NerdTecnoGeek

Ciência, Tecnologia e Mistérios.

Física

A mais bela das Ciências.

Mistérios

Os Mistérios do mundo e do Universo apresentados aqui.

Eletrônica

Kits de projetos eletrônicos para todas as finalidades.

loading...

quinta-feira, 23 de março de 2017

Fascinante!!! Vídeo antigo mostra uma capa de INVISIBILIDADE...


A Invisibilidade tem sido discutida em várias ocasiões por escritores de ficção científica, cineastas e mágicos.
Muitos questionam se esta tecnologia quando for dominada ocorrerá o risco cair em mãos erradas, mas conseguir isto tem importantes aplicações em espionagem industriais e em guerras. Embora ele também poderia ser usada para uma melhor observação de espécies de animais em seu ambiente natural e melhorar a estética e iluminação dos locais onde os edifícios criaram uma paisagem hostil para os seres humanos.

Os cientistas têm várias teorias sobre a possibilidade de ter descoberto uma forma de curvar luz em um local visível para alcançar o efeito de invisibilidade.

Mas será que essa tecnologia existe? Pesquisas recente mostram que esta em desenvolvimento um espécie de camuflagem que usa um sistema de câmeras para conseguir esse efeito, tento um sistema complexo e muito caro.
 
Mas recentemente foi descoberto um vídeo que demonstra o uso de uma capa de invisibilidade cria por um homem já algum tempo. É muito interessante o efeito de invisibilidade que essa capa produz, não temos como saber se esse vídeo é real ou fake, mas é um vídeo antigo aparentemente gravado em VHS e muito interessante pois lembra muito a capa do invisibilidade de Harry Potter.
Confira o vídeo abaixo e deixe o seu comentário:



Fonte: misterio

quarta-feira, 22 de março de 2017

Aurora boreal na Islândia, um show de luzes coloridas

Autoridades apagam luzes da capital islandesa para ver aurora boreal

As autoridades da Islândia apagaram as luzes da capital, Reykjavik, durante uma hora para que os habitantes pudessem ver melhor as sempre deslumbrantes luzes da aurora boreal. 
As luzes da auroral boreal são conhecidas por terem várias cores naturais resultantes da colisão de partículas eletricamente carregadas liberadas (vento solar) pelo sol que, ao entrarem na atmosfera da Terra, colidem com gases como o oxigênio e o nitrogênio.

As autoridades da Islândia apagaram as luzes da capital para que os habitantes pudessem ver as luzes da aurora boreal. As fotografias não tardaram a serem compartilhadas nas redes sociais. 

O espetáculo da aurora boreal pôde ser contemplado com mais clareza em Reykjavik, na Islândia, na noite de quarta-feira, quando as autoridades apagaram por uma hora a iluminação pública das ruas da capital islandesa.

Entre 22h e 23h de quarta-feira, moradores da cidade aproveitaram para registrar imagens das Luzes do Norte, resultado da energia liberada após o choque de partículas das tempestades solares com as moléculas de gás da atmosfera. A dança das cores é provocada pelos ventos.
 

Segundo o jornal The Guardian, as luzes das ruas da cidade islandesa foram desligadas para maximizar a escuridão de modo a que se visse melhor este espetáculo natural.
Em comunicado, o Governo local disse que os residentes foram convidados a participar nesta iniciativa, pedindo-lhes que também desligassem as luzes de casa. Deste modo, também estariam contribuindo para a diminuição da “poluição luminosa”. 

As luzes da auroral boreal são conhecidas por terem várias cores naturais resultantes da colisão de partículas eletricamente carregadas liberadas (vento solar) pelo sol que, ao entrarem na atmosfera da Terra, colidem com gases como o oxigênio e o nitrogênio.

Este espetáculo natural causou assim uma visão deslumbrante aos turistas e habitantes da cidade. As fotografias não tardaram a ser compartilhadas nas redes sociais. Vale a pena apreciá-las.

Fonte: Thoth3126

terça-feira, 21 de março de 2017

Ex-oficial naval diz ter visto entrada para base alienígena na Antártica


Um ex-oficial naval estadunidense alegou ter visto a entrada para uma base alienígena secreta, e também OVNIs, enquanto estava servindo na Antártica.

O homem, que serviu por 20 anos, revelou a impressionante história para a jornalista investigativa Linda Moulton Howe.

A Sra. Howe, de 75 anos, moradora da cidade de Albuquerque, no Novo México (EUA), que já foi premiada pelo seu trabalho de pesquisa paranormal através do site Earthfiles.com, diz ter sido contatada várias vezes pelo delator, o qual ela chama de Brian.

Numa série de vídeos liberados no YouTube, a Sra. Howe é escutada entrevistando Brian sobre o que ele teria visto.

Brian, de 59 anos, o qual alega ser um oficial engenheiro de voo de primeira classe aposentado da Marinha dos EUA, num esquadrão chamado Antarctic Development Squadron Six, alegou ter feito parte de uma tripulação que teria voado por uma “zona interditada ao voo” sobre a Antártica, e visto OVNIs, alienígenas, bem como uma gigantesca entrada para uma base alienígena.

Ele alega ter servido lá entre 1983 e 1997, quando aposentou, e em várias ocasiões teria visto “discos aéreos prateados” voando sobre as Montanhas Transantárticas.

Nos vídeos ele diz que há uma colaboração ultra-secreta entre os humanos e os alienígenas, com a Antártica sendo um grande local de pesquisas para projetos.

Ele diz que o enorme buraco estava localizado entre 8 a 16 quilômetros do Polo Sul, na zona interditada ao voo.  Ele também disse que um grupo de cientistas havia desaparecido por uma semana, e retornaram aterrorizados e se recusando a falar.
Então, num acampamento perto de Marie Byrd Land, uma dúzia de cientistas desapareceu por duas semanas, e quando reapareceram, a tripulação de voo de Brian foi escalada para buscá-los.  Brian diz que eles não falavam nada e “suas faces pareciam assustadas”.
Num e-mail para a Sra. Howe, ele escreve:
Um outro assunto estranho com a estação do Polo Sul é que nossa aeronave não era permitida de voar sobre uma certa área designada, a 8 quilômetros da estação. A razão declarada era devido a amostragem de ar naquela área.
Isto não fez sentido algum para nós da tripulação, porque em duas diferentes ocasiões tivemos que voar por sobre esta área.  Ela era no lado oposto do continente e tínhamos que reabastecer no Polo Sul, e uma trajetória direta para este Acampamento Davis era bem por cima da estação de amostragem de ar.
A única coisa que vimos sobre este acampamento foi um enorme buraco para dentro do gelo. Era possível voar o nosso LC130 para dentro desta coisa.
A conversa entre as tripulações de voo era que havia uma base OVNI no Polo Sul e alguns membros da tripulação escutaram isto de alguns cientistas que estavam trabalhando e interagindo com os cientistas no acampamento de amostragem de ar/enorme buraco no gelo.
Earthfiles publicou um documento editado DD-214 e a Medalha de Serviços na Antártica dada ao Brian em 20 de novembro de 1984, como confirmação de suas credenciais.
Estas alegações estremeceram a comunidade OVNI.
Um artigo no site unsilentmajoritynews.com disse:
Por sobre os anos, têm havido toneladas de artigos na Internet lidando com mistérios e anomalias que envolvem a Antártica.
Muitos deles têm sido desmascarados, ou pelo menos a pessoa escreveu as alegações de ter desmascarado as várias histórias.  Eu também tenho pessoalmente escrito sobre as misteriosas atividades que dizem estar ocorrendo no continente congelado, mas a seguinte história deveria ser elevada acima de todas as outras, na minha humilde opinião.
Por que? O que faz desta história mais credível do que muitas outras que pesquisei?
Linda Moulton Howe não é qualquer pessoa; ela é uma produtora de TV ganhadora de um Prêmio Emmy, repórter investigativa para rádio e Internet, e escritora que acessa diretamente os homens e mulheres à frente dos avanços científicos e ambientais, e testemunhas de coisas altamente estranhas, em primeira mão.
Mas Nigel Watson, escritor do UFO Investigation Manual, disse:
A Antártica é muitas vezes citada como base para a atividade OVNI, mas como esta história, a evidência é baseada em rumores e informações de fontes anônimas e não confiáveis. Assim, eu não daria muito crédito a isto.

Fonte: OVNIHoje

A Teoria da gravidade de Einstein pode ter que ser reescrita


Pesquisadores da Universidade de St. Andrews (Reino Unido) descobriram um enorme anel de galáxias se afastando de nós muito mais rápido do que o previsto.
Este anel com 10 milhões de anos-luz de diâmetro, feito de pequenas galáxias, está se expandindo rapidamente como um minúsculo ‘Big Bang’.  A equipe acredita que Andrômeda, nossa galáxia vizinha, uma vez passou muito perto da nossa própria galáxia, criando um efeito estilingue de várias galáxias pequenas.
O Dr. Hongsheng Zhao da Escola de Física e Astronomia, e co-autor do trabalho publicado na Monthly Notices of the Royal Astronomical Society, pela Oxford University Press, disse:
Se a Gravidade de Einstein estivesse correta, nossa galáxia nunca chegaria próxima o suficiente de Andrômeda para esparramar algo tão rápido assim.
Se estiver correta, a descoberta forçaria uma nova compreensão da gravidade e do nosso cosmos. Como tal, um voo galáctico aproximado só faria sentindo se a gravidade enfraquecesse mais lentamente à medida que as galáxias se separassem, do que a ciência de tendência predominante sugere.
Indranil Banik, aluno PhD que liderou o estudo, disse:
A distribuição similar a um anel é muito peculiar. Estas pequenas galáxias são como um fio de gotas de chuva espirradas para fora de um guarda-chuvas que estava girando. Descobri que quase nem há uma chance de 1 em 640 para galáxias aleatoriamente distribuídas se alinharem desta forma observada. Tracei suas origens a um evento dinâmico, quando o Universo tinha somente metade da idade que tem hoje.
Esta onda similar a um tsunami no céu provavelmente foi causada pelo quase choque da galáxia Andrômeda com a nossa galáxia, a Via-Láctea. As duas enormes galáxias sempre orbitam uma à outra num plano e teria esparramado galáxias anãs pelos suas trajetórias, talvez explicando porque as galáxias anãs se afastando em alta velocidade estão no mesmo plano da Via Láctea e da Andrômeda.
Banik adicionou:
No paradigma da gravidade de Einstein, a hipotética matéria escura sempre é convocada. Tal alta velocidade requer 60 vezes mais massa do que vemos nas estrelas da Via Láctea e da Andrômeda. Porém, a fricção entre suas enormes auréolas de matéria escura resultaria na união delas, ao invés de se separarem a 2,5  milhões de anos-luz, como elas devem ter feito.
Marcel Pawlowski, da Universidade da Califórnia em Irvine, o qual estimulou a descoberta de Banik, disse:
A ciência progride através dos desafios. Junto com outros planos conhecidos de satélites, este gigantesco anel forma um sério desafio para o paradigma padrão.
Atualmente o Dr. Zhao está se inscrevendo para um financiamento da UK Science and Technology Facilities Council, a fim de dar continuidade ao seu trabalho com simulações detalhadas da origem do anel e de nossas galáxias vizinhas, com gravidade alternativa.

Fonte: OVNIHoje

sexta-feira, 17 de março de 2017

Seria realmente uma pegada "Humana" em Marte?

Em uma das muitas imagens tomadas pela Spirit Rover em missão de exploração a Marte está uma fotografia surpreendente que a NASA nunca comentou. Nesta imagem você pode ver a superfície do planeta vermelho com o que parece ser (ou parecer) uma pegada humana.

Ainda mais incrível é que a marca tem uma correspondência quase exata das primeiras pegadas tomadas pelos astronautas na Lua. As semelhanças entre os dois  são difíceis de ignorar. Em seu site, a NASA chamado a imagem "pegada" (pegada pé) e afirmou que despertou "visões" sobre os primeiros passos em Marte. A imagem impressionante foi feita pela Spirit Rover em fevereiro de 2004, perto da cratera Gusev. E 'interessante notar que a marca deixada na superfície de Marte não parece realmente estar ligada aos traços da Rover.

A imagem foi comparada com uma outra imagem que a NASA estava cobrindo os primeiros passos dos astronautas na Lua. Em uma comparação lado a lado, as imagens aparecem quase uma correspondência exata. Embora tenha havido muitas anomalias de descobertas de Marte ao longo dos anos, esta descoberta recente é realmente assustadora e perguntar o que está realmente acontecendo no planeta vermelho.

Será verdadeira a imagem das primeiras pegadas humanas em Marte? Ou é uma pegada de outro Rover? Temos ouvido muito, e muito se tem especulado sobre NASA programa espacial secreto, que revelou que há um projeto ou um plano para uma missão tripulada a Marte. A imagem pode ser uma evidência dessas missões?

Fonte: UFOS Online

quarta-feira, 15 de março de 2017

Manuscrito de 2000 anos atrás diz que gigantes viveram na Terra


Um texto da antiguidade conta literalmente como os gigantes – também conhecidos como Nefílins – caminhavam pela Terra. Descoberto nas cavernas de Qumran, o Livro de Gigantes descreve como os Nefílins viveram na Terra, criando caos e destruição.

As cavernas de Qumran – uma série de cavernas, algumas naturais, outras artificiais, encontradas no sítio arqueológico de Qumran, no Deserto da Judéia – têm produzido importantes relíquias da antiguidade.
Foram nas Cavernas Qumran que numerosos Pergaminhos do Mar Morto foram descobertos.  As cavernas são reconhecidas em Israel como um Sítio de Herança Nacional.

Os, assim chamados, Pergaminhos do Mar Morto são uma grande coleção composta de 981 diferentes manuscritos, que foram descobertos entre 1946/47, 1956 e 2017, em 12 das cavernas.
Os textos são de grande significância histórica, religiosa e linguística, porque eles incluem o segundo mais velho manuscrito de trabalhos, que mais tarde foram incluídos no cânone da Bíblia Hebraica, junto com manuscritos deuterocanônicos e extra bíblicos, os quais preservam evidências da diversidade de religiões ensinadas no Segundo Templo do Judaísmo.

Mas além dos Pergaminhos do Mar Morto, as cavernas Qumran são onde os especialistas recuperaram o Livro de Gigantes – um livro apócrifo que expande a narrativa na Bíblia Hebraica. De acordo com os pesquisadores, acredita-se que este texto antigo tenha sido a base do Livro de Enoque, considerado como um trabalho pseudepigráfico datando do terceiro século A.C.

Um pequeno pedaço do Livro de Gigantes e dos Pergaminhos do Mar Morto.
Diz-se que há milhares de anos, anjos e humanos interagiam livremente, um fato bem documento em Gênesis (6:1-4).
O livro foca especificamente nos dois filhos de Shemihaza, Ohya e Hahya. Porém, há muitos textos antigos que fazem referência aos Nefílins.

Segundo J. T. Milik, o Livro de Gigantes é um documento que acredita-se ter sido parte do Pentateuco de Enoque, junto com o Livro dos Vigilantes, o Livro dos Sonhos, a Epístola de Enoque e o Livro Astronômico. Todos estes seriam significantes desde o começo do primeiro século. Porém, durante a era cristã, esta coleção foi alterada e esta narrativa foi substituída pelo Livro das Parábolas. A existência de cópias esparsas deste livro poderia ter sido causada devido à falta de uso geral após sua substituição pelo Livro das Parábolas.

Outro texto é o Livro do Gênesis, o qual sem dúvida descreve estas misteriosas criaturas consideradas pelos “estudiosos de tendência predominante” somente como seres mitológicos da história distante da humanidade. A maioria das informações agregadas hoje vem do apócrifo Livro de Enoque. Este livro antigo é atribuído historicamente ao bisavô de Noé.

Este antigo manuscrito – o Livro de Gigantes – sugere que estas criaturas vieram do céu e popularam o planeta Terra. Acredita-se que estes seres tenham sido extremamente corruptos e degradantes, e eram propensos a atos abomináveis de violência e atos não naturais com animais e seres humanos.

Os textos antigos detalham como os Nefílins viveram na Terra e criaram o caos e a destruição. Em um ponto da história, eles começaram a ter sonhos proféticos de Armagedom, e o medo varreu através de seus corações. De acordo com os textos, o primeiro dos Nefílins a ter tal sonho profético foi Mahway, o filho titã do anjo Barakel. De acordo com seu sonho, um enorme tablete estava submerso na água, e à medida que se aproximava da superfície, somente três nomes eram deixados nele.  Acredita-se que isto simbolizava o Grande Dilúvio e a destruição de todos, exceto Noé e seus filhos.

Fonte: OVNIHoje

Canadá: novamente SONS estranhos são ouvidos e gravados


Ouça o gemido estranho e lamentoso vindo dos céus que está assustando uma cidade canadense … Após muitos outros relatos semelhantes ouvidos e gravados através de todo o planeta. Uma mulher do Canadá foi despertada de seu sono em sua cama na quinta de manhã, bem cedo por um alto, como um profundo lamento, e estrondoso som que emanava dos céus ao redor de sua casa, na British Columbia e conseguiu gravar esta experiência assustadora em vídeo.

Um lamento. Ouça o gemido estranho e lamentoso vindo dos céus que está assustando uma cidade canadense … Após muitos outros relatos semelhantes através de todo o planeta
  • Kimberly Wookey de Terrace, na British Columbia, Canadá, foi capaz de captar em áudio um ruído misterioso nos céus de sua cidade;
  • Desde 2011, centenas de tais vídeos apareceram no YouTube de pessoas de todo o mundo;
  • Um fenômeno semelhante conhecido como “The Hum” atravessa paredes (lamento) dentro de casa e só afeta dois por cento das pessoas;
  • A ciência ainda tem que identificar a causa do zumbido e os sons ouvidos em todo o planeta e vindos do céu
Ao DAILY MAIL REPORTER 
Kimberly Wookey de Terrace, British Columbia ficou profundamente abalada com o intenso gemido vindo dos céus que ela diz que já ouviu antes, mas cujas origens e causas ainda permanecem um mistério.

Veja o vídeo a seguir sobre os sons muito estranhos em Terrace, BC, no Canadá, em 29 de agosto de 2013, às 07:30
E não apenas para ela. Pessoas de todo o mundo têm relatado ter ouvido sons semelhantes, incluindo todo o ano de 2012, sons ao redor do planeta que foram ouvidos e gravados por pessoas em todos os continentes, mas ninguém pode ainda responder a quem ou o que está produzindo os sons assustadores.

Wookey diz em seus comentários do YouTube que ela já tinha ouvido o som antes, mas foi só desta vez que foi capaz de gravá-lo. ‘A primeira vez foi em junho “, escreve Kimberly. “Mas ele não era tão intenso“. Desta vez ela estava pronta para gravá-lo.

Kimberly Wookey de Terrace, na British Columbia, Canadá, foi capaz de captar em áudio um ruído misterioso nos céus de sua cidade

“Eu me joguei para fora da cama como um morcego voando para fora do inferno“, ela escreveu. O Filho de 7 anos de idade de Wookey também foi acordado pelo som monótono e lamentoso, que ecoou pelas montanhas que rodeiam Terrace, durante vários minutos.

E os Wookeys não foram as únicas pessoas a ouvi-lo. Pessoas de toda a cidade de Terrace disseram ter vivido essa experiência estranha. Mandi Campbell também ouviu os sons.

Ele parecia vir do céu ou no subsolo, mas era algo muito alto, porém“;ela disse à CBC News. Debbie Vantikrus também ouviu o gemido vindo dos céus.

“Eu ouvi um barulho, e no começo eu pensei que eu poderia ter deixado uma janela aberta e o vento estivesse uivando“, disse ela“Quanto mais eu ouvia, pensei … não, isso não é o vento uivando através de uma janela, deve ser alguém afinando algum instrumento em George Little Park. Então, eu simplesmente deletei o som da minha cabeça e não pensei mais o que é que ele era “

Então Vantikus chegou para trabalhar e outras pessoas descreveram terem ouvido o mesmo som assustador. Apesar de toda a conversa, as autoridades locais e autoridades científicas canadenses ainda não podem dizer com certeza o que aconteceu. Embora, isso não os impedisse de tentar explicar o fenômeno.

O Professor de Física Erik Jensen, da University of Northern British Columbia ouviu os sons e disse à TV CFNR que eles eram diferentes de tudo que ele já tinha ouvido antes, mas tinha que dizer isto:
“Em primeiro lugar, os sons podem viajar distâncias muito grandes quando as condições forem adequadas, e viajar em direções surpreendentes, o som pode se refratar na atmosfera e ser “rejeitado” se as condições climáticas forem adequadas. Os sons também podem ser focados, irá variar muito de um lugar para outro”.
Há vários precedentes ao longo dos últimos anos para esse mistério. Em janeiro de 2012, sons semelhantes foram relatados em todo o Canadá, em Chicago, Nova York, e até mesmo através do Atlântico, na Noruega, Espanha. Também ouve registros nos países da América Latina, México, Brasil, Argentina.

Sons do céu na zona rural em Conklin,  em Alberta, também no Canadá

Em uma pesquisa do YouTube vai se encontrar um tesouro de tais casos capturados em vídeo, alguns deles mais credíveis do que outros é claro, porque também houve muitas brincadeiras e falsificações, como sempre.

Fonte: Thoth3126

Custom Search