segunda-feira, 16 de maio de 2016

Nikola Tesla descreveu o smartphones e transmissão de dados sem fio em 1926.

Você já deve ter ouvido falar em Nikola Tesla. Ele foi um físico, mecânico e engenheiro elétrico, além de inventor e "futurista". Taxado de "cientista louco" durante anos, o revolucionário fez um trabalho teórico extraordinário que serviu de base para sistemas modernos de potência elétrica em corrente alternada.

Na época, sua personalidade excêntrica dificultou a aceitação das pessoas com relação a suas teorias e ideias sobre o futuro. Mas hoje, entusiastas de seu trabalho não faltam, sendo um deles o ambicioso empresário Elon Musk, que fundou uma empresa batizada em homenagem a Tesla.
Hoje é fácil reconhecer a genialidade de Tesla, pois vemos que ele estava certo em muitas de suas previsões. Uma delas, incrivelmente certeira, é que se refere à internet e smartphones. Em 1926, a seu modo, Tesla descreveu, em uma entrevista para a revista Collier, o dispositivo que imaginava, cuja descrição bate perfeitamente com o que temos hoje. Leia abaixo:

"Quando a tecnologia sem fio estiver perfeitamente aplicada, toda a terra será convertida em um grande cérebro, o que de fato é , todas as coisas sendo partículas de um inteiro real e rítmico. Seremos capazes de nos comunicar um com o outro de forma instantânea a despeito de distância. E não só isso, mas através da televisão e telefonia veremos e ouviremos uns aos outros tão perfeitamente quanto se estivéssemos face a face, apesar de intervenção de distância de milhares de milhas; e os instrumentos pelos quais seremos capazes de fazer isso serão incrivelmente simples se comparados ao telefone atual. Um homem poderá carregá-los no bolso de seu colete".

O cientista Austríaco contribuiu de diversas formas com estudos da robótica, radares, ciência computacional e física teórica, tendo seu nome dado à unidade que mede a densidade do fluxo magnético e ao "efeito Tesla". Foi considerado pelo Supremo Tribunal dos EUA como inventor do rádio. Ele falava 8 idiomas e, no fim da vida, tinha 300 patentes registradas em seu nome.

Confira a entrevista completa, em inglês, divulgada pelo site 21 First Century Books.

Fonte: http://www.administradores.com.br

0 comentários:

Postar um comentário