NerdTecnoGeek

Ciência, Tecnologia e Mistérios.

Física

A mais bela das Ciências.

Mistérios

Os Mistérios do mundo e do Universo apresentados aqui.

Eletrônica

Kits de projetos eletrônicos para todas as finalidades.

loading...

quinta-feira, 17 de maio de 2018

Enorme explosão no espaço envia uma onda de choque em direção ao Sol

Grande explosão em nosso Sistema Solário envia uma enorme onda de choque em direção ao Sol e à Terra. via Stereo NASA.
Existem dois observatórios com base no espaço – um à frente da órbita da Terra ao redor do Sol, o outro atrás – para capturar a estrutura e a evolução das tempestades solares à medida que explodem a partir do Sol e saem pelo espaço. Bem, um destes, o Stereo Ahead (o que está à frente da órbita), tem fotografando alguns fenômenos astrais incomuns. Em 7 de maio de 2018, uma enorme explosão seguida por uma onda de choque sem precedentes foi capturada pelas câmeras do observatório espacial, como se algum tipo de planeta tivesse explodido.

A partir de 7 de maio, imagens de satélite mostram claramente uma onda de choque gigante sendo expelida de uma forte explosão e continuando a se espalhar pelo sistema solar, antes de chegar ao nosso Sol em 11 de maio de 2017.

Então o que explodiu em nosso sistema solar com tal violência? Um enorme impacto de asteroides? Algum tipo de meteoro cometa impactando um planeta? Ou talvez uma nave alienígena sendo destruída antes de se aproximar do nosso Planeta?

Neste vídeo, o Sol está localizado no lado esquerdo do quadro. Simplificando, a ejeção solar não tem nada a ver com isso. O tamanho do evento é enorme e só pode ser produzido por uma explosão colossal.


E agora, e a Terra? Essa onda massiva ainda está viajando em nossa direção? Este evento espacial é realmente extraordinário!
(Fonte)
 
Loading...

quinta-feira, 10 de maio de 2018

Fenômeno atmosférico, como plasma em movimento, ocorre sobre cidade dos EUA


Um estranho fenômeno atmosférico ocorreu na cidade de Raytown, estado do Missouri, nos EUA, deixando as pessoas curiosas pelo que poderia causar tal manifestação.

A hipótese científica para este fenômeno ainda não foi totalmente comprovada, mas dizem os cientistas que uma descarga de raio pode temporariamente mudar o campo elétrico acima da nuvem onde os cristais de gelo carregados estão refletindo a luz solar. O novo campo elétrico rapidamente reorienta os cristais geométricos que refletem a luz solar de maneira diferente.
Seja lá o que for que cause isto, realmente deve ser algo impressionante de se ver em pessoa:

E este é mais um fenômeno atmosférico diferenciado, entre muitos que parecem estar ocorrendo pelo mundo afora. Essas ocorrências recentes dão margem para as pessoas falarem que alguma mudança em nossa atmosfera pode estar favorecendo estas manifestações.
(Fonte)


Loading...

As pessoas sombra – Seres interdimensionais que estão sendo vistos por muitos


Você já viu uma figura escura com o canto do seu olho, mas quando olhou para ver quem era, a figura desapareceu de repente?
Muitas pessoas em todo o mundo têm visto isso – mais pessoas estão falando sobre ver pessoas sombra e estão se perguntando quem são e qual é o propósito delas no planeta Terra!
As pessoas sombra são comumente relatadas como sendo vistas através da visão periférica e, embora você possa sentir que alguma coisa estava lá, elas desaparecem ou se afastam rapidamente de você no momento em que você virar sua cabeça – Como mencionado acima, muitas pessoas explicaram que podiam ver uma foram humanoide escura no canto dos olhos, mas logo que olharam, não havia nada lá!

Seres Interdimensionais
O saudoso Art Bell, da série de rádio Coast to Coast AM, uma vez entrevistou Harley SwiftDeer Reagan, também referido como ‘Thunder Strikes‘ nesta sessão de entrevista em particular.
Thunder tinha feito uma afirmação bastante controversa de que as pessoas sombra são realmente seres dimensionais paralelos que foram registrados pela primeira vez pelos povos indígenas em 1153 A.C.
Foi mencionado na entrevista de ‘Thunder’ que houve algum tipo de despertar entre 1980 a 2000 e início em 2001, começou ‘The Quickening‘, (algo como “A Aceleração”, ou “O Despertar”), em que os eventos e o tempo pareciam acelerar dramaticamente. Ao mesmo tempo que tudo isso estava ocorrendo, as pessoas sombras estavam se tornando visíveis à medida que as frequências aumentavam, entrando em nossa dimensão.

Thunder fez uma afirmação bastante notável na época e disse que essas pessoas sombras, a quem ele chama, ‘seres inorgânicos’ vivem em uma dimensão paralela e são conhecidos por se alimentar de nossa descarga emocional de energia junto ao caos. Observou-se que, em essência, essas pessoas sombras são como vampiros de energia.
Muitas pessoas ao redor do mundo declararam que essas pessoas sombra parecem usar algum tipo de capa como vestuário. Alguns relataram essas figuras como tendo estatura alta e outros disseram que viram pequenas figuras sombrias com olhos vermelhos penetrantes!

Estado mental?
Já foi dito antes que essas figuras sombrias são puramente causadas pelo estado mental de um indivíduo, e que a ansiedade e o estresse poderiam ter causado uma mente hiperativa, que criou essas ‘figuras sombrias’. Outras áreas que foram culpadas por esses avistamentos são; paralisia do sono, ilusões ou alucinações provocadas por circunstâncias fisiológicas ou psicológicas, uso de drogas ou efeitos colaterais da medicação e a interação de agentes externos no corpo humano. Um outro motivo que ainda poderia estar por trás desta ilusão é a privação do sono, o que pode levar a alucinações – seria interessante falar com outras pessoas que encontraram essas pessoas sombra, para ver se tiveram alguma dessas ‘questões’ mencionadas. Possivelmente, a maioria não!

Falando com as sombras
Você pode se sentir muito sozinho e preocupado uma vez que viu uma dessas figuras sombrias, pois não é algo que você pode falar livremente em público, infelizmente! Este bizarro mas assustador breve encontro pode fazer com que uma pessoa sinta que está ficando louca, mas você não está, e é só mais um dos muitos que estão tendo esses encontros.
A grande questão é: você pode falar com essas pessoas sombra e ver o que elas querem? infelizmente, no momento parece que não, pois elas não tendem a permanecerem uma vez que são vistas. Além disso, se esses seres são de outra dimensão, então, neste momento, será impossível interagir com eles – isso pode mudar em breve se decifrarmos exatamente o que está acontecendo em todo o mundo e quem são essas pessoas sombra.
É importante que você fale com os outros ao seu redor sobre o seu encontro, talvez nos fóruns, etc… Pode confiar, você não está sozinho…

…Outro fator interessante sobre esses avistamentos é que os animais aparentemente são capazes de ver e sentir esses possíveis visitantes interdimensionais também – então, se você já viu seu animal de estimação olhando contra uma parede com ansiedade, isso pode significar que seus amigos sombrios estão de volta, mas talvez apenas não visível para você desta vez!
(Fonte)

Loading...

Renas russas apresentam comportamento estranho, e ninguém sabe o porquê


Renas entram num hipnótico e ninguém sabe o porquê. O estranho comportamento dos animais, que formaram três grandes círculos em constante movimento, foi gravado na península russa de Kola.
O Museu de Antropologia e Etnografia Pedro o Grande, conhecido como o Kunstkamera e localizado na cidade russa São Petersburgo, publicou um vídeo perturbador que mostra como várias manadas de cervos se movendo e ao mesmo tempo girando.
As imagens foram partilhadas no Facebook por Andréi Golovniov, que liderou a expedição, durante o qual eles gravaram o comportamento incomum dos animais.

Explicar a razão para este ‘transe hipnótico’ tem sido um verdadeiro quebra-cabeças. Alguns usuários dizem que é porque instinto leva-os a estar em constante movimento para se aquecer. Será?


(Fonte)


Loading...

Efeito Gorila Cósmico pode impedir que vejamos sinais de ETs

Aqui não há gorila. Dentro da cratera Occator, em Ceres, há uma estrutura que parece um quadrado dentro de um triângulo - algo que os cientistas dizem ser "impossível".[Imagem: NASA/JPL-Caltech]

Inteligências não-terrestres
Um dos problemas que há muito tempo intriga os especialistas em cosmologia é como detectar possíveis sinais de vida extraterrestre: Será que estamos realmente olhando na direção certa?
Talvez não, de acordo com Gabriel de la Torre e Manuel Garcia, da Universidade de Cádiz, na Espanha.


"Quando pensamos em outros seres inteligentes, tendemos a vê-los a partir da nossa peneira perceptiva e de consciência; no entanto, estamos limitados pela nossa visão sui generis do mundo, e é difícil admiti-lo," disse Gabriel.


Para começar, a dupla prefere evitar os termos "extraterrestres" ou "alienígenas" por suas conotações hollywoodianas. Eles preferem usar um termo mais genérico: "não-terrestres".
A seguir, eles propõem que nossa própria neurofisiologia, psicologia e consciência podem desempenhar um papel importante na busca por civilizações não-terrestres - um aspecto que consideram ter sido negligenciado até agora.


"O que estamos tentando fazer com essa diferenciação é contemplar outras possibilidades. Por exemplo, seres de dimensões que nossa mente não consegue apreender; ou inteligências baseadas nas formas escuras de matéria ou energia, que compõem quase 95% do Universo e que estamos apenas começando a vislumbrar. Existe até a possibilidade de que outros universos existam, como os textos de Stephen Hawking e outros cientistas indicam," contextualiza Gabriel.
 

Efeito gorila cósmico
Para demonstrar sua teoria, os pesquisadores foram buscar inspiração em um experimento bem conhecido, que apresenta jovens brincando com uma bola e pede que o observador se concentre em contar os passes - concentrada na contagem dos passes, a maioria das pessoas não percebe quando um personagem cruza o palco vestido de gorila.

Para ver se algo semelhante poderia estar acontecendo conosco quando tentamos descobrir sinais inteligentes não-terrestres, os dois pesquisadores fizeram um experimento com 137 pessoas, que tinham que distinguir fotografias aéreas com estruturas artificiais (prédios, estradas, etc.) de outras com elementos naturais (montanhas, rios, etc.). Em uma das imagens, um pequeno personagem disfarçado de gorila foi inserido para ver se os participantes percebiam.


Os resultados mostraram o mesmo efeito gorila: o personagem inesperado passou despercebido. Vale dizer, se ali houvesse um ET de um tipo totalmente inesperado, poucos o teriam visto.
"Além disso, nossa surpresa foi maior porque, antes de fazer o teste para ver a cegueira não-intencional, avaliamos os participantes com uma série de perguntas para determinar seu estilo cognitivo (se eles eram mais intuitivos ou racionais), e acontece que os indivíduos intuitivos identificaram o gorila na nossa foto mais vezes do que os mais racionais e metódicos.
"Se transferirmos isso para o problema da busca por outras inteligências, não-terrestres, surge a questão sobre se nossa estratégia atual pode resultar em não percebermos o gorila. Nossa concepção tradicional de espaço é limitada pelo nosso cérebro, e podemos ter os sinais lá em cima e sermos incapazes de vê-los. Talvez não estejamos olhando na direção certa,"
disse Gabriel.

Ao olhar pela primeira vez para esta foto, você conseguiu ver o gorila? Observadores mais intuitivos têm mais probabilidade de vê-lo do que observadores mais racionais e metódicos - exatamente o contrário do que as teorias geralmente assumem. [Imagem: Adaptado/NASA]
Vendo onde não há e não vendo onde há
Outro exemplo apresentado no artigo da dupla é uma estrutura aparentemente geométrica que pode ser vista nas imagens de Occator, uma cratera do planeta anão Ceres famosa por seus pontos brilhantes.
"Nossa mente estruturada nos diz que essa estrutura parece um triângulo com um quadrado dentro, algo que teoricamente não é possível em Ceres, mas talvez nós estejamos vendo coisas onde não há nada, o que na psicologia se chama pareidolia," disse Gabriel.


Um exemplo similar seriam as formações de Marte, que continuam sendo atribuídas pela maioria dos cientistas a correntes de água, embora vários estudos científicos tenham demonstrado que vento e areia explicam bem todas elas, eliminando o conhecido "paradoxo da água de Marte".
Será que simplesmente queremos ver os sinais de água por estamos acostumados com eles? Estariam os cientistas sendo vítimas do seu próprio remédio?


Os dois neuropsicólogos apontam outra possibilidade: "O oposto também pode ser verdade. Podemos ter o sinal à nossa frente e não percebê-lo ou sermos incapazes de identificá-lo. Se isso acontecesse, seria um exemplo do gorila cósmico. Na verdade, pode já ter acontecido no passado ou pode estar acontecendo exatamente agora."


(Fonte)


Loading...

Custom Search