Mistérios...

Os mistérios mais intrigantes que ocorrem no mundo.

Ciência...

A evolução científica mostrada aqui.

Tecnologia

A evuloção tecnológica apresentada.

Blog dedicado a Ciência, Tecnologia e Mistérios dizendo ao mundo o que todos devem saber.

loading...
Mostrando postagens com marcador Ovni. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Ovni. Mostrar todas as postagens

sábado, 28 de março de 2020

OVNI “lança flashes de luzes” sobre as pessoas


OVNI “lança flashes de luzes”; No sábado, 1º de fevereiro de 2020, os participantes da “Vigília OVNI” de um programa de rádio, testemunharam uma luz poderosa e misteriosa que iluminou o céu por alguns segundos.

Testemunhos de 200 pessoas


Tudo foi gravado em uma transmissão ao vivo. No vídeo, que dura vários minutos, pode-se ver luzes e brilhos estranhos no céu de Chilca, um lugar enigmático onde muitos garantem que OVNIs podem ser vistos.

Consequentemente, o programa “Jornada para outra dimensão” da Radio Capital (Peru), apresentado pelo especialista em ufologia Anthony Choy, fez com que esta vigília de OVNIs, conseguisse produzir cerca de 200 testemunhas.

Gravação ao vivo

A vigília foi realizada no distrito de Chilca, perto de Lima no Peru. A equipe do programa Radio Capital chegou para realizar a transmissão ao vivo. Foi durante o programa que Anthony Choy e os participantes do local testemunharam o que seria um avistamento coletivo de um OVNI nos céus de Chilca.

No vídeo compartilhado no YouTube e nas redes sociais, há uma estranha e poderosa luz branca emitida por um OVNI (objeto voador não identificado) que aparentemente flutuava acima do mar de Chilca.

OVNI “lança flashes de luzes”


Segundo Choy, foi às 22h43 aproximadamente que uma luz em forma de losango apareceu na altura do Cerro Yaya (em Chilca).

O mais incrível aconteceu quando o objeto começou a emitir vários flashes que causaram o espanto dos espectadores do local.


Testemunhos e gravação ao vivo

Da mesma forma, as pessoas presentes à vigília também apontaram seus lasers para o objeto, que parecia responder com flashes incríveis que iluminavam todo o lugar escuro.

As testemunhas ficaram estarrecidas


Durante a transmissão ao vivo, Anthony Choy e seus convidados tentaram encontrar respostas para o que aconteceu. Por outro lado, os espectadores ainda estavam impressionados com o que haviam testemunhado, mas sempre mantendo a tranquilidade.

Ao contrário de outros vídeos que circulam na Internet, esse avistamento de OVNIs não só pôde ser gravado com câmeras de alta definição, mas também foi transmitido ao vivo e diretamente por um meio de TV.

Vídeo na Internet


Consequentemente, não apenas as testemunhas do avistamento, mas também as pessoas que assistiram o vídeo pela Internet, acreditam que podem ser seres extraterrestres.

Por outro lado, outras pessoas acharam que seria a luz de uma lanterna muito poderosa, usada por pescadores ou barcos na área.

Drone LED Light


Há até quem diga que os flashes seriam produzidos por um ‘Drone LED Light’, que emite uma luz muito poderosa enquanto viaja pelos céus.

Seja como for, devemos ter em mente que Chilca, o local onde ocorreu esse avistamento, é conhecido por ser uma “zona de OVNI” . E você? Acha que é uma nave extraterrestre
Fonte

quarta-feira, 25 de março de 2020

OVNI é filmado cruzando o céu de Brasília


Administrador de empresa filma OVNI cruzando o céu de Brasília em altíssima velocidade.

Atenção: A sigla OVNI (Objeto Voador Não Identificado) não significa necessariamente “nave alienígena”, podendo também ser um objeto de origem humana ou natural. Também vale informar que vídeos de OVNIs podem ser forjados em software. O NTG não certifica a autenticidade da informação mostrada abaixo.

Um administrador de empresa de nome Victor filmou um objeto voador não identificado (OVNI) a partir da varanda de seu apartamento em Brasília.
Aparentemente, pelo que pode-se presumir da reportagem, o objeto primeiramente estava estacionário no céu e piscando. Após, em outro seguimento de vídeo, a testemunha consegue filma-lo se deslocando em altíssima velocidade.
Veja abaixo a vídeo reportagem do caso, onde o ufólogo Thiago Luiz Ticchetti explica o ocorrido:



   Como o próprio Thiago Luiz Ticchetti explica no vídeo, a sigla OVNI não significa necessariamente uma nave alienígena. Trata-se simplesmente de um objeto que foi visto no céu, mas não pôde ser identificado.
   Contudo, o comportamento do objeto é muito intrigante e nos coloca a pensar sobre o que ele poderia ter sido. Infelizmente, a qualidade do vídeo é muito pobre para fazer tal análise.
   A maioria das pessoas dizem que nunca viram nada, mas eu pergunto, "Você na rua costuma andar olhando para o céu? não? então como você quer ver algo?"
Fonte 

Loading...

Novo tipo de lentes detecta "Entidades" invisíveis para os seres humanos




USANDO NOVOS TIPOS DE LENTES TERIAM DITO QUE AGORA PODE-SE VER "ENTIDADES" OU "ANOMALIAS" NO ESPAÇO  E NOSSO AMBIENTE TERRESTRE.

yournewswire.com | Segundo os cientistas da Thunder Energies Corp, essas entidades estão sendo detectadas principalmente em torno de instalações militares e sítios industriais.

Bb-tv.com relatórios:
A Thunder Energies Corp (TNRG: OTC) detectou recentemente entidades invisíveis em nosso ambiente terrestre com o revolucionário telescópio Santilli com lentes côncavas (marca registrada e patente pendente de Thunder Energies).
A Thunder Energies Corporation apresentou anteriormente confirmações da existência aparente de galáxias de antimatéria, asteroides de antimatéria e raios cósmicos de antimatéria detectados em testes anteriores. Nesta novidade, Thunder Energies apresenta evidências da existência de Entidades Invisíveis Terrestres (ITE) do tipo escuro e brilhante.

"Esta é uma descoberta emocionante. Não sabemos quais são essas entidades; Eles são completamente invisíveis para nossos olhos, nossos binóculos ou telescópios Galileo tradicionais, mas esses objetos são totalmente visíveis em câmeras anexadas ao nosso telescópio Santilli ", afirmou o Dr. Ruggero Santilli, CEO da Thunder Energies Corp.

Informações técnicas podem ser obtidas no documento científico RM Santilli, "Detecção aparente através de novos telescópios com lentes côncavas de outras entidades terrestres invisíveis (ITE)", American Journal of Modern Physics (na imprensa).

Loading...

terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Estrutura alienígena fotografada em Mercúrio. Esta é a prova de bases extraterrestres no sistema solar!


A perspectiva da vida em Mercúrio parece impossível para os seres humanos, considerando que é o planeta mais próximo do sol e tem temperaturas no solo variando de -173C à noite para 427C durante o dia. No entanto, isso não impediu alguns caçadores de alienígenas, que acreditam ter identificado uma estrutura alienígena no pequeno planeta que tem um diâmetro de apenas 38% da Terra. A alegada estrutura é longa e preta e semelhante à de um hangar de aeroporto.


Isso levou alguns teóricos da conspiração à conclusão de que é uma base de algum tipo, e os extraterrestres estão usando isso para estratégias de defesa ou monitoramento. O famoso caçador de OVNIs Scott C Waring acredita que este é um teste "100%" dos alienígenas. Não é apenas a prova de ET, mas ScottWaring diz que esses alienígenas provavelmente estarão envolvidos em algum tipo de guerra interplanetária.
"Quanto mais clara e focada a estrutura, maior a altura. Quem precisa de drogas quando você tem uma realidade tão extraordinária ao seu redor? Ninguém pode esconder a verdade em cem por cento, e aqui está a prova disso. Eu descobri uma longa estrutura negra em uma cratera no planeta Mercúrio. Essa estrutura é preta não reflexiva - talvez uma capa preta furtiva provavelmente não reflita o radar e, portanto, não se destaca.
Veja, até os alienígenas têm inimigos. Eles não escondem estruturas da humanidade, eles os escondem de outras espécies alienígenas que poderiam atacá-los. Há também raças alienígenas hostis no espaço ".
No entanto, os céticos e a NASA diriam que resultados semelhantes são apenas os efeitos da pareidolia - um fenômeno psicológico quando o cérebro engana os olhos para ver objetos ou formas familiares em padrões ou tramas como uma superfície rochosa. Isso significaria que a "base" mercuriana é na verdade apenas uma série de rochas. Obviamente, os especialistas em OVNIs estão convencidos de que os postos espaciais extraterrestres estão presentes no sistema solar e as propriedades estão lá. Mas a NASA silencia tudo!

(Fonte)

Loading...

quinta-feira, 16 de agosto de 2018

Caçador de tesouros do Discovery Channel diz ter encontrado nave alienígena no Triângulo das Bermudas

Um caçador de tesouros fez uma surpreendente e ‘inexplicável’ descoberta nas profundezas do Triângulo das Bermudas, a qual ele acredita que poderia fornecer a primeira evidência de uma visita extraterrestre à Terra centenas de anos atrás.

O explorador Darrell Miklos está usando mapas secretos criados por seu amigo e famoso astronauta da NASA, Gordon Cooper (†), para encontrar naufrágios no Caribe.

Suas incríveis descobertas foram apresentadas ao longo de duas temporadas de documentários do Discovery Channel, chamada de Cooper’s Treasure (O Tesouro de Cooper). Mas nos últimos meses sua equipe tropeçou em algo que ele acredita que vai chocar o mundo.
Darrell Miklos e sua equipe descobriram o OSNI (Objeto Submerso Não Identificado) no Triângulo das Bermudas, perto das Bahamas. Foto: Discovery Channel

Usando mapas reunidos na década de 1960 por Cooper para identificar mais de 100 ‘anomalias’ magnéticas no Caribe, Miklos mergulhou em um local não revelado perto das Bahamas para investigar o que ele achava que poderia ser um antigo naufrágio.
Mas, em vez disso, o veterano caçador de tesouros encontrou uma estrutura bizarra como nunca havia visto.

Em uma entrevista exclusiva com DailyMail.com, Miklos, 55 anos, descreveu o que encontrou durante as filmagens do episódio 7 de Cooper’s Treasure e conta como ele e sua equipe querem trazer a ‘espaçonave alienígena’ à superfície.

O enorme Objeto Submerso Não Identificado (OSNI) tem 15 saliências de 90 metros de comprimento, sobressaindo de seu lado.
Em uma entrevista exclusiva ao DailyMail.com, Miklos, 55 anos, descreveu o que encontrou durante as filmagens do episódio 7 de Cooper’s Treasure e conta como ele e sua equipe querem trazer a ‘espaçonave alienígena’ à tona.
Ele se lembra:
Estávamos fazendo uma cena em que eu estava sentado em um submersível para tripulação de dois. Estávamos nas Bahamas e estávamos em uma trilha de um naufrágio inglês, de alguma forma relacionada a Sir Francis Drake.
Eu estava tentando identificar o material do naufrágio com base em uma das leituras de anomalias nas tabelas de Gordon, quando notei algo que sobressaiu, que me chocou. Foi uma formação diferente de tudo que eu já havia visto relacionado a material de naufrágio, era grande demais para isso.
Também foi algo completamente diferente de tudo o que vi que foi feito pela natureza.
Estruturas cilíndricas horizontais sobressaem deste grande domo no centro do local. Foto: Discovery Channel
É quase como se houvesse cinco braços saindo de um penhasco íngreme na parede e cada um deles é do tamanho de uma arma em um navio de guerra. Eles são enormes e então há cinco aqui e cinco ali, 15 no total.
Há formações idênticas em três áreas diferentes e elas não parecem feitas pela natureza, elas não parecem feitas pelo homem, certamente nada que eu já vi baseado na minha experiência e eu tenho anos de experiência em fazer isso. Nós identificamos vários tipos diferentes de materiais de naufrágios, isso não combina nem parece com nada disso.
A parte mais profunda do local  está a 300 metros abaixo da superfície, os mergulhadores tiveram que usar aparelhos respiratórios especiais e um submarino de última geração para acessá-lo.

Aqui, o que ele descreve como a seção saliente do OSNI. De acordo com os cientistas da equipe de Darrell, nenhum coral em qualquer parte do mundo poderia crescer naturalmente nessa formação, teria que haver uma estrutura subjacente para apoiar esse tipo de crescimento. Foto: Discovery Channel
O explorador também encontrou outras formações bizarras e inexplicáveis ​​ao redor do objeto principal, todas cobertas por um coral grosso que ele acredita ter centenas, senão milhares de anos de idade.

Encantado com a descoberta, quando voltou a bordo de seu navio, Miklos decidiu cavar ainda mais nos arquivos de Cooper para encontrar mais pistas.
Significativamente, o astronauta havia escrito ‘objeto não identificado’ no mapa da área, em vez de mencionar qualquer naufrágio histórico.
Miklos ainda disse:
Investiguei algumas das tabelas de Gordon, percebi que havia algo mais a que Gordon se referia.
Então, fez sentido para mim porque não foi identificado como um naufrágio … ele tinha que dizer que poderia ser algo de outro mundo.
Gordon acreditava em alienígenas. Ele acreditava que tínhamos visitantes de outros planetas e também acreditava que muitas dessas coisas caíram nessa parte específica do mundo.
Gordon Cooper pilotou com sucesso a nave Mercury-Atlas 9 Faith 7 ao redor do planeta 22 vezes, em 1963, pavimentando o caminho para os homens alcançarem a Lua. Ele foi um pioneiro que se tornou o primeiro americano a dormir no espaço e o primeiro a voar duas vezes. Ele também foi o primeiro americano televisionado do espaço.

Mas, além de pesquisar os limites da resistência humana, ele também foi acusado de uma missão secreta de espionagem enquanto estava em órbita.
Usando o equipamento especial de ‘detecção de longo alcance’, Cooper foi solicitado pelo governo dos EUA a procurar ‘ameaças nucleares’ – o que provavelmente significava submarinos russos ou mísseis nucleares.

Mas Miklos diz que Cooper – um ávido caçador de tesouros – também observou as posições dos naufrágios caribenhos enquanto conduzia essa missão de espionagem, e criou um mapa em seu retorno à Terra.

O caçador de naufrágios afirma que o amigo de longa data, Cooper, deu-lhe os mapas – que incluíam gráficos detalhados e coordenadas exatas – depois que ele foi diagnosticado com Parkinson e morreu em 2004 aos 77 anos.

Na primeira temporada do programa, Miklos e sua equipe usaram o mapa de Cooper para fazer uma descoberta notável no Caribe – uma âncora secular que se acredita ser de um dos navios de Cristóvão Colombo.

Os mapas de Cooper levaram Miklos a dezenas de outros naufrágios significativos no Caribe, no valor de milhões de dólares.
Mas com esta última descoberta, o californiano está consciente de ser rotulado como ‘louco’ por sair com alegações extraordinárias de que o mapa de Cooper poderia agora levá-lo a uma nave alienígena submersa no oceano.

É por isso que ele diz que quer permanecer ‘neutro’ até poder investigar o misterioso local ainda mais.
Miklos e a produtora de TV AMPLE Entertainment esperam agora que o Discovery Channel comissione uma terceira temporada de O Tesouro de Cooper, para que eles possam fazer exatamente isso.
Miklos disse:
Eu quero investigar isso. Eu quero ver o que é, porque pode ser feito pela natureza, apenas uma aberração da natureza, mas dada a sua colocação nesta parte específica do Caribe e dado o que Gordon me contou sobre visitantes de outro planeta e as coisas que vi, acho que vale a pena investigar.
Os fundadores da AMPLE Entertainment, Ari Mark e Phil Lott, que estão por detrás de Cooper’s Treasure, estão igualmente empolgados.
Mark disse ao DailyMail.com:
Nas duas primeiras temporadas, não entramos muito longe nos interesses OVNIs de Cooper e no que ele disse a Darrell sobre o que havia visto.
Eu sinto como se nem mesmo tivéssemos arranhado a superfície do que está nos arquivos de Cooper, mas é o que esperamos fazer em uma terceira temporada.
A conclusão é que Cooper detectou anomalias e são seus mapas que levaram Darrell a essa descoberta.
Cooper era uma fonte confiável de tesouros, então, baseado em suas descobertas, Darrell descobriu algo que não parece ser um naufrágio ou qualquer coisa que alguém já tenha visto.
Queremos descobrir exatamente o que isto é, e assim estabelecer se está de acordo com a crença de Cooper de que não estamos sozinhos.
Durante sua carreira pós-Nasa, Cooper, o ex-piloto da Força Aérea dos EUA tornou-se conhecido por sinceramente acreditar em OVNIs e disse que o governo dos EUA estava acobertando seu conhecimento de atividades extraterrestres.
Cooper disse durante um painel da ONU em 1985:
Acredito que estes veículos extraterrestres e suas tripulações estão visitando este planeta de outros planetas, que obviamente são um pouco mais avançados tecnicamente do que nós aqui na Terra.
Eu sinto que precisamos ter um programa coordenado de alto nível para coletar e analisar cientificamente dados de toda a Terra sobre qualquer tipo de encontro, e determinar a melhor forma de interagir com esses visitantes de maneira amigável.
Por muitos anos eu vivi com um segredo, um segredo imposto a todos os especialistas e astronautas. Agora posso revelar que todos os dias, nos EUA, nossos instrumentos de radar capturam objetos de forma e composição desconhecidos para nós.
Miklos disse que Cooper frequentemente lhe contava histórias de avistamentos de OVNIs e acreditava que muitos dos avanços tecnológicos do mundo haviam sido repassados ​​aos governos por mensageiros de planetas alienígenas.
Cooper até desenhou seu próprio ‘OVNI’ em miniatura baseado em um projeto alienígena que ele afirmava ter visto.
Mas quanto a Cooper ser um lunático de OVNIs, Miklos discorda veementemente. Ele o descreveu como um ‘amigo íntimo’ e ‘figura paterna’ que tinha a ‘mente sã’.
Miklos disse sobre Cooper:
Eu posso lhe dizer uma coisa, com certeza, havia muitos teóricos da conspiração e malucos de OVNI que ele [Cooper] não queria saber.
Só porque ele teve encontros reais com algo que ele não podia explicar e outros encontros para os quais ele tinha uma explicação, ele não ia fazer amizade com todos esses diferentes tipos de grupos.
Nos primeiros dias ele não iria ultrapassar os limites do que poderia revelar, por medo de ser morto (pelo governo) e que bem isso faria. Então ele se manteve calado; ele ficou muito quieto até mais tarde em sua vida.
O astronauta da missão Mercúrio, Gordon Cooper, disparou para o espaço em sua cápsula Faith 7 em 15 de maio de 1963.

Então o homem que eu conhecia não era um maluco, ele não estava alucinando e ele não estava inventando coisas para ganhar atenção, não era ele.
Ele realmente acreditava no que viu e tentava dizer isso de maneira a fazer as pessoas acreditarem, e ele sabia que, por causa de seu histórico na NASA como cientista de foguetes, ele era mais confiável do que a maioria.
No entanto, Cooper foi muitas vezes desacreditado por expressar suas crenças sobre atividades extraterrestres, mas Miklos acrescentou:
Tão sério quanto estou falando aqui agora com uma mente clara para você, é como ele era.
Ele era um indivíduo honesto e direto que só queria investigar e explorar as possibilidades do desconhecido, mesmo que isso significasse arriscar sua carreira profissional.

(Fonte)
Loading...

Seria esta a prova derradeira de uma base lunar alienígena?


Apertem os cintos para mais um fato controverso que acaba de atingir a Internet.
No vídeo abaixo mostra um membro da NASA com uma foto embaixo de seu braço, a qual teria edificações estranhas na superfície da Lua.
Bem, pelo menos isto é que alega a pessoa que postou o vídeo no YouTube, StephenHannardADGUK.
Veja o que ele escreveu abaixo de seu vídeo:
A NASA acidentalmente confirma aquilo que já sabíamos há muito tempo, de que realmente há estruturas na Lua.  Nesta foto tirada pela NASA Ames Research Center, podemos claramente ver duas possíveis estruturas; uma sendo um prédio de forma quadrada e a outra, à direita do prédio, parecendo com uma estrutura triangular, ou talvez uma ponte.  De qualquer forma ela está ‘arcada’.
Seria esta a prova absoluta de que a NASA está mentindo para o mundo?  As pessoas na foto são Anthony Colaprete (http://www.nasa.gov/centers/ames/research/2007/colaprete.html) e Karen Gundy-Burlet (http://women.nasa.gov/karen-gundy-burlet/)”,
Assista o vídeo postado, e mais abaixo acesse o link da foto em alta resolução:



Fonte do vídeo: StephenHannardADGUK


LINK ORIGINAL DA FOTO EM ALTA DEFINIÇÃO:  http://www.nasa.gov/centers/ames/images/content/393894main_ACD09-0220-089_ful…


É claro, logo teremos uma explicação “plausível” vinda da NASA sobre a foto.

(Fonte)
Loading...

Enorme triângulo é filmado no céu de Kansas City, nos EUA


Está ocorrendo por todo o mundo relatos de formações estranhas no céu, geralmente causadas por um fenômeno nas nuvens. Muitas dessas formações são descartadas pelos cientistas como sendo meras incidências naturais, mas o que dizer desta filmagem que foi obtida por uma testemunha nos Estados Unidos?
Um enorme triângulo foi filmado no céu da cidade de Kansas City, Missouri – EUA, no dia 8 de agosto passado, por volta das 18h.
A testemunha seguia em direção sul pela rodovia I-35 quando observou a anomalia no céu por aproximadamente 3 minutos.
De acordo com o site ufosightingspot, a testemunha declarou:
O que eu acho que é? Bem é algum tipo de recipiente físico que está ‘ocultado’ e está interagindo com a atmosfera para mostrar seu formato. Ou ainda algo que tinha uma grande forma triangular e passou pelas nuvens deixando uma ‘trilha’ ou ‘pegada’.
Nave invisível parada no céu, nave que passou entre as nuvens, ou formação natural?
O vídeo original, submetido à MUFON (caso 94009) pode ser visto clicando aqui.
Abaixo, uma produção do vídeo publicada na internet:


(Fonte)
Loading...

quarta-feira, 20 de junho de 2018

Pouso de OVNI teria sido mostrado pela TV russa em 1995


As imagens espetaculares aqui apresentadas foram transmitidas pela TV russa em outubro de 1995 e mostram o pouso de um OVNI que ocorreu no subúrbio de Ostankino, em Moscou.
Exibido na TV Tercermilenio, o investigador mexicano Carlos Clemente, apresenta a análise de uma enorme aeronave extraterrestre pousando à beira de uma rua no subúrbio de Moscou.

Nas três sequências de fotos, que devem fazer parte de um filme, você pode ver duas pessoas, presumivelmente do exército russo, que observam de perto o pouso da aeronave alienígena.
As investigações realizadas por pesquisadores ovnilógicos, tanto russos quanto europeus, falam de um disco voador que teria pousado após várias evoluções, evitando disparos de artilharia antiaérea russa.

Então, mais tarde, do mesmo OVNI emergiriam alguns seres luminosos com intenções ‘não-hostis’, mal interpretadas pelos militares soviéticos, que por sua vez teriam respondido disparando algumas rajadas de metralhadoras. Em resposta ao fogo soviético, do fuselagem alienígena teriam sido emitidos impulsos de energia que teriam desativado as armas dos militares russos.

A partir da análise realizada na sequência de imagens, o pesquisador Carlo Clemente descreve o objeto discóide, envolto por um campo de energia e com um diâmetro de cerca de 15 a 20 metros. O mesmo Carlos Clemente, compara as imagens da TV Ostankino com o caso de Cotulla (Texas), onde na noite de 5 de julho de 2012, uma web cam de vigilância de um condomínio privado localizado na área de Eagle Ford, registrou o pouso de um OVNI.
Veja abaixo a sequência de foto:



(Fonte)


Loading...

segunda-feira, 18 de junho de 2018

Algo se moveu no solo marciano perto do jipe-sonda Curiosity


Em 13 de junho, a agência espacial publicou uma nova série de imagens de Marte obtidas pelo jipe-sonda Curiosity.
Nestas fotos, tiradas do mesmo local em tempos diferentes, parecem mostrar algo se movendo pela superfície.
Veja abaixo as duas fotos em questão:
Fotos da mesma área parecem indicar que algo passou próximo do jipe-sonda Curiosity.
A anomalia foi descoberta pelo canal do YouTube secureteam10, que embora exagere em muitos de seus vídeos, é incontestável o fato de que essas fotos mostram algo anômalo, pois elas podem ser vistas diretamente no site da NASA:
Foto de Marte 1: https://go.nasa.gov/2t9FD8l
Foto de Marte 2: https://go.nasa.gov/2JElhyX
Aquele canal do YouTube também alertou quanto ao fato de que, quando a foto é tratada, o objeto

Estaria este objeto misterioso projetando uma sombra na superfície de Marte?
Embora neste momento uma enorme tempestade de poeira esteja ocorrendo em Marte Curiosity, mas sim do Opportunity. Será que os ventos da tempestade já chegaram perto do Curiosity, que está no praticamente no outro lado do globo marciano, causando assim o que se vê nas fotos?
Certamente esta será a explicação da NASA.
(Fonte)

Loading...

Suposto ET de Roswell teria vazado em vídeo na Deep Web


Um vídeo, alegadamente vazado da Deep Web, parece mostrar militares transportando, em uma maca, um alienígena aparentemente do tipo Alfa (cinzento ou gray). O vídeo parece ter sido feito através da captura de uma apresentação militar em retroprojetor.
Ex-agente da CIA, Chase Brandon, disse que eram ETs em Roswell

Como podemos ver, o vídeo parece ser muito antigo e remontar à época do incidente de Roswell, em 1947, quando militares dos Estados Unidos teriam capturado seres alienígenas que teriam se acidentado no Novo México. Lembro que um agente do FBI, Chase Brandon, já confirmou que o caso é real. Gostaria de ler a sua opinião sobre o vídeo abaixo.

 
  
(Fonte)


Loading...

segunda-feira, 11 de junho de 2018

Novos documentos do Majestic-12 comprovam contatos dos EUA com Ets

Um novo vazamento de documentos sobre o secreto grupo MAJESTIC-12 foi lançado em 14 de junho, que descreve uma variedade de encontros extraterrestres relacionados com a humanidade. Este documento inclui alegações de quea  transmissão pioneira de rádio de Nikola Tesla para o espaço exterior no fim dos anos 1800 alertou os extraterrestres distantes para a existência da humanidade, o que levou a eles a viajarem até o nosso planeta, e mais tarde o presidente Eisenhower estabelecer relações diplomáticas completas com esses extraterrestres visitantes então em 1954.



Novo documento do secreto GRUPO MAJESTIC-12 REVELA as relações diplomáticas dos EUA com seres extraterrestres
O documento de 47 páginas está sendo revisado por uma série de pesquisadores para a autenticação dos mesmos, mas a conclusão preliminar do veterano pesquisador Stanton Friedman (um físico nuclear) é de que não há provas de falsificação de acordo com Heather Wade, apresentadora do programa de rádio Midnight in the Desert. 


Heather Wade recebeu os documentos na noite do dia 13 de uma fonte confiável. Ela imediatamente fez Stanton Friedman dar uma olhada nesses documentos que disse: “Nunca vi nada assim, esta é uma nova informação MJ=12”. Stanton Friedman continuará examinando esses documentos para sua autenticidade, mas até este momento não podemos encontrar nenhum evidência de falsificação.

Da mesma forma, o Dr. Robert Wood, outro importante pesquisador de documentos sobre o grupo Majestic-12, também compartilhou sua visão preliminar em um e-mail de que os “selos, marcas, estilo, conteúdo, nomes” parecem ser genuínos. Os documentos foram enviados por uma fonte de denúncia anônima para Wade, que revelou sua existência durante seu show de 14 de junho, juntamente com detalhes sobre os antecedentes do documento. Wade afirma que o denunciante é conhecido por ela e é uma fonte confiável, mas que ela não vai liberar a identidade da pessoa.

Informações adicionais foram fornecidas a Linda Moulton Howe em Earthfiles.com de que existe, de fato, duas fontes, ambas são militares aposentados. Wade planeja entrevistar Howe e outros pesquisadores UFO-OVNI para ajudar a verificar a legitimidade e significado dos documentos.
Enquanto isso, os leitores são encorajados a ler o conteúdo por si mesmos, que Wade disponibilizou gratuitamente AQUI em seu site. O que se segue é uma descrição dos pontos-chave do documento e da importância deles. Uma análise extensiva do documento será fornecida na parte 2 desta matéria a ser publicada.

De acordo com uma página de rosto, os documentos são um “briefing preliminar” criado pelo Escritório de Contra-Inteligência da Agência de Inteligência de Defesa (DIA-Defense Intelligence Agency), em 8 de janeiro de 1989. O título completo do pacote de informações é “Assessment of the Situation/Statement of Position on UFO-Unidentified Flying Objects” (Avaliação da Situação / Demonstração de Posição sobre OVNIs), e é dirigido ao Gabinete do Presidente dos EUA. 
 
De acordo com a página de rosto, os documentos são um “briefing preliminar” criado pelo Escritório de Contra-Inteligência da Agência de Inteligência de Defesa (DIA-Defense Intelligence Agency), em 8 de janeiro de 1989.


O oficial de instruções é descrito como “MJ-1” que, com base em precedentes históricos, era o diretor da CIA. O Diretor da CIA na época do relatório de 1989 era William Webster, que atuou como Diretor de 26 de maio de 1987 a 31 de agosto de 1991. Anteriormente, foi Diretor do FBI a partir de 23 de fevereiro de 1978 antes de encabeçar a CIA sob o governo do presidente Reagan. 
 
O oficial de instruções é descrito como “MJ-1” que, com base em precedentes históricos, era o diretor da CIA.


Sua entrada na Wikipédia menciona que ele é a única pessoa que já ocupou esses dois cargos. O documento de instrução refere-se a existência de quatro grupos de visitantes extraterrestres-alienígenas que estão listados em ordem de importância para o nosso planeta e cita se eles são amigáveis ou não:
Existem quatro tipos básicos de EBEs (Extraterrestrial Biological Entity · E.B.E.) confirmados até agora. E eles estão listados aqui em ordem decrescente de suas influências em nosso planeta.
A. Os humanoides parecidos com os humanos da Terra. Existem muitas variações mais ou menos como nós temos nas raças do nosso planeta. A maioria destes seres são amigáveis e são a maior parte dos nossos contatos EBE. A maioria tem um alto grau de habilidade psíquica (telepatia) e todos utilizam ciência e engenharia de natureza muito avançada.
B. Humanoides pequenos ou “Greys”. Os Greys, assim chamados pela tonalidade de sua pele apresentada pela maior parte desse tipo, são uma espécie de drone. Não são diferentes das formigas ou abelhas trabalhadoras …. Eles estão principalmente sob o controle psíquico dos aliens de aparência humanoide (NT: e dos reptilianos de Draco) que os criaram como “animais de estimação” (ou como um tipo de escravo). Supondo que os Greys estão sob um controle benigno, eles são inofensivos.
C. EBE não-humanoides. Estes são de várias classes e vêm de mundos onde a morfologia dominante teve um curso evolutivo diferente. Muitos destes são perigosos não por intenções hostis organizadas, mas porque tais criaturas não consideram a vida humana como sagrada (NT: Não tem sentimentos e são cruéis) …. Até agora, o contato foi mínimo com apenas um punhado de encontros infelizes.
D. Entidades Transmórficas. De todas as formas de EBE estudadas até agora pela Grupo Majestic-12, estas são as mais difíceis de entender ou mesmo de descrever. Essencialmente, tais entidades não são “seres” ou “criaturas” materiais, físicas… eles existem em alguma dimensão ou plano, o que é dizer não em nosso espaço ou tempo (dimensão). Eles não usam dispositivos tecnológicos (como espaçonaves) ou viajam se deslocando pelo e no espaço …Essencialmente, essas entidades são compostas por energias espirituais puras. … Eles são (como dito por outros aliens EBEs) que são capazes de assumir qualquer forma física que “canalizem” sua energia … como a nossa matéria. 
 
Os restos da espaçonave resgatada no acidente próximo à ROSWELL

Como sugere a descrição acima, a maioria das interações extraterrestres são retratadas como amigáveis, particularmente aquelas que envolvem entidades de aparência humana. Eles se envolveram em uma série de interações não-hostis com a humanidade que remontam às transmissões pioneiras de rádio e energia de Nikola Tesla no final dos anos 1800. O documento de informação continua:
Em 1899, o cientista engenheiro elétrico iugoslavo, Nikola Tesla, mais conhecida pela sua introdução de corrente alternada à transmissão de energia elétrica e um dispositivo de laboratório que recebeu o nome dele (a bobina de Tesla) embarcou em uma série de pesquisas que tornaram este o século dos UFOs. Tesla havia sugerido que era possível transmitir diretamente energias elétricas puras a uma distância sem perda de energia e sem fios. Em 1899, e com … apoio financeiro governamental e privado (de J.P. Morgan), Tesla escolheu um local perto de Colorado Springs, no Colorado para realizar experiências maciças e nunca repetida …. O propósito de Tesla de reunir o campo magnético da Terra e usar a Terra como um enorme transmissor para enviar sinais para o espaço exterior na tentativa de entrar em contato com quem pudesse estar morando por perto da Terra.

Sem perceber, o uso do campo magnético do nosso planeta para dirigir as transmissões de rádio para o espaço criou uma arma de energia disruptiva – essencialmente a primeira arma de energia direcionada do mundo, mas a uma escala planetária! O efeito de se fazer isso naquele momento foi análogo ao desenvolvimento da viagem espacial Warp Drive na série fictícia Star Trek, e a partir desse evento a humanidade passou a entrar no radar Galáctico pela primeira vez para outros seres habitantes do universo. O documento explicativo descreve o que aconteceu como resultado das experiências de Tesla:

A inteligência extraterrestre (EI) tentou responder às suas transmissões em uma forma de código binário que rotineiramente utilizam para comunicações de longo alcance (evidentemente, essas energias atuam instantaneamente à distância e não se limitam à velocidade da luz) e pedem que ele cessasse o envio do seu sinal. Claro, Tesla não tinha como entender a mensagem que recebeu do espaço. Felizmente, a raiva dos moradores locais em Colorado Springs nos efeitos colaterais de sua pesquisa o forçou a encerrar as experiências no mesmo ano em que ele começou.
Significativamente, o documento de esclarecimento está reconhecendo que as comunicações foram instantâneas e que a velocidade da luz não é um limite absoluto, pelo menos para o tipo de comunicação usada pelos alienígenas (NT: e nem para as viagens interestelares e/ou intergalácticas).

Um Documento de 22 de março de 1950 afirma que a força aérea norte americana teria recuperado (recovered) três óvnis/UFOs, em ROSWELL, no estado do Novo México, cada um com três (GREYS) tripulantes, com cerca de 1 metro de altura, vestidos com uma roupa de tecido metálico. Link no FBI NA PÁGINA 34  AQUI

Criticamente, foram as experiências de Tesla, de acordo com o conteúdo do documento, que inaugurou a idade dos “discos voadores” moderna (NT: Porque os extraterrestres conhecem a existência da Terra muito antes do homem ter surgido em sua superfície) devido ao poderoso efeito de suas transmissões de energia que usaram o campo magnético da Terra:
Este, então, foi o início real da chamada “idade dos discos voadores” em nossos tempos. Como ficou claro que nossa civilização estava à beira de uma explosão de progresso técnico, os seres extraterrestres decidiram em um programa de longo prazo de contato cuidadosamente calculado e “aparentemente (para nós) aleatório” com o objetivo final de nos conscientizar nosso lugar na comunidade galáctica. Com o advento da Era Atômica, este programa foi escalado para incluir o contato diplomático eventual com muitos dos governos da Terra. A mesma encenação de abordagem de contato aparentemente “acidental” foi escolhida por seu baixo impacto psicológico na raça humana. Esta foi a situação no caso dos Estados Unidos da América (referente a Roswell e Aztec, arquivos do Novo México).

O documento de esclarecimento refere-se ao famoso caso da queda, UFO Crash de julho de 1944 em Roswell, e ao consequente mecanismo de segurança nacional criado e desenvolvido para investigar e manter um sistema secreto de contato com os seres extraterrestres. Enquanto o “acidente” de Roswell  é bem conhecido, o próximo caso descrito no documento não é. Houve um “aterrissagem controlada”(!!??!!) de um disco voador em 25 de março de 1948 em Azteca, também no Novo México, que é descrito no relatório vazado:
A aterrissagem controlada ocorreu em um pequeno desfiladeiro do deserto sobre a região de pastagem privada de uma fazenda local … há cerca de 12,2 milhas a nordeste de Aztec no estado do New Mexico. A espaçonave foi determinada como tendo 99,983 pés (30,40 metros) de diâmetro. Dentro da cabine superior … a equipe encontrou os corpos de dois (2) humanóides (Greys) pequenos com cerca de quatro pés (1,20 metros) de altura amarrados em assentos como aqueles em um cockpit de um caça à jato … Os extraterrestres (Greys) estavam mortos. 

O documento informa que os extraterrestres morreram por causa de um vazamento atmosférico do interior da espaçonave causado pelo impacto com uma falésia próxima. O relatório descreveu a descoberta de tubos criogênicos com corpos de aparência humana no nível inferior da espaçonave, quatro dos quais foram reanimados com sucesso:
Uma olhada mais atenta aos tubos selados que pareciam as portas dos secadores de roupas em uma lavanderia revelava que eles eram parte de uma forma complexa de sistema de refrigeração. Dois estavam vazios e doze continham os corpos do que pareciam ser adultos humanos e crianças pequenas, bem como bebês, todos congelados como se fossem preservados como espécimes …. Eventualmente, a equipe médica foi capaz de ressuscitar um homem humano semelhante aos da Terra, e três (3) crianças humanas semelhantes à Terra, todas em torno dos seis (6) meses de idade: dois homens e uma mulher. O resto dos bebês e mais um ser alienígena Grey, de pele cinza e de cabeça grande, pereceram.

O sobrevivente adulto, de acordo com o documento de esclarecimento, parecia humano, mas era claramente um extraterrestre que, embora de aparência completamente humana, tinha diferenças fisiológicas, que incluía dois fígados. O documento descreve como as negociações diplomáticas começaram com o extraterrestre adulto sobrevivente:
Depois de uma teleconferência precipitada com o presidente Harry Truman, foi explicado ao visitante que, se suas intenções se revelassem não hostis e ele cooperasse com troca de informações, ele receberia o status diplomático e logo seria repatriado para seu próprio povo e origem quando esse arranjo pudesse ser feito. Para isso, ele concordou prontamente, desde que ele não fosse convidado a distribuir quaisquer segredos científicos que pudessem alterar o curso do nosso desenvolvimento cultural (e principalmente TECNOLÓGICO) natural.

O que vem depois detalha as trocas diplomáticas de um ano entre o visitante extraterrestre e a administração Truman, antes de ele ser devolvido ao seu povo:
No total, o EBE resgatado em Aztec viveu sob nossa custódia protetora no complexo militar de Los Alamos por quase um ano completo, desde o final de abril de 1948 até março de 1949. Depois disso, ele foi seqüestrado em um cofre privado criado pela Inteligência do Exército … durante o qual quando ele se encontrou com o presidente e outros altos governos e administradores militares, antes de ser devolvido ao seu povo em agosto de 1949. Ele deu aos cientistas e investigadores militares uma grande quantidade de informações principalmente não-técnicas sobre sua civilização e seus motivos para estar na nossa Terra; um total de seiscentos e oitenta e três (683) páginas de transcrições foram feitas de conversas gravadas com ele. 


O documento informativo explica ainda como a tecnologia dada às autoridades militares dos EUA seria dada à União Soviética também pelos extraterrestres:
O extraterrestre EBE viu um pequeno prejuízo em nos permitir manter os restos de sua espaçonave para estudar sua tecnologia (para depois utilizá-la no desenvolvimento de programas espaciais secretos), já que ele sentiu que a nossa compreensão sobre a tecnologia só se desenvolveria gradualmente ao longo do tempo. Ele sugeriu que seu povo provavelmente deveria ter que “cair uma espaçonave” em condições semelhantes em alguma região da União Soviética – apenas pelo equilíbrio da situação planetária a serem mantidos e “você é convidado a levar isso para qualquer autoridade superior que você possa achar disposto a escutar você, se você não aprovar … “. 


Em 1948, os EUA e a URSS eram os únicos poderes nucleares conhecidos do mundo e os líderes dos dois blocos políticos (e antagônicos) mais poderosos do planeta, por isso faz sentido por que eles foram ajudados especificamente dessa maneira. Ainda mais surpreendente é o que os extraterrestres disseram sobre os bebês alienígenas encontrados dentro da sua espaçonave:
A equipe de cientistas da Terra foi informada de que os bebês humanos estavam destinados para o nosso mundo de qualquer modo e nós fomos convidados a mantê-los conosco. Em 21 de agosto de 1949, o alien EBE de Aztec foi devolvido a seu próprio povo, que vieram buscá-lo em uma espaçonave em um local de encontro situado ao sudoeste da Base da Força Aérea de Kirtland, … e foram feitos arranjos para uma futura reunião no mesmo local, para abrir relações diplomáticas.

Ao doar e deixar os três bebês extraterrestres de aparência humana às autoridades dos EUA, a intenção aparente era que os seres alienígenas fossem criados dentro da sociedade humana e no futuro ajudariam a estabelecer relações amigáveis entre os povos dos dois mundos. Presumivelmente, o mesmo aconteceu na URSS, pela simples questão de equilìbrio. Em 1989, quando o documento de instrução foi preparado, as crianças estrangeiras teriam mais de 40 anos de idade (hoje estariam com cerca de 70 anos – da Terra – de idade).

Um fato novo e surpreendente deve ser levantado, haveriam então seres alienígenas residentes nos EUA e na antiga URSS, que cresceram em nosso meio e seriam ou foram um fator para o final da Guerra Fria? O documento também revela que no ano de 1954, o presidente Eisenhower viajou para a Base da Força Aérea de Kirtland, onde estabeleceu relações diplomáticas completas com os extraterrestres de aparência humana:
O tratado diplomático anterior foi elaborado pelo diretor da operação Majestic-12 e um comitê conjunto de visitantes extraterrestres e representantes do Corpo Diplomático dos EUA, como uma declaração de intenção. O Tratado foi ratificado e assinado na Base da Força Aérea de Kirtland … em 18 de julho de 1954 pelo Presidente Dwight B. Eisenhower e um indivíduo em nome dos extraterrestres EBEs. 
 
William Webster, Ex diretor do FBI e da CIA


Conforme mencionado anteriormente, a autenticação das informações desse documento apenas começou, mas até agora os especialistas não viram nenhum sinal de fraude. O peso do significado deste documento é particularmente extraordinário porque um número de altos funcionários do governo, inclusive dois presidentes (Truman e Eisenhower) são nomeados. Se William Webster fosse MJ-1 no momento do briefing, isso também seria altamente significativo.

Atualmente ele é o Chairman of the Homeland Security Advisory Council (presidente do Conselho Consultivo de Segurança Interna) e está em posição de fazer o registro oficial sobre a autenticidade do documento vazado. O peso do significado deste documento é particularmente extraordinário porque um número dos mais altos funcionários, inclusive de dois presidentes (Trumam e Eisenhouwer) são citados. Se William Webster fosse MJ-1 no momento do briefing, isso seria altamente significativo.

Se Webster confirmar ou insinuar sua legitimidade e / ou seu envolvimento direto, isso terá (finalmente) um efeito poderoso sobre as perspectivas de divulgação oficial da existência e do contato com seres extraterrestres pelos EUA. Na segunda parte desta postagem, fornecerei uma análise exopolítica dos supostos conteúdos do documento MJ-12, como se compara à informação divulgada por uma série de informantes e insiders do programa espacial secreto e do seu potencial impacto nos eventos mundiais.
(Fonte)
 
Loading...

Vídeo impressionante de OVNI é comprovado como sendo autêntico


Captura de tela do OVNI considerado legítimo. Teóricos da conspiração em todo o mundo estão agora em estado de êxtase, já que a NASA, a principal agência espacial do mundo, confirmou a presença de matéria orgânica em Marte.

A presença de matéria orgânica e metano em Marte pode indicar a existência de antigas formas de vida alienígenas no planeta vermelho, eles disseram. E em outro desenvolvimento, o governo turco confirmou a autenticidade de um avistamento de OVNI que aconteceu em 2009.

O avistamento bizarro aparentemente aconteceu em 13 de maio de 2009, por volta das 2h20. O vídeo mostra um misterioso objeto voador pairando nos céus, e, curiosamente, dois alienígenas sentados no OVNI foram claramente visíveis na filmagem.
Alienígenas na cabine de controle? Foto: Captura de tela

Após o lançamento do vídeo, ele provocou um debate entre os pesquisadores de alienígenas e entusiastas de OVNIs. O Conselho de Pesquisa Científica e Tecnológica insistiu em estudar este vídeo para verificar sua autenticidade. Agora, depois de quase nove anos, o Conselho deixou claro que o objeto visto no vídeo não tinha raízes terrenas. O relatório de pesquisa também acrescentou que o vídeo não foi submetido a nenhum tipo de edição, o objeto presente no vídeo existe intacto como no registro original.
A agência governamental reportou:
Apesar de uma análise detalhada das imagens ter sido conduzida, isto pode ainda permanecer não identificado. Assim, outros objetos de referência precisam ser registrados no mesmo quadro com um objeto discutível e mais filmagens precisam ser feitas por nós mesmos com equipamentos especiais nos mesmos locais e condições.
Entre 2007 e 2009, vários incidentes com OVNIs ocorreram na Turquia, envolvendo 12 testemunhas oculares. Muitos fãs de OVNIs consideram os avistamentos na Turquia o avistamento alienígena mais autêntico que já aconteceu na história da humanidade.

Coletivamente chamado de incidente OVNI de Kumburgaz, os mistérios que cercam esses avistamentos ainda permanecem sem resposta.

(Fonte)
Loading...

quinta-feira, 26 de abril de 2018

Os Nazistas construíram bases em antigas ruínas na Lua e em Marte


Bem-vindos a ” Divulgação Cósmica”. Neste episódio, vamos abordar nos alemães nazistas que chegaram até Marte. No entanto, entre episódios, ocorreu-me que existem algumas perguntas realmente importantes não respondidas. Uma dessas perguntas é que temos ruínas na Lua, e que há também artefatos e ruínas em Marte. Então vamos entrar na relação entre esses artefatos e ruínas antigos na Lua e em Marte, já que os alemães finalmente os encontraram em ambas as esferas. Isso nos ajudará a construir nosso caminho para entender o que os nazistas alemães realmente fizeram em Marte e na Lua. (2.7)

Nazistas Alemães encontraram ruínas na Lua e em Marte, da Anciente Builder Race-Antiga Raça de Construtores

Então, tudo isso será abordado neste episódio. Então, Corey, estou muito animado para entrar nisso, e obrigado por estar no programa.
CG: Obrigado.
DW : Então, Corey, estávamos falando sobre o desenvolvimento alemão da lua no episódio anterior. Como você acha que isso foi realizado à luz da raça dos ABR-Anciente Builder Race-Antiga Raça de Construtores? Havia ruínas antigas deles na Lua que os alemães encontraram quando fizeram essa pesquisa, quando eles começaram primeiramente a visitar nossa lua em seus discos voadores?

CG: Sim. Havia ruínas antigas da raça dos ABR-Anciente Builder Race-Antiga Raça de Construtores em todo o sistema solar e também abaixo da superfície, nos sistemas naturais de grandes cavernas subterrâneas de nosso planeta.

DW: Que ruínas específicas da raça dos ABR-Anciente Builder Race-Antiga Raça de Construtores os nazistas encontraram na lua?
 
Gigantes Anunnakis, encontrados em antigos sarcófagos, em cavernas por todo o planeta. “Esses grupos de seres gigantes, de barba e cabelos vermelhos também estavam na Europa, no Sul e na América do Norte. E ao que parece, ao mesmo tempo, antes da última Idade do Gelo aparentemente, eles tinham uma área muito grande que eles governavam”.


CG: Eu acho que algumas das mais significativos em que você estaria interessado, e muitos outros, são alguns dos edifícios antigos que foram obviamente construídos para serem usados por uma raça de seres muito altos, a menos que fossem seres que só gostassem de muito espaço livre e arcos e entradas realmente altos e grandes.

DW: Quando você diz realmente alto, o que estamos falando em pés, qual era a altura estimada dessas pessoas?
CG: Alguns dos assentos de pedra, as portas, estamos falando para cima de 60, 70, 80 pés (18, 21 e 24 metros de altura).

DW: Seres com 60, 70, 80 pés de altura?
CG: Altos.

DW: Quando você diz assentos de pedra, como eles pareciam? Haveria algo que pudéssemos ver na Terra que seria semelhante?
CG: Eles os chamavam de tronos, mas não eram. Havia linhas de assentos distribuídos ao longo das paredes que estavam voltados para fora, que eu acho que o mais próximo que nós veríamos em um castelo mais velho seria como uma sala de trono com tronos feitos de pedra contra uma parede.

DW: Foram esses assentos esculpidos apenas como algo utilitário e básico? Ou eles tinham algum tipo de design ornamentado para eles? Qual era a estética desses assentos?
CG: Eles tinham escrita, ou emblemas e símbolos gravados em relevo sobre eles, mas alguém por alguma razão qualquer tinha jateado e os removeu, mesmo com qualquer outra área nesses edifícios e estruturas que pareciam ter tido qualquer tipo de indicação de escrita em caracteres ou imagens. Elas foram apagadas, como se … Acho que dizem que o vencedor sempre escreve a história. Bem, talvez outros grupos extraterrestres que chegaram ao local milênios mais tarde e decidiram, queremos reescrever a história, queremos ser conhecidos como os deuses. Então eles apagaram o que estava escrito (pelos “deuses” anteriores).

DW: Será que esses tronos só aparecem gravados no lado de uma montanha, como podemos ver com o Monte Rushmore na Terra? Ou estavam dentro de salas de algum tipo?
CG: Eles estavam dentro de salões. E isso era feito com muito alta tecnologia. Obviamente, era matéria manipulada, tecnologicamente manipulada a matéria.

DW: Então descreva para nós – como você encontraria uma dependência? Ela teria uma cúpula, e então você entra na cúpula? É construído no lado de uma montanha? É subterrâneo? Onde você realmente vê esses salões? Como você entra em um sala destas?

CG: Estes são na sua maioria ruínas de estruturas cobertas agora por poeira da lua e meteoros que atingiram e deixaram remanescentes. Eles estão lá há muito, muitíssimo tempo. Mas teria que haver uma certa quantidade escavada. Talvez 10% estaria acima da superfície. E mesmo isso teria que ser descoberto. E o resto teria de ser escavado, e então eles iriam entrar e escavar e verificar os interiores. 

Os gigantes Nephilim-Anunnaki, de cabelos e barbas vermelhos, que estão despertando, estariam sendo caçados e aprisionados por forças especiais dos EUA.
Um informante e insider militar chamou e contou ao público em programa de rádio sobre um incidente no Afeganistão envolvendo um encontro mortal entre um gigante de 12 pés (cerca de 3,65 metros de estatura) e as Forças Especiais dos EUA. O informante afirmou que o gigante havia matado nove membros de uma equipe de elite enviada para capturá-lo, e foi preciso uma segunda equipe para chegar e finalmente matar o gigante.
DW: Essas estruturas estavam no lado da face da lua voltada para a Terra e no lado oculto da Lua?
CG: Por toda parte.

DW: Os edifícios frequentemente eram quadrados? Ou é mais de um tipo de forma circular ? Qual era o formato dessas ruínas e que não fosse apenas uma outra irregularidade na superfície da lua?
CG: Estes edifícios foram encontrados em todas as formas geométricas diferentes, todas as condições diferentes, e feito de diferentes tipos de materiais, incluindo o material de alumínio transparente antes discutido, ou partes dos edifícios foram feitas com esse material.

DW: Então alguns desses edifícios, as paredes que você poderia realmente ver através delas uma vez que você os limpar da poeira lunar?
CG: Certo.

DW: Uau. Agora, Richard Hoagland falou extensivamente sobre o que ele acredita ser cúpulas de vidro que estavam na lua e a ideia de que poderia ser pressurizado dentro, e você poderia ter plantas e árvores lá. Você encontrou alguma evidência de que havia, de fato, cúpulas de vidro?
CG: Existem todos os tipos de estruturas de vidro que estão principalmente destruídas.

DW: Incluindo cúpulas?
CG: Incluindo cúpulas e torres.

DW: E quando você diz destruídos, por quem?
CG: Pode ser por causa, por um cataclismo. Um monte de coisas foi deixado na lua como um lembrete de que houve um grande conflito, uma grande guerra. Há um pouco de outros materiais e itens que foram deixados que são de muito mais tempo atrás. Os oceanos, eons de tempo que estamos falando aqui são alucinantes. E o número de diferentes grupos e raças de extraterrestres que contribuíram para deixar as bugigangas e os edifícios remanescentes que estão na superfície é muito incompreensível.

DW: Vamos falar sobre os paralelos entre o que foi encontrado na Lua e tudo o que foi encontrado em Marte. Porque os cientistas alemães, digamos – porque eles não são todos nazistas – quando eles foram para Marte, eles encontraram estruturas semelhantes às que temos e vimos na lua?

lunar-operations-commandCG: Sim. Essa raça dos ABR-Anciente Builder Race-Antiga Raça de Construtores e outras raças que entraram em nosso sistema solar através do fluxo e refluxo do tempo e lutaram pelo controle do sistema solar, controle, o controle foi perdido, voltando milhões de anos mais tarde – isso tem acontecido há milhões de anos – suas antigas estruturas foram encontradas por todo o sistema solar. Nosso sistema solar está repleto de sítios arqueológicos muito, muito antigos, existem há eons.
DW: Você mencionou antes que existe um grande portal que vai para outras galáxias. É mesmo fora do nosso sistema solar.
CG: Há um sistema de portal que é uma parte da web cósmica, e nosso sistema solar está em uma área muito cobiçada. E sim, esse sistema de portal se espalha não só para outras galáxias, mas também para outros sistemas estelares dentro de nossa própria galáxia.

DW: Então estamos em um “bairro de alta rentabilidade”.
CG: Sim.

DW: Você diria, então, que nosso sistema solar tem muito mais colonização e história do que a maioria das civilizações que estariam em mais de uma área do país, em oposição a um distrito urbanizado como este?
CG: Disseram-me que somos basicamente um oásis numa estrada tipo “rota da seda” cósmica.

DW: A NASA emitiu recentemente e sugeriu que Marte em um ponto teve um oceano de cerca de 1,5 milhas (cerca de 2.410 metros) de profundidade que cobria pelo menos metade de sua superfície como o hemisfério norte. Isso foi a NASA dizendo isso. Por que você acha que eles diriam isso?
CG: Eu acho que estamos chegando a um ponto na consciência humana para onde está se tornando muito ridículo tentar esconder o que está na nossa frente quando olhamos para Marte. Muitas pessoas tomaram vistas do satélite natural da Terra, imagens da nossa Lua, imagens dos satélites de Marte (Phobus e Deimos, Medo e Terror), colocá-los lado a lado e geologicamente ficou comprovado e mostrado que eles tiveram o mesmo tipo de atividade sobre eles.

DW: Então você encontrou informações sugerindo que Marte era mais parecido com a Terra ao mesmo tempo?
CG: Sim.

DW: Você tinha mencionado antes que o cinturão de asteróides foi um planeta destruído há muito tempo (Nota Thoth: O planeta se chamava MALDEK e explodiu há cerca de 251 milhões de anos). Hoagland e outros fizeram um trabalho sugerindo que Marte era originalmente uma lua deste planeta. Você encontrou algo assim?
CG: De acordo com a  as informações da “Smart Glass Pad”, que era da inteligência – Marte foi em um momento um satélite de uma super Terra que existiria agora onde temos um cinturão de asteróides.

DW: Marte também era um planeta aquoso com oceanos também naquela época?
CG: Ele tinha oceanos e uma atmosfera muito espessa que foi perdida no mesmo evento que mudou sua órbita atual e criou o cinturão de asteróides. 
Livro “ATRAVÉS DE OLHOS ALIENS“, a história da existência do planeta MALDEK e de sua destruição e as consequências para o sistema solar e a luta entre TREVAS e a LUZ aqui na TERRA. Todos os capítulos estão publicados aqui no blog.


DW: Quando você olha para o trabalho de certos astrônomos como o Dr. Thomas Van Flandern, que estudaram o que chamou de Hipótese do Planeta Explodido, ou EPH, vemos que metade de Marte está totalmente coberta de crateras. A outra metade é realmente muito suave e sem crateras. Então você acha que foram estilhaços e pedaços de rochas do planeta que explodiu (MALDEK), atingindo Marte em apenas na face que estava voltada para o fenômeno? Você encontrou algo sugerindo que foi isso que aconteceu?
CG: Sim. E podemos entrar nisso com um pouco mais de detalhes. Havia muito. A superfície de Marte, metade dela, tem pesados depósitos de quartzo. E metade de Marte está positivamente carregada. A outra metade é carregada negativamente. E por causa do que tinha acontecido ao planeta neste evento, ele agora é basicamente um capacitor gigante.

DW: Hmm. Portanto, temos todo este enorme (MALDEK) planeta que foi um mundo habitável com oceanos. E então há uma lua em torno dele que se tornou Marte, como pensamos nisso, que também era habitável. Você encontrou alguma informação sugerindo que havia civilizações opostas em cada uma dessas esferas? Ou era tudo parte de uma civilização maior? Sabemos disso?
CG: Eu vi as porcas e parafusos, as informações científicas. É aí que começamos a entrar no sindicato secreto do governo que realmente controla a Terra, ou os Illuminati, a Cabala, grupos secretos (Bilderbergs) dogmas religiosos sobre todas essas idéias sobre o que aconteceu. Eles criaram todos os tipos de mitos e idéias sobre como isso aconteceu e o que de fato aconteceu, e eles fervorosamente acreditam no que criaram como qualquer outra pessoa acredita em sua religião.

DW: Agora, você disse um pouco antes que essas ruínas de edifícios na nossa Lua, nós estávamos falando sobre tronos de pedras esculpidos na rocha que você encontrou na Lua com edifícios, de vários tipos diferentes que estavam enterrados no solo, e você disse que houve algum tipo de esforço para destruir a escrita, símbolos e as insígnias entalhadas neles. Encontramos estruturas semelhantes a essas em Marte?
CG: Sim, por todo o sistema solar, em planetas, Luas e asteroides e todos eles foram tratados da mesma maneira.

DW: Será que essas estruturas parecem ter sido construídas quando Marte ainda tinha oceanos antes de ter essa explosão do planeta (MALDEK) ?
CG: Eu estou saindo fora da memória aqui, e eu não quero entrar em especulação, mas isso parece estar certo.

DW: Quanto de ruínas existe em Marte? Quanta coisa há para descobrir que mostra que houve uma civilização avançada lá?
CG: A maior parte é subterrânea ou realmente esta destruída. A superfície de Marte passou por uma catástrofe tão grande. Parece que uma onda de choque arrasou o planeta. A geologia esta toda estragada. É como se fosse só uma grande bagunça.

DW: Bem, vamos falar especificamente agora sobre a REGIÃO DE CYDONIA, que é a área que Richard Hoagland falou onde esta a FACE esculpida, o rosto e o que parece ser uma pirâmide de cinco lados nas proximidades.
Imagem feita pela sonda Viking Orbiter de Marte em 1976, da região marciana de Cydonia, que tornou-se famosa depois que uma sucessão de pesquisadores alegou que a região continha uma FACE esculpida, com cerca de 1.600 metros de tamanho, ruínas de uma cidade, e pirâmides. “Olhando para o conjunto de Cydonia, diz Chris O’Kane do Projeto Mars UK ‘, “minha intuição é que estas estruturas têm de ser artificiais, que não são naturais e foram construídas por alguém”. O palpite de O’Kane é reforçado pelo fato de que “muitas das estruturas não são fractais”. Em língua inglesa direta, sem rodeios, isso significa que os seus contornos foram examinados e avaliados como artificiais por computadores altamente sofisticados.


CG: Eu vi as pirâmides.
DW: O que significa que você viu as pirâmides?
CG: Vi pirâmides de cinco lados. Eu vi as pirâmides –

DW: Mas todos nós vimos fotos disso.
CG: Eu voei sobre e vi as pirâmides –

DW: Sério?
CG: – que estavam parcialmente enterradas no lodo ou lama. Ou eu não sobrevoei sobre a área onde estava a face, esta eu não vi. Eu não vi o rosto.

DW: Você está vendo partes das pirâmides que ainda se parecem com uma superfície esculpida em pedra? Ou estava tudo coberto de detritos em algum grau ?
CG: Parte dele está enterrada em detritos, mas eu diria que a maioria deles é – eles são um pouco maiores do que as pessoas pensam porque as ruínas estão cobertas de lodo.

DW: Eu estou me lembrando de um insider, Daniel, me disse que ele viu uma foto de astronautas acenando ao lado de uma pirâmide em Marte e que havia uma linha muito agradável e afiada da pirâmide subindo. Então parece que você está confirmando que haveria certas pirâmides onde ainda há alguma nitidez que poderia ser visível do chão.
CG: Eles eram obviamente pirâmides.

DW: Uau. OK, então os alemães (com seus discos voadores) foram para a nossa Lua, e você disse que eles foram para o cinturão de asteróides, e eles também foram para Marte. Então, qual é a seqüência? Eles fizeram tudo isso ao mesmo tempo? Ou como eles se aproximaram disso?
CG: Bem, primeiro eles foram para a nossa Lua. Depois de uma tentativa fracassada, eles estabeleceram sua base na Lua. E então depois eles foram para Marte. E então estabeleceram outra base temporária em Marte quando mais tarde construiriam uma base maior em Marte.
A Face em Marte na foto do quadro da Viking 35A72. Têm uma milha (1609 metros) do ápice da cabeça à ponta do queixo.


DW: OK, então vamos parar por um segundo. Os alemães chegaram até Marte. Nós não tivemos a NASA (oficialmente) chegando a Marte ainda neste ponto em nossa história. Qual é o ano que estamos falando em que os nazistas chegaram lá em seus discos voadores, que você sabe?
CG: Isso tudo estava acontecendo no final dos anos 30 e início dos anos 40, durante a segunda grande guerra.

DW: Será que eles procuraram especificamente para a arqueologia, as ruínas antigas?
CG: Eu só sei que eles estavam procurando para criar bases fora da Terra, bem como bases em áreas da Terra que eram inóspitas ou fora do alcance da civilização regular da Terra (como na Antártica e nas montanhas ao sul do Chile).

DW: Como eles tinham ar respirável dentro destas embarcações? Era aquela parte da tecnologia extraterrestre que eles foram dados para que eles pudessem ter uma longa viagem e não precisassem voltar aqui?
CG: Sim, eles desenvolveram alguns de seus super-submarinos. Eles já haviam começado a desenvolver depuradores de dióxido de carbono e sistemas fechado de produção de oxigênio. Eles já começaram a desenvolver isso por algum tempo. Mas foi depois de terem trabalhado em desenvolvimento com estes grupos extraterrestres que lhes passava tecnologia e desenvolvido tecnologia avançada que não só lhes deu condições de transporte e viagens eletrogravitacinais, mas também lhes deu a capacidade de criar gravidade artificial, e também ter controles ambientais para que se sentissem confortáveis, quando longe da atmosfera e ambiente da Terra.

DW: Eles viajariam da Terra para Marte? Ou eles têm uma estação espacial que eles construíram em algum lugar como um depósito de suprimentos?
CG: Eles primeiro viajaram da Terra para a Lua, depois da Lua para Marte, exatamente como planejamos fazer hoje.

DW: E qual é o tempo dessa viagem? Como se você viajar da Lua para Marte, quanto tempo levaria com base nessa tecnologia nos anos 40?
CG: Teria sido uma questão de horas. Eu não sei exatamente quanto tempo.

DW: E você diz, então, como agora seria mais rápido?
CG: Agora é uma questão de minutos apenas.

DW: Uau. Vamos dizer que eles estão nos olhando a partir da superfície de Marte agora. Alguns pesquisadores disseram, e Hoagland é um deles, que as fotos originais da sonda Viking de Marte parecem ter o vermelho aparecendo  nas imagens e que o céu não parece realmente ser vermelho, mas é realmente azul como o da Terra.
CG: Sim, eles ligaram um filtro vermelho. Mas você tem que entender, há momentos, dependendo do horário – é muito dinâmico em Marte. Há momentos em que o céu está vermelho. Há tanta poeira no ar, especialmente se você estiver nas áreas equatoriais. Quanto mais próximo você chegar às regiões polares, menos areia atmosférica você tem, menos detritos que você tem. E há aurora boreal. Você tem um céu cor-de-rosa arroxeado dependendo da hora do dia, do por do sol, do nascer do sol. Mas durante o dia, há uma espécie de céu azul violáceo, mas na maior parte do tempo quando o céu, por causa de todas as tempestades e fortes ventos, está cheio de areia vermelha. E dai o céu é predominantemente vermelho.


DW: Podemos respirar o ar em qualquer lugar em Marte?
CG: Não é aconselhável respirar em qualquer lugar em Marte. Nas regiões próximas dos polos do norte e sul, é mais fácil respirar. Mas é mais como estar no topo do Monte Everest. O oxigênio é escasso. A pressão barométrica é muito, muito, muito fina. Você precisa de uma roupa de proteção leve, leve e geralmente usar um respirador que fornecerá algum oxigênio para você.

DW: Muito interessante. Você disse antes que a nossa Lua é habitada pesadamente com uma variedade de raças diferentes de extraterrestres. Existem satélites orbitando Marte ou plataformas espaciais que têm sistemas de armas que irão derrubá-lo se você tentar ir para aquele planeta? Como os alemães – eles simplesmente voaram direto? Ou eles encontraram alguma resistência?
CG: Eu não sei se eles encontraram resistência. Creio que naquele momento eles já haviam formado uma aliança com quem já estava lá (reptilianos de DRACO). Então eu acredito que as pessoas, ou o grupo com o qual eles formaram uma aliança, teriam sido extraterrestres – “pessoas” – que você teria que se preocupar que poderiam atirar em você.

DW: Certo.
CG: Há um par de pequenas luas em torno de Marte.

DW: Phobos e Deimos, sim.
CG: E há satélites, da era atual, colocados em torno de Marte.

DW: Sério? Satélites construídos por humanos modernos, você está dizendo?
CG: Humanos modernos, humanos contemporâneos que habitam Marte.

DW: Sério? Pessoas que nasceram na Terra que migraram para Marte e construíram esses satélites? É isso que você está dizendo?
CG: Pessoas que podem ser descendentes de pessoas que nasceram na Terra.

DW: E você disse que está cheio de satélites?
CG: Sim. Há uma abundância de satélites em torno de Marte.
DW: Uau.


CG: E alguns deles são sistemas de armas. E muitas dessas pessoas são descendentes de alguns dos grupos alemães que estabeleceram as primeiras colônias em Marte, que mais tarde cresceram depois que os alemães cooptaram e passaram a controlar o complexo militar-industrial dos Estados Unidos. Estas colônias cresceram através do planeta. E muitas dessas pessoas que estão lá agora são descendentes dos primeiros (alemães nazistas) que lá chegaram.

DW: Eu quero voltar a isso, mas você mencionou as luas Phobos e Deimos. As pessoas que estudaram essas informações on-line e realmente entraram em Marte, é uma coisa comumente conhecida que as luas estão, acho eu, muito próximas ao planeta e que elas também se movem rapidamente em suas órbitas. Eu acho que algumas pessoas, como Hoagland, também disseram que parece que elas são ocas por dentro com base em suas assinaturas. Então, o que estamos olhando com Phobos e Deimos? São apenas luas? Ou há algo mais acontecendo?
CG: Phobos é esmagado, é uma esfera esmagada.

DW: Sério? Então era originalmente uma esfera perfeitamente redonda?
CG: Foi uma vez uma esfera.

DW: Uau.
CG: E em uma extremidade, há uma abertura.

DW: Então eles não nos mostram isso, a NASA? Eles só se certificam de que eles photoshopam tudo ou algo assim?
CG: Eu realmente não olhei para as imagens da NASA, mas eu sei que a NASA usa photoshops e edita as imagens em uma taxa inacreditável de Marte, da lua, e de outros planetoides. Então eu imagino que há um monte de coisas sobre Phobos que eles alteraram ou deixaram fora de foco.

DW: Bem, uma das coisas estranhas sobre isso – e eu posso vê-lo perfeitamente em minha mente, e vamos colocá-lo na tela – é Phobos tem estas linhas muito extensas, paralelas, retas que estão toda indo na mesma direção. E então há outros que estão indo há 90 graus.
CG: Sim, eles são como cumes.

DW: O que você acha que é isso?
CG: Assim como na lua, a nossa lua – isso entra em um outro tópico. A nossa Lua é uma estrutura ARTIFICIAL Em cima dela estão centenas e centenas de pés de poeira e apenas material de meteoro esmagados de encontro a sua superfície que se acumularam durante muitos milênios. E Phobos tem seu próprio campo gravitacional, e puxa detritos em cima dele. E embaixo destes detritos existe uma super estrutura.

DW: Os alemães mostraram algum interesse inicial por Phobos se houver um buraco no qual você poderia voar para dentro? Eles fizeram isso quando chegaram lá?
CG: Eu não vi nenhum registro deles.

DW: E quanto a Deimos? Você mencionou que Phobos é uma esfera desmoronada, o que eu acho que implica que há um monte de vazio dentro. Deimos também é algo diferente de apenas uma lua regular?
CG: Eu não li nada sobre ela ser artificial. Então é possível que ele possa ser um objeto natural que foi capturado em um cataclismo que aconteceu há muito tempo.

DW: Em primeiro lugar, há água líquida correndo na superfície agora em certos lugares?
CG: Marte tem um ano de ciclo muito estranho, ciclo anual. Em certos momentos, a água que está na superfície na forma de gelo liquefaz.
DW: Sério?


CG: Mas não por muito tempo. Eu nunca vi informações sobre lagos, pequenos oceanos na era atual. Eu nunca sobrevoei sobre corpos de água ou vi corpos de água em Marte.

DW: OK. Os alemães também tiveram um plano para tentar usar materiais locais para fazer uma base autossustentável  quando chegaram lá? Essa foi sempre a intenção?
CG: Sim. Assim como na Lua, eles planejavam levar uma certa quantidade de recursos para Marte, cal e todas as coisas diferentes, materiais que eles precisavam misturar com recursos locais para fazer concreto e o que eles precisassem para construir estruturas que eles poderiam então pressurizar e usar como abrigos temporários. Eles tiveram de fazer algumas viagens para trazer pessoas e materiais no início. Isso foi no começo de quando eles estavam usando Stargates ou portais para se teletransportar. E nessa era primitiva, eles estavam usando os portais para transportar materiais e não pessoas ou produtos orgânicos.
DW: Eles tiveram problemas com os orgânicos tendo dano, como em o seu ciclo de vida?
CG: Sim, como matá-los de uma forma muito horrível.

DW: Certo.
CG: Até que descobriram a maneira correta de fazer isso com a ajuda de alguns desses grupos extraterrestres seus aliados.

DW: Então, qual é o ano em que você sabe onde os portais começaram a ser usados para transportar materiais?
CG: Eles têm usado portais para transportar materiais – eles souberam fazer isso desde os anos 30 e 40.
DW: Uau. Isso é bem antes do Experimento Filadélfia.
CG: Certo. E você viu o quão ruim foi para as pessoas (os corpos) da tripulação.
DW: Absolutamente.
CG: Não foi até os anos 50 que eles foram capazes de começar a transportar as pessoas consistentemente sem elas sofrerem algum dano. Eu acredito que eles chamaram de demência temporal. As pessoas se teleportariam intactas daqui para Marte. Eles ficariam bem, mas depois, depois de alguns dias, sofreriam algum tipo de demência, chamariam demência temporal. E os alemães fizeram muito trabalho neste campo que nos ajudou a descobrir como fazer isso corretamente – eles trabalhando ao lado de seus aliados extraterrestres.

DW: É uma coisa espantosa imaginar que já havia artefatos lá, como pirâmides, quando os alemães chegaram lá. Quanto eles estavam interessados em tentar reocupar o que estava lá, e quanto eles estavam tentando construir coisas novas?
CG: No começo, eles providenciaram uma configuração do terreno. Assim como nós fazemos aqui na Terra, eles estavam mapeando Marte, e realizando movimentação do solo marciano. Eles tinham um pouco de dados sobre a geografia de Marte nessas Smart Glass Pads. E esta foi a informação que foi apresentada em uma Smart Glass Pads informação que é muito técnica, mas cuja origem era folhas de papel digitadas como eu estava vendo. Então, eles não tinham uma maneira real de dispor de alta tecnologia ao mostrar essa informação.

DW: Então os alemães originalmente não tinham essas Smart Glass Pads, como você disse antes, mas os dados que eles possuíam em seu levantamento que você viu com estes JPEGs, ou que eles eram, cópias de papeis originais, de documentos datilografados.
CG: Certo. E algumas fotos mais antigas de 35 milímetros, ou o que quer que eles usaram, fotografias.

DW: Havia fotografias de ruínas de aparência legal de velhas civilizações que você viu?
CG: Sim, de ruínas e de fotografias aéreas de determinadas áreas, do enorme vulcão –

DW: Olympus Mons.
CG: Olympus Mons. Há tubos de lava que são 10 vezes o tamanho dos tubos de lava que temos aqui na Terra. E são perfeitos para selar e criar um ambiente no interior do planeta. E assim você tem uma base fácil e pronta de instalar. E essa é uma área muito cobiçada para criar bases subterrâneas. E os alemães queriam isso. Mais tarde, os grupos do ICC , eu acho que os modernos grupos dos programas espaciais secretos(SSP), queriam utilizar essa área. Mas já estavam ocupada por outro grupo de extraterrestres. Havia muitos deles, e defenderam-na ferozmente em batalhas.
 
O Monte Olympus, também conhecido por seu nome em latim, Olympus Mons, é um vulcão extinto do planeta Marte, sendo o maior vulcão do Sistema Solar. Ele ergue-se a 27.000 metros acima do nível médio da superfície marciana, sendo três vezes mais alto que o Monte Everest. Sua base estende-se por quase 600 quilômetros (ele é um pouco maior que o estado do Arizona, nos EUA). Sua caldeira tem dimensões de 85 km por 60 km. O Monte Olympus foi descoberto pela sonda espacial Mariner 9 da NASA em 1971, embora já fosse do conhecimento de astrônomos desde o século XIX. Tem um declive suave, o que faz sua base ser vinte vezes maior do que a sua altura. Foto: NASA.


DW: Sério? Sabemos alguma coisa sobre como se parecem ou de onde eles são?
CG: Sim. Há um tratado entre alguns desses grupos. Um dos grupos é do tipo reptiliano e o outro tipo insetoide (Ambos são aliados).

DW: Isso é o que eu esperava.
CG: Aquela era e é uma área muito cobiçada.

DW: Então, quando você diz 10 vezes maior que os tubos de lava na Terra, estamos falando de cinco milhas de largura, 20 milhas de largura, 50 milhas de largura, de cima para baixo?
CG: Quero dizer, enorme. Quero dizer, eles transformam em minúsculas qualquer das cavernas ou os tubos que temos aqui.

DW: A maioria das quais nós não sabemos, eu acho que você está dizendo.
CG: Certo, sim.

DW: Porque eles já têm grandes cidades construídas neles.
CG: Tem a ver com o tamanho do vulcão, a gravidade, a pressão barométrica em Marte, e a maneira que – como eles são tão grandes.

DW: Então eles poderiam ter mesmo algo como 100 ou 200 milhas de comprimento de cima para baixo?
CG: Eu estaria especulando. Eu não vi nenhum dado duro sobre quantos metros ou jardas ou pés eles tinham.

DW: Mas dado que algumas das cidades aqui na Terra eu acho que provavelmente pode conter centenas de milhares de pessoas, você está dizendo que nesses tubos de lava, você poderia ter milhões de pessoas.
CG: Existem milhões de seres vivendo nesses tubos de lava em Marte.

DW: Uau. O que eles estão fazendo?
Alien de aparência insetoide, aliados dos reptilianos DRACO
CG: Apenas vivendo seus ciclos de vida lá. Eles têm sua própria civilização, à sua maneira, suas próprias sociedades. Eles são muito territoriais. 

DW: Eles têm estrelas pop? Existe alguma estrela insetoide estilo Britney Spears?
[AMBOS RIRAM]
CG: Eu não sei muito sobre eles. Muitas das pessoas que foram designadas para fazer detalhes de segurança na superfície de Marte interagiram com eles. Eu não interagi diretamente com eles.
DW: Então os alemães sofreram forte resistência deles imediatamente quando chegaram a Marte?
CG: Eles interagiram com eles um pouco.
DW: Eles tentaram lutar para conseguir alguns desses tubos?
CG: Sim. Seu plano era entrar e pegar alguns desses tubos. E houve algumas batalhas travadas. E não deu certo para eles. Eles até tiveram algumas de suas primeiras bases destruídas. E perderam bases iniciais inteiras.

DW: Com o pessoal, como todas as pessoas foram mortas?
CG: Sim. E eles também escolheram mal. Eles construíram algumas de suas bases primeiro perto do equador e descobriram que as tempestades de poeira que acontecem nesta região muito frequentemente são altamente carregadas eletricamente. Eletricidade estática acumula-se em toda a areia que está soprando em taxas muito altas de velocidade.

DW: Isso faz sentido.
CG: E os minerais debaixo do planeta – eu acho que eu mencionei antes, um lado, por causa dos impactos, causou a cristalização de algumas das rochas.

DW: Certo, você disse que quartzo foi formado nos terrenos que sofreram impacto.
CG: E causando um lado para ser tipo de um ânodo, cátodo e ânodo de cada lado. Assim, a superfície, especialmente em torno do equador, irá gerar uma carga elétrica natural no chão também.

DW: Bem, isso faz sentido. É o mesmo princípio onde você toma certos metais e você os coloca sob pressão e você os eletrifica, e você os torna magnéticos. Então, esse era um lado inteiro do planeta que sofreu impacto dos detritos do planeta (MALDEK) que explodiu.
CG: Bem, o problema quando você está construindo uma base e você tem toda essa eletricidade estática para onde há tempestades de raios acontecendo nas tempestades de areia – foi muito mais de um campo elétrico sendo criado – bem, está destruindo seus equipamentos eletrônicos .

DW: Então isso é equivalente a um CME_Ejeção de Massa Coronal (do sol)? É como um tipo de pulso EMP realmente poderoso ou algo assim?
CG: Sim. E estes ocorrem frequentemente.

DW: Então isso significa que a região equatorial de Marte não é boa para se instalar em Bases?
CG: Não é um bom lugar para montar uma colônia. Tenho certeza que eles superaram muitos problemas de blindagem para criar colônias lá agora. Eu sei que podemos voar através dessas tempestades de areia agora e não ter quaisquer problemas elétricos. Mas nos primeiros dias em que os alemães lá chegaram, nos anos 1940, eu acho, aterrissando em Plymouth Rock e forjando um novo território, eles descobriram que este não era um lugar para se estar, especialmente com a tecnologia que eles tinham na época. Eles estavam perdendo toda a sua tecnologia. Então eles descobriram que quanto mais próximo das regiões polares, dentro de 20 graus, penso eu, do pólo norte e sul, seriam as melhores regiões habitáveis. E também aconteceu ser onde muitos outros grupos extraterrestres tinham instalado as suas próprias bases.

Então eles tiveram que encontrar uma área onde pudessem reivindicar e estabelecer uma base, e todos em Marte, assim como as pessoas associam Marte com a guerra, todos os seres extraterrestres lá instalados são muito defensivos sobre seu território, o que eu acho que você poderia dizer que são muito guerreiros, belicistas. Mas faz parte de sua cultura ser muito territorial. É como colocar peixes demais em um aquário. E eles tinham que armar seu terreno e defendê-lo. E isso levou um bocado de tempo para eles fazerem isso. E eles não foram capazes de ser plenamente bem sucedidos até muito mais tarde, no final dos anos 50 quando eles estavam trabalhando com os EUA e o complexo militar-industrial e tinha controle sobre todos dos vastos recursos de produção industrial dos Estados Unidos por trás deles. E então eles realmente foram capazes de começar a construir e tornar-se mais uma força instalada em Marte para repelir alguns desses outros grupos, assim como os americanos fizeram aos nativos norte americanos. Eles empurraram outros grupos e assumiram o controle.
DW: Destino manifestado. Então, durante um ano típico da Terra, a Terra é inclinada para o sol, e nós vamos ter estações onde vai ficar muito frio ou muito quente, dependendo de onde você está, e que isso muda com a passagem do ano. Se você está construindo perto de uma região polar, e você está no inverno de Marte, como é que é sobreviver para a vida humana, dado que Marte está mais longe do sol, seria, portanto, em tese, mais frio com base no que sabemos a partir de estudos da NASA de Marte ?

CG: É muito mais fácil lidar com o frio. Quando você tem frio, você vai ter água congelada na forma de gelo. É muito mais fácil lidar com o frio do que é lidar com a vida em um deserto para onde você tem tempestades elétricas o tempo todo, e além da atmosfera é um pouco mais hospitaleiro nessas regiões, mesmo se é frio, quero dizer sabiamente respirando. Mesmo que seja um nível de conteúdo de oxigênio muito pequeno, ainda há mais nos pólos norte e sul.

DW: OK. Então você está dizendo que essas bases alemãs foram construídas no que consideramos uma região de aparência ártica?
CG: Não no Ártico. Geralmente dentro – nós o chamaríamos de paralelo 20.

DW: Havia alguma vida animal em Marte que pudesse ser caçado e servir de alimennto para comer? Existe alguma vida lá?
CG: Sim, há vida lá. Eu não ouvi ou li muito sobre serem caçados. Tenho certeza de que, como as coisas para as pessoas originais da Colônia de Marte, eu tenho certeza que eles comeram o que poderiam encontrar na superfície. Eu só não me lembro de ler nada sobre eles fazendo churrascos de animais marcianos.

DW: Que tipos diferentes de criaturas encontraram quando chegaram lá? Você tem que cavar para encontrá-los, ou eles estão na superfície? Eles voam?
CG: A maior parte deles é do tipo animal, até mesmo este estranho … há uma coisa parecida com um pássaro tipo morcego. Eles cavam buracos onde residem. Quando estávamos construindo um posto avançado, estávamos vendo esses pequenos buracos. E em torno da hora do crepúsculo, eles voavam para fora, e a cada batida da asa, você ouviria um tipo de chilreio, um espécie de pio, na medida que eles iriam voar para fora. O que eles comeram, onde eles foram, eu não sei. E então eles iriam voltar e para o seu buraco mais tarde.

DW: Como eles eram? Qual era a cor deles?
CG: Eles eram escuros, como preto, e eles pareciam reais ásperos, coriáceos, e quase como se tivessem uma armadura sobre eles.

DW: Eu pensaria que qualquer coisa que teria evoluído para viver em um planeta tão inóspito, que provavelmente teria esse tipo de armadura e real robustez.
CG: Foi interessante para alguns cientistas que algo tão pequeno com asas pudesse voar em tal atmosfera. Eles não achavam que a atmosfera fosse suficientemente densa para eles –

DW: Para fornecer a força de elevação para as asas, sim.
CG: Certo.

DW: Qual era o tamanho deles?
CG: Quero dizer, eles eram pequenos. Quero dizer, pequenos, como o tamanho de alguns dos pássaros que você vê voando por aqui.

DW: Certo. Quão semelhante parecia com um morcego na Terra?
CG: A textura parecia com um morcego, como as asas pareciam ser pele. Mas a cabeça e o bico pareciam mais parecidos com os pássaros.

DW: Oh, tinha um bico.
CG: Sim.

DW: Bem, nós provavelmente poderíamos passar pela taxonomia de um monte de criaturas diferentes.
CG: E eu não vi um monte. Pessoalmente, eu só vi um par de coisas. Eu vi a vida vegetal e esses tipos de coisas eu mesmo.

DW: Você mencionou isso. Temos as plantas dentro.
CG: E vi que tudo foi catalogado cedo pelos alemães. Eles catalogaram um monte de vida diferente que surgiu nas Smart Glass Pads.

DW: Havia coisas que pareciam pequenos caranguejos ou aranhas?
CG: Havia grandes aranhas.

DW: Quão grande? 

Reptiliano DRACO Royal Branco que possui Bases em Marte e na Lua

CG: Muito grande, como metade do tamanho de uma pessoa.

DW: Meu insider Jacob descreveu cozinhando e comendo esses animais. E ele disse que tinham gosto de caranguejo. Eu não sei por que você iria querer comer algo assim. Havia coisas como vermes que cavam através do solo ou como milípedes, tipo de vida centopeias?
CG: Bem, eu vi relatado um grande, quase como um bicho-da-seda que cavava e também iria sair e se deitar ao sol, às vezes para, em seguida, voltar e cavar.

DW: Sim, a vida principal que eu ouvi sobre dois outros insiders que afirmam ter sido em Marte foi esses vermes que eram muito grandes, que realmente comem até metal. E eles se uniriam ao lado de algumas dessas bases, e teriam que sair com essas armas de arpão e atirá-las. Mas eles não eram muito rápidos, por isso realmente não representam qualquer ameaça para você. Era um trabalho muito chato, aparentemente.
CG: Sim, estes pareciam quase de tipo como larvas,  vermes grandes e inchados que escavavam no subsolo.

DW: Havia alguma forma de vida indígena que tinha evoluído em Marte e tinha estado sempre lá?
CG: Há um grupo que era muito evasivo que eu nunca vi, mas li arespeito de que eram humanos, como que ficaram em cavernas e sempre usavam mantos e eram muito evasivos e ficavam isolados de todos.

DW: Sim, eu ouvi sobre uma população indígena de alguns outros insiders também. Você sabe sobre seu tamanho ou sua aparência?
CG: Isso soa muito fora de um filme, mas supostamente se parecem muito conosco, mas são muito avermelhados. E afirmam ser indígenas de Marte. Se isso é verdade ou não, eu não sei.
DW: Não há como saber, sim.

CG: Mas havia muito pouco na Smart Glass Pads sobre eles. Eles eram muito arredios. E sempre que o programa espacial entraria e construísse uma nova colônia que estivesse muito perto de uma de suas civilizações, eles movimentariam seus grupos inteiros.

DW: Sério?
CG: Sim, eles ficaram completamente fora de contato.

DW: Eles não tomaram ação ofensiva?
CG: Não. Pelo que eu poderia dizer, eles eram muito não marcianos, muito pacíficos. Eles queriam ficar completamente longe de todas as outras formas de vida.

DW: Tudo bem. Então isso é um corpo fascinante de informações. Vamos voltar na próxima vez com muito mais em Marte aqui no ” Cosmic Disclosure ” porque você precisa saber. Eu sou seu anfitrião, David Wilcock , e agradeço-lhe por nos assistir.

(Fonte)

Loading...