de Bouvier).  

Ele foi, diz o cientista, uma mensagem de boas-vindas à Terra 12.600 anos atrás.
Em 1998, a primeira suspeita desta fotografias de satélite foram tiradas por astronautas no ônibus espacial Endeavour durante seu primeiro vôo para a ISS.
A NASA, no entanto, tentou desmistificar as alegações dizendo que o Cavaleiro Negro era na verdade um cobertor térmico acidentalmente lançada por um ônibus espacial.

 (Fonte) 

Loading...

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

Astronauta da ISS tenta bloquear visão de OVNI em filmagem ao vivo


Um astronauta não identificado da Estação Espacial Internacional – ISS, parece tentar esconder um Objeto Voador Não Identificado que aparece ao fundo da imagem, numa transmissão ao vivo.

A única informação fornecida foi a de que a filmagem foi feita em 18 de fevereiro passado.
O objeto em questão é difícil de ser visualizado e não se sabe com certeza se foi somente uma coincidência o fato do astronauta ter colocado sua mão na frente da câmera.  O objeto provavelmente pareceria muito maior para o astronauta do que se vê no vídeo, como também agia de forma estranha, mudando de direção em pleno voo orbital e saindo em alta velocidade.

Não podemos descartar a possibilidade de que imagem original tenha sido alterada com a adição do objeto, aproveitando da mão do astronauta na frente da câmera. Mas mesmo assim fica aqui o registro.


(Fonte)
 
Loading...

A misteriosa gravação de uma cosmonauta russa no espaço antes de morrer


Em 12 de abril de 1961, a antiga União Soviética conseguiu enviar o primeiro ser humano à órbita terrestre. Na época, o piloto Yuri Gagarin dirigiu a nave espacial Vostok. Um mês depois, os EUA fizeram o mesmo com o astronauta Alan Shepard, dentro do programa espacial Mercury.

Após ter alcançado o recorde de 17 circuitos em torno da Terra, os soviéticos decidiram estabelecer um novo marco, enviando a primeira mulher cosmonauta ao espaço. A missão ocorria de forma exitosa até que, repentinamente, quando a nave se preparava para retornar à atmosfera, algo deu errado.

O que aconteceu em seguida permanece inexplicável até hoje. Não há confirmações oficiais de qualquer tipo; somente especulações que afirmam que, após uma semana inteira em órbita, o abastecimento de oxigênio da nave estava prestes a acabar.

O que resta é a suposta gravação da última comunicação que a mulher estabeleceu com a Terra antes de morrer, enquanto regressava à atmosfera terrestre, a qual foi obtida por rádios amadores italianos:
4, 3, 2, 1, 1… 2, 3, 4, 5, entrando, entrando, entrando... escutem, escutem, entrando, entrando, Falem comigo! Falem comigo! Tenho calor! Quê? 45? Quê? 45? 50? Sim, sim, sim, respirando, respirando, oxigênio, oxigênio. Tenho calor! Isso é perigoso? Está tudo… Isso é perigoso? Está tudo… sim, sim, sim, como é isso?, Quê? Falem comigo! Como faço para transmitir? Nossa transmissão começa agora 41… dessa forma… sim, sinto calor, sinto calor, sinto calor, é tudo… Posso ver uma chama! Quê? Posso ver uma chama! Posso ver uma chama! Posso ver uma chama! Sinto calor… sinto calor… 32, 32, 32, 41, 41… Vou colidir? Sim, sim, sim sinto calor… Vou regressar… Estou ouvindo!… Sinto calor!”.


(Fonte)

 
Loading...

sexta-feira, 16 de fevereiro de 2018

Bloco de gelo cai do céu em Londres e é capturado em vídeo

 
Aqui está a prova de que enormes blocos de gelo que caem do céu não são parte de uma lenda urbana, mas sim um fenômeno real.

Uma câmera de vigilância apontada para a rua na frente de um estabelecimento comercial capturou o momento em que um grande bloco de gelo, estimado em 20 kg, caiu do céu em uma rua em Kew, Londres, assustando os pedestres que estavam próximos.
Amir Khan, que testemunhou o evento, disse:
Fez um ruído tão alto quanto um meteorito quando cai.
De acordo com especialistas, o gelo pode ter sido o resultado de fenômenos meteorológicos ou caído de um avião que passa.k

(Fonte)


Loading...

O programa espacial nazista da Antártica irá se revelar e liberar tecnologias avançadas?


Houve muita controvérsia sobre uma publicação de um blog em 5 de fevereiro pelo ex editor da revista Forbes, Benjamin Fulford, de que um programa espacial alemão com base na Antártida conseguiu secretamente um acordo com autoridades americanas e globais e está pronto para se revelar. Tal divulgação levará à [tecnologia] antigravidade que mudará nossas vidas, e outras tecnologias suprimidas sendo liberadas, de acordo com Fulford.

Fulford não menciona suas fontes nem oferece evidências diretas que apoiem ​​sua reivindicação controversa, mas visitas recentes ao sul da Argentina pelo secretário de Estado dos Estados Unidos, Rex Tillerson e fundador da Amazon, Jeff Bezos, oferecem um importante apoio circunstancial a essas alegações. A afirmação de Fulford, portanto, merece um exame aprofundado à luz do que Tillerson e Bezos estavam realmente fazendo na Argentina.
Fulford cita fontes não identificadas do Pentágono. Na segunda-feira, 5 de fevereiro, ele escreveu:
Um grande acordo de paz foi alcançado na semana passada em negociações que ocorreram literalmente sob a luz da super Lua de sangue azul em um determinado país asiático na semana passada, de acordo com fontes que estavam presentes. Como resultado disso, a facção nazista do complexo militar e industrial mundial concordou em alinhar-se com o lado leve da força. Assim, no futuro próximo, a tecnologia nazista, notadamente anti-gravidade e hipersônico (Mach 20+), será disponibilizada para a ‘população da superfície’ do planeta, dizem as fontes … Teremos mais detalhes no final deste relatório.
No final de sua postagem no blog, Fulford dá os detalhes adicionais prometidos:
De qualquer forma, agora que os nazistas concordaram em sair de seus esconderijos e se juntarem à família humana, simplesmente não há nenhum poder militar que apoie mais projetos genocidas. Os nazistas são agora administrados por uma geração que está em seus 30 anos de idade e que não tem experiência ou envolvimento nos horrores da Segunda Guerra Mundial. Por essa razão, eles não têm motivos para se esconder.
De qualquer forma, de acordo com a fonte mencionada acima, os nazistas realmente não se esconderam. No mundo real, a maioria dos líderes nazistas que não foram presos no final da Segunda Guerra Mundial não foram para a Antártica ou mesmo a América do Sul. Em vez disso, eles foram para a Espanha, que ainda era administrada por um governo fascista após a guerra ter terminado. Muitos permaneceram na Espanha, mas outros se mudaram para Cuba e Nevada (estado dos EUA), entre outros lugares. A infame Área 51 e outras bases em Nevada são principalmente bases para testar a tecnologia aeroespacial nazista avançada, de acordo com essa fonte. Esta tecnologia será agora compartilhada com a população em geral, diz a fonte.
As bases nazistas na Antártica, diz essa fonte, são muito menores e menos significativas do que muitos acreditam. Ele diz que a desinformação sobre as bases nazistas gigantes na Antártida foi deliberadamente espalhada pelos nazistas, para manter os caçadores nazistas fora de sua trilha. A realidade é que eles encontraram áreas ocas quentes sob o gelo criadas por fontes termais vulcânicas, mas que a água não era potável.
Em resposta à pergunta de um leitor sobre as intenções da atual liderança alemã na Antártida, Fulford acrescentou:
A nova geração de líderes nazistas renuncia aos planos genocidas de seus pais e avós e deseja compartilhar sua maravilhosa tecnologia com a humanidade. Como tal, devemos acolhê-los, e espero que seu programa espacial secreto não precise mais ser secreto.
Houve um extenso testemunho de pessoas dado por informantes como William Tompkins (um antigo engenheiro operacional e aeroespacial da Marinha dos EUA), Clark McClelland (um ex-funcionário da NASA) e Corey Goode (ex-participante do programa espacial secreto) sobre um programa espacial alemão secreto totalmente funcional  na Antártida que estabeleceu acordos secretamente com o complexo industrial militar dos EUA na década de 1950…

…Em poucas palavras, há muitas evidências de que um programa espacial alemão foi criado secretamente na Antártida e que os acordos alcançados com o Complexo Industrial Militar dos EUA levaram à sua expansão e ao estabelecimento do que Jim Marrs e outros se referem como o Quarto Reich.

Aqui é onde a cidade argentina de San Carlos de Bariloche, (também conhecida como Bariloche) torna-se importante. De acordo com fontes credíveis, Adolf Hitler escapou da guerra para estabelecer sua residência principal em Bariloche, que está localizada na Patagônia, a região mais ao sul da Argentina. Os historiadores da Segunda Guerra Mundial, como Harry Cooper e o Dr. Jerome Corsi, citaram documentos extensivos e testemunhos de pessoas que apoiam tais rumores.
Além disso, Martin Bormann escapou para a Argentina e tornou aquele país num centro para um programa de voo nazista do pós-guerra chamado Operation Eagle Flight (Operação Voo de Águia). O programa de voo de Bormann não só financiou uma tentativa global de estabelecer um quarto Reich, mas também financiou um programa espacial secreto alemão na Antártica.

Com a confluência das finanças internacionais e dos líderes nazistas exilados, Bariloche tornou-se a capital de fato do Quarto Reich, e o lugar que os líderes dos EUA visitariam regularmente para chegar a acordos com o programa espacial alemão com base na Antártica.

Isto é evidenciado por visitas a Bariloche por presidentes dos EUA, como Dwight D. Eisenhower (28 de fevereiro de 1960), Bill Clinton (18 de outubro de 1997) e Barack Obama (24 de março de 2016), visitando Bariloche ostensivamente para desenvolvimento econômico e / ou proteção ambiental. A verdadeira razão pode ter envolvido negociações secretas com os líderes alemães da Antártida.
O presidente Dwight Eisenhower chega em Bariloche, na Argentina, onde assinou uma Declaração Conjunta para desenvolvimento econômico e proteção ambiental.

É por isso que a viagem de Bariloche, de 3 de fevereiro, pelo secretário Rex Tillerson torna-se importante. Ele estava lá simplesmente para discutir ‘trocas ecológicas’, como o subsecretário do Departamento de Estado Steve Goldstein declarou à imprensa? Ou Tillerson estava lá para realizar negociações secretas com uma nova geração de líderes do Programa Espacial Antártico Alemão, como fontes do Pentágono alegadamente disseram a Fulford?

O que dá mais plausibilidade à reivindicação de negociações secretas de Fulford é a visita simultânea à Argentina do fundador da Amazon e o homem mais rico do mundo (oficialmente, é claro), Jeff Bezos. No dia 3 de fevereiro, um jornal argentino publicou um artigo sobre a visita inesperada de Bezos à geleira Perito Moreno na Patagônia para “salvar a Terra”:
O empresário norte-americano Jeff Bezos, fundador e diretor da Amazon, dono do lendário jornal The Washington Post e fundador da Blue Origin, empresa que pretende fazer viagens comerciais orbitais e suborbitais, está na Patagônia argentina.
O bilionário hoje enviou uma foto no Twitter, na frente da geleira Perito Moreno. “Esta é a impressionante geleira Perito Moreno na Patagônia, enviamos sondas robóticas para todos os planetas do sistema solar, e a Terra é de longe melhor, vamos ao espaço, mas para salvar a Terra”, disse Bezos. [Tradução do Google]
Vale ressaltar que Bariloche é a quarta maior cidade da região da Patagônia, com um aeroporto suficientemente grande para acomodar suas aeronaves. Tillerson e Bezos poderiam facilmente ter participado de muitas negociações secretas, representando respectivamente os mais altos níveis de governo e indústria dos EUA.
Na verdade, isso é o que o Dr. Joseph Farrell, que foi o primeiro a denunciar as visitas de Tillerson e Bezos, argumenta o que aconteceu:
Os comentários do Sr. Bezos parecem implicar que o propósito de sua expedição à Patagônia está relacionado aos assuntos espaciais … o que, novamente, evoca a imagem do Sr. Obama em Bariloche com pessoas da NASA acompanhando. (E não se esqueça da presença chinesa na região, novamente para fins ostensivos ‘relacionados ao espaço’). Então, sim, minha especulação de alta octanagem é que a visita do Sr. Bezos à região está relacionada ao Sr. Tillerson e que o propósito não é as geleiras nem as bolsas de estudos ou as negociações de Fullbright para preservar a natureza, embora deve-se notar que o ângulo da ‘natureza’ figura como uma história de cobertura tanto para o Sr. Tillerson quanto para o Sr. Bezos! Isso só me sugere coordenação, e que as viagens estão, de fato, relacionadas de alguma forma. E aquela outra influência na região que levanta as questões: nazistas. Bariloche era, afinal, casa e sede, mais ou menos, para experiências de plasma pós-guerra muito estranhas do Dr. Ronald Richter para Juan Peron. A chamada Estância Nazi, o ‘Rancho’, uma vasta área de cerca de 26 mil quilômetros quadrados, se encontra na região.
O ponto importante aqui é que o Sr. Bezos pode ter dado uma pista sobre a natureza real do interesse contínuo de ‘grandes nomes’ e ‘grandes fortunas’ na região: o espaço e tecnologias avançadas, e que o propósito real dessas estranhas visitas está diretamente relacionado a estes.
As observações de Farrell aqui são muito perspicazes. As visitas de Tillerson e Bezos provavelmente estavam ligadas às negociações secretas com uma nova geração de líderes nazistas, dispostos a divulgar publicamente tecnologias espaciais avançadas.

Dando mais credibilidade ainda a essa observação é o papel dos militares chineses em administrar instalações conjuntas do programa espacial com o governo argentino, que entrou em operação em 2016 na região da Patagônia, em torno da época da visita a Bariloche pelo presidente Obama.
Isso nos leva de volta às fontes sem nome de Fulford do Pentágono que lhe falaram sobre as negociações que foram realizadas em um país asiático em torno da época da super Lua de sangue azul de 31 de janeiro. Essas negociações envolvendo elites globais (também conhecidos como Deep State / Cabal / Illuminati, etc.) aparentemente abriram o caminho para que o programa espacial alemão fosse revelado.

Quatro dias depois, Tillerson e Bezos aparecem em Bariloche, sem dúvida, com representantes do programa espacial chinês que já operam na área da Patagônia, para chegarem a um acordo com a nova geração de líderes da Antártida Alemã.

Embora muitas das reivindicações de Fulford permaneçam controversas e infundadas, sua reivindicação mais recente de um acordo secreto alcançado com uma nova geração de líderes do Quarto Reich dispostos a revelar-se publicamente e a liberar tecnologias espaciais fantásticas que podem mudar a nossa vida, é apoiado por evidências circunstanciais significativas, e merece investigação séria.

(Fonte)


Loading...

sexta-feira, 9 de fevereiro de 2018

Conheça o Mostro de Flatwoods.


O Monstro de Flatwoods, também conhecido como o Monstro do condado de Braxton ou o Fantasma de Flatwoods, é um suposto extraterrestre ou criatura não identificada, com relatos de ter sido avistado na cidade de Flatwoods, localizada no Condado de Braxton, Virginia do Oeste (EUA), em 12 de setembro de 1952.

 Existem várias descrições da aparência da criatura, e a maioria concorda que ela possuía pelo menos 10 metros de altura e que tinha um rosto vermelho que parecia brilhar de dentro para fora, e um corpo verde. Testemunhas descreveram a cabeça da criatura como tendo antenas, olhos não humanos, e formato de coração, ou tendo uma capa grande em forma de coração por trás dele.

O corpo da criatura é descrito como sendo humanoide, e vestido com uma saia longa e escura, mais tarde descrita como sendo verde. Alguns registros dão conta de que a criatura não tinha braços visíveis, enquanto outros o descrevem como tendo braços curtos e grossos, terminando com dedos semelhantes a garras, que se projetavam na frente de seu corpo.

Em 12 de setembro de 1952, dois irmãos, Edward e Fred May, e seu amigo Tommy Hyer (idades de 13, 12 e 10 anos, respectivamente) testemunharam um objeto brilhante cruzar o céu. O objeto parecia cair em direção às terras pertencente ao agricultor local G. Bailey Fisher. Após assistirem o objeto cair, os meninos foram para a casa dos irmãos de May onde relataram terem visto a queda do OVNI nas colinas.

De lá, a Sra. May acompanhada por três garotos da localidade - Neil Nunley (14) e Ronnie Shaver (10), e 'Gene' Lemon (17) - foram para a fazenda Fisher, em um esforço para localizar o que quer que fosse que os meninos tinham visto. O cachorro de Lemon correu na frente e de repente começou a latir, e momentos depois correu de volta para o grupo com o rabo entre as pernas. Depois de andarem cerca de ¼ de milha (400 m), o grupo chegou ao topo de uma colina, onde alegaram ter visto uma grande "bola de fogo" pulsante cerca de 50 pés (15 m) à sua direita.

Eles também detectaram uma névoa pungente que fez seus olhos e narizes queimarem. Lemon então notou duas pequenas luzes à esquerda do objeto, debaixo de uma árvore de carvalho perto deles e apontou sua lanterna em direção a eles, revelando a criatura, que foi relatada ter emitido um assobio estridente antes de deslizar em direção a eles, mudando de direção e, em seguida em direção a luz vermelha. Neste momento, o grupo fugiu em pânico.

Ao voltar para casa da Sra. May contatou o xerife local Robert Carr, e o Sr. A. Lee Stewert, coproprietário do democrata Braxton, um jornal local. Stewert realizou uma série de entrevistas e retornou ao local com Lemon mais tarde naquela noite, onde ele relatou que "havia um odor forte de metal queimado". Xerife Carr e seu vice Burnell longo analisaram a área separadamente, mas nenhum relatou ter encontrado algum vestígio.

Cedo na manhã seguinte, no sábado 13 de setembro, o Sr. A Stewart Lee visitou o local do encontro pela segunda vez e descobriu duas faixas alongadas na lama, bem como vestígios de um líquido preto grosso. Ele imediatamente reportou-as como sendo possíveis sinais de uma aterrissagem baseada na no fato de que a área não tinha sido submetida ao tráfego de veículo por pelo menos um ano. Mais tarde foi revelado que as faixas eram susceptíveis de ter sido de uma caminhonete Chevrolet 1942 conduzido por Max Lockard, que tinha ido ao local para procurar a criatura algumas horas antes da descoberta do Stewert.

Após o acontecimento, o Sr. William e Donna Smith, investigadores associados à investigação Pires Civil, LA, obteve um grande número relato de testemunhas que afirmaram ter presenciado um fenômeno semelhante ou relacionado. Estes relatos incluíram a história de uma mãe e sua filha de 21 anos de idade, que alegou ter encontrado uma criatura com a mesma aparência e odor de uma semana antes do incidente de 12 de setembro, o encontro teria afetado a filha tão maneira que ela ficou confinada no hospital Clarksburg por três semanas.

Eles também reuniram uma declaração da mãe de Eugene Lemon, em que ela disse que, no momento aproximado do acidente, a casa dela foi violentamente abalada e seu rádio ficou fora do ar por 45 minutos, e um relatório do diretor do Conselho de Educação local em que ele afirmou ter visto um disco voador decolando às 6h30 da manhã de 13 de setembro (de manhã depois que a criatura foi avistada). Depois de encontrar a criatura, vários membros do grupo do dia 12 de setembro relataram estarem abatidos com sintomas semelhantes que persistiram por algum tempo, que eles atribuíram a ter sido exposto ao nevoeiro emitido pela criatura.

Os sintomas incluíam irritação do nariz e inchaço da garganta. Lemon sofria de vômitos e convulsões durante toda a noite, e teve dificuldades com sua garganta por várias semanas depois. Um médico que tratou várias das testemunhas relatou seus sintomas como sendo semelhante às vítimas do gás mostarda, embora esses sintomas também sejam comumente encontrados em pessoas que sofrem de histeria, que podem ser provocadas por exposição a uma traumática ou caso chocante. Após examinar o caso 48 anos depois do evento, Joe Nickell do Comitê de Investigação Paranormal grupo de Inquérito Skeptical (CSI), então conhecida como CSICOP, concluiu em 2000 que a luz brilhante no céu relatado pelas testemunhas em 12 de setembro era um provável um meteoro, que a luz pulsante vermelha era provavelmente o farol de navegação de uma aeronave, e que a criatura descrita por testemunhas se assemelhava uma coruja.

Nickell afirmou que as duas últimas características foram distorcidas pelo elevado estado de ansiedade sentida pelas testemunhas depois de ter observado a suposta criatura. Nickell compartilha suas conclusões com uma série de outros pesquisadores, incluindo os da Força Aérea. Na noite de 12 de setembro, um meteoro havia sido observado em três estados, Maryland, Pensilvânia e Virgínia Ocidental, e que tinha sido erroneamente relatado como flamejante avião colidindo com o lado de uma colina em Elk River, cerca de 11 milhas (18 km) ao sudoeste da localização do avistamento Flatwoods.

Três faróis vermelhos de aeronaves também foram visíveis a partir da área dos avistamentos, possivelmente representando a luz vermelha, vista pelas testemunhas, e a tonalidade vermelha no rosto da criatura. Nickell concluiu que a forma, movimento e sons relatados por testemunhas também foram consistentes com a silhueta, padrão de voo e o chamar de uma coruja assustada no cimo de um galho de árvore; levando os pesquisadores a concluir que folhagem sob a coruja pode ter criado a ilusão das porções inferiores da criatura (saia longa e verde).

Os pesquisadores também concluíram que a incapacidade das testemunhas de chegar a acordo sobre se a criatura tinha braços, combinados com o relatório Kathleen May de ele ter "pequenas, de garras mãos", que "estendidos em frente a ela" também combinava com a descrição de uma coruja de celeiro com suas garras segurando um galho de árvore. No entanto, alguns questionaram que se fosse uma coruja, então por que as testemunhas não a viram como tal, mesmo com uma lanterna apontada diretamente para ela. Os pesquisadores responderam que esta suposta criatura pode ser atribuída à histeria e ao elevado estado de tensão entre as testemunhas levando-os a ser pânico.

Todos os anos há um festival em Flatwoods, West Virginia para comemorar o "Monstro Verde", é um festival de três dias a partir de uma tarde de sexta-feira e domingo final, um fim de semana de música ao vivo, e visita ao museu do monstro verde. *O monstro Flatwoods aparece como o chefe final do Amagon videogame NES e como o chefe da fase 02 do videogame Space Harrier II. *Os aliens (chamados de "Them") invadindo Romani Ranch em The Legend of Zelda: Majora Máscara têm uma semelhança impressionante com o monstro Flatwoods. *Ele também aparece no Tumblepop jogo como o chefe mundo Espaço. *Na série de anime sargento. Frog, um alienígena modelado após o monstro Flatwoods aparece no episódio Fake It 'Til You Make It. *"Os arquivos de Springfield", um episódio do desenho animado Os Simpsons populares, vê Homer Simpson fazendo contato com uma criatura de uma forma semelhante ao dos encontros monstro Flatwoods, o que é revelado para ser Sr. Burns sobre a medicação. *Em Tempo de Aventura, há um monstro chamado Grob Grod Glob Gob, adorado como um deus na Terra de Ooo, mas revelou como uma criatura que vive em Marte no episódio "Filhos de Marte". É muito parecido com o monstro Flatwoods, exceto que ele é vermelho e tem uma cabeça flutuante com quatro faces.

Saiba mais assistindo ao documentário do canal History  "MonsterQuest - O monstro de Flatwoods"


(Fonte) 

 
Loading...

quarta-feira, 7 de fevereiro de 2018

Enorme criatura alada é avistada várias vezes na Carolina do Norte, EUA

Foto meramente ilustrativa.

Vários moradores da Carolina do Norte, nos EUA, estão relatando avistamentos de uma enorme criatura alada, ou possivelmente múltiplas criaturas, que despertou o interesse dos criptozoólogos locais. Os jornais da Carolina do Norte estão relatando vários avistamentos de algum tipo de grande besta voadora que parece ser diretamente do período Triássico. Uma testemunha, Cynthia Lee de Raleigh, diz que viu o animal várias vezes. Com base na forma como Lee e outras testemunhas descreveram a criatura, alguns criptozoólogos acreditam que ele (ou eles) poderiam ser um pterossauro:
Tinha uma cauda longa em forma de diamante. Era marrom escuro. Tinha essa estranha crista. Eu desenhei uma gravura disso. Minha mãe e meu tio viram um também enquanto eles estavam brincando fora da casa da minha avó quando eles eram muito pequenos. Eles disseram a vovó, mas ela não acreditou nisso. Eu pensei que eles estavam extintos.
O criptozoólogo Jonathan Whitcomb diz que não está sozinho em acreditar que ainda pode haver pterossauros vivos na Carolina do Norte.
Ele disse ao The News & Observer, com base na cidade de Raleigh:
Meus associados e eu acreditamos que estes são pterossauros não extintos, o que muitas pessoas chamariam de ‘pterodáctilos’ ou ‘dinossauros voadores’.
Whitcomb ainda afirma ter uma foto do tempo da Guerra Civil, que mostra um grupo de soldados posando com o que ele afirma ser um pterodáctilo morto.

No entanto, por mais interessantes que esses relatos de testemunhas oculares possam ser, os zoólogos da área não estão convencidos. Quando solicitado uma resposta, a chefe de paleontologia do Museu de Ciências Naturais da Carolina do Norte, Lindsay Zanno, respondeu apenas que “os pterossauros têm estado extintos por 65 milhões de anos”. Outros especialistas locais em vida selvagem sugerem que esses avistamentos eram prováveis ​​garças azuis, um grande pássaro nativo.

A grande garça azul pode ser encontrada em toda a América do Norte.

Ainda assim, com outros avistamentos recentes de criaturas aladas de aparência anômala semelhantes, isso parece um pouco estranho. Esses avistamentos podem ser relacionados aos grandes animais alados vistos em Chicago? O mothman migrou para o sul no inverno? Ou, mais provável, o aumento da expansão urbana forçou a garça-real a novas áreas?

(Fonte)


Loading...

segunda-feira, 5 de fevereiro de 2018

Autoridades japonesas filmam uma estranha criatura gigante de 4 metros de altura no Japão


Em 2012, uma imagem misteriosa apareceu na internet que mostrava um suposto extraterrestre na Ásia. Os ufólogos passaram um ano para determinar se a foto era genuína.

Uma das descobertas mais importantes e notáveis ​​feitas no espaço exterior é, sem dúvida, Próxima B, um exoplaneta do tamanho da Terra que orbita dentro da zona habitável do vizinho estrela mais próximo de nossos Suns, Dwarf Star Proxima Centauri.

SEGUNDO OS RELATÓRIOS:
Os caçadores alienígenas acreditam que as imagens de um ser misterioso capturado em 2012 são a prova final de que os alienígenas humanoides de 8 pés de altura de Proxima Centauri visitaram nosso planeta nos tempos antigos e continuam a fazê-lo no presente.

Acredita-se que essa informação tenha sido disponibilizada por meio de um dos supostos seres de Alpha Centauri que usar a hipnose falou através de um ser humano. Em 1957, uma equipe de psicólogos na Califórnia examinou uma mulher sob hipnose.

Através desta mulher, a suposta entidade alienígena conhecida como 'Mãos' falou aos pesquisadores dizendo que era de um planeta no Sistema Alpha Centauri. Os detalhes da suposta entrevista alienígena foram revelados em um livro chamado Hands: The True Account. A Hipnotic Subject Reports on Ulter Space, publicado em 1976 pelos psicólogos da Califórnia, Margaret Williams e Lee Gladden.

A entidade extraterrestre, conhecida como Mãos (quão fofo), afirmou ser um ser extraterrestre com oito mãos (oh, agora vejo por que eles foram chamados de mãos). As mãos revelaram que o sistema Proxima Centauri habita uma civilização alienígena chamada Cenos, humanos, com cerca de 8 pés de altura com múltiplos corações.

De acordo com mãos, essas criaturas eram incrivelmente fortes, não precisavam dormir, não adoeceram e tiveram uma vida útil de cerca de 120 anos. Eles têm crânios e peles ALONGADOS com poros enormes (yikes). Esses seres misteriosos são descritos como alienígenas espaciais com "trajes espaciais cinza" e "capacetes cinza". Essas criaturas estranhas viajam em naves espaciais que são uma reminiscência de um cinto de fiação gigante gravado.

Veja o vídeo:


(Fonte)
 
Loading...

quinta-feira, 1 de fevereiro de 2018

Teria Nikola Tesla e outros cientistas captado mensagens de alienígenas?

Não é segredo que várias invenções de Nikola Tesla foram atribuídas a outros ‘inventores’, dentre elas o rádio e a primeira máquina capaz de procurar por extraterrestres. O FBI confiscou os documentos de Tesla, inclusive numerosas invenções que eram muito avançadas para a época dele, possivelmente tecnologia secreta, inclusive uma versão do famoso transmissor sem fio que podia enviar sinais de rádio focados em pontos distantes de nosso sistema solar. Embora a engenhosidade de Tesla seja indiscutível, algumas pessoas questionam se a sua mente delirava.

A verdade é que, por toda a sua vida, Tesla estava interessado no desenvolvimento de tecnologias para contactar a inteligência extraterrestre, e ele acreditava que tinha detectado um sinal alienígena, em pelo menos uma ocasião. Desde 1896, Tesla acreditava que uma versão de seu famoso transmissor sem fio poderia ser utilizado para contatar seres extraterrestres em outros planetas. No verão de 1899, enquanto trabalhava em seu laboratório em Colorado Springs (EUA), Tesla acreditou ter observado uma série de códigos numéricos nos sinais vindos do cosmos, os quais ele interpretou como sinais de inteligência, originários de dentro de nosso sistema solar. Mas seria possível que Tesla de fato recebeu uma mensagem alienígena? Se for verdade, de onde teria vindo? A Cruz Vermelha pediu a Tesla para predizer o maior feito que o homem poderia atingir no próximo século. A carta abaixo foi sua resposta.

Uma carta escrita por Nikola Tesla.
Tradução:
À Cruz Vermelha dos EUA, Cidade de Nova Iorque.
O retrospecto é glorioso, o prospecto é inspirador: Muito poderia ser dito de ambos. Mas uma ideia domina a minha mente. Esta – minha melhor, minha estimada – é para a sua causa nobre.
Tenho observado ações elétricas, as quais têm aparecido inexplicavelmente. Embora tenham sido fracas e incertas, elas têm me dado uma convicção profunda e presciência, que em breve todos os seres humanos deste globo, como um, voltarão seus olhos ao firmamento acima, com o sentimento de amor e reverência, empolgados pelas alegres notícias:
“Irmãos! Recebemos uma mensagem de outro mundo, desconhecido e remoto. Ela diz: um… dois… três…”
Natal de 1900
Nikola Tesla
Curiosamente, Tesla não foi o único que acreditava ter recebido mensagens de seres de outro mundo. Marconi, referido pela história como o inventor do rádio, embora Tesla tenha patenteado a invenção alguns anos mais cedo do que Marconi, também recebeu “mensagens” de outros planetas, mas as mensagens de Marconi foram descartadas com simples interferência. O caso de Tesla foi mais complexo.
Em 1937, Nikola Tesla anunciou:
“Tenho dedicado muito do meu tempo durante o ano passado para aperfeiçoar um novo aparelho pequeno e compacto, pelo qual a energia, em consideráveis quantidades, pode agora ser apontada para o espaço interestelar, a qualquer distância, sem a menor dispersão.” (New York Times, Domingo, 11 de julho de 1937.)
Interessantemente, na década de 1970, L.G. Lawrence (gerente de campo para o Instituto Ecola) revelou uma possível comunicação com seres extraterrestres:
“Em 29 de outubro de 1971… enquanto estava conduzindo experimentos com os RBS [sigla em inglês para Sensores Biológicos Remotos], no Condado de Riverside, Califórnia, o transdutor complexo orgânico de nossa instrumentação de campo interceptou uma sequência de sinais de comunicação, aparentemente inteligente (espaços apertados e intervalos de pulsos discretos), enquanto acidentalmente permitido de permanecer apontado para a constelação de Ursa maior, durante um curto período de descanso. O fenômeno prevaleceu por mais de 33 minutos…
Um fenômeno praticamente similar foi observado em 10 de abril de 1972… Os sinais aparentes, além de parecerem cada vez mais fracos, parecem ter sido transmitidos em grandes intervalos, desde semanas a meses, possivelmente anos. Um fenômeno do tipo binário, fraco e coerente, foi notado durante o monitoramento aural… Intervalos entre sequências rápidas de pulsos abrangem de … 3 a 10 minutos…”
Na década de 1980, o engenheiro Greg Hodowanec confirmou sua própria teoria da Cosmologia Rhysmonica, enquanto experimentava com um Detector de Ondas de Gravidade (sigla em inglês – GWD), de seu próprio desenho.
Em 1988, Hodowanec declarou que:
“…Tais sinais estão sendo recebidos hoje com simples detectores de sinais modernos do tipo escalar… modulações coerentes estão sendo ‘escutadas’ na radiação de fundo [micro-ondas]. As modulações mais proeminentes possuem três pulsos (código S) levemente separadas em tempo, a la Tesla! Em ocasiões, códigos equivalentes a um E, N, A ou K, também são escutados, mas a resposta mais persistente é SE, SE, etc.
Qualquer detector de ruído do tipo l/ irá responder a esta modulação de fundo. Porém, o experimentador dever ter cuidado para não criar estas respostas a nível ‘local’ por suas ações próprias ou locais. Por exemplo, os detectores também irão responder às batidas de coração, ações da respiração, movimentos locais, bem como possíveis efeitos psíquicos. Os detectores são de fácil fabricação e os resultados são de fácil reprodução.“

(Fonte) 

Loading...

Custom Search