Mistérios...

Os mistérios mais intrigantes que ocorrem no mundo.

Ciência...

A evolução científica mostrada aqui.

Tecnologia

A evuloção tecnológica apresentada.

Blog dedicado a Ciência, Tecnologia e Mistérios dizendo ao mundo o que todos devem saber.

loading...
Mostrando postagens com marcador Ciência. Mostrar todas as postagens
Mostrando postagens com marcador Ciência. Mostrar todas as postagens

sábado, 11 de abril de 2020

Astronautas da NASA escutaram uma estranha e misteriosa música no lado oculto da Lua

Revelação só foi feita 40 anos depois do estranho ocorrido na missão Apollo 10

Os astronautas que fizeram parte da missão Apollo 10 (uma missão antes daquela que colocou os primeiros homens na Lua) relataram ter ouvido sons estranhos e misteriosos, ou "um tipo de música espacial" enquanto sobrevoavam o lado oculto da Lua, em maio de 1969.

O caso do estranho ruído ou assovio inexplicável é revelado em um episódio da série "Arquivos Inexplicáveis da NASA", do canal Science Channel. O episódio se concentra em um evento estranho que ocorreu com os membros da tripulação da missão Apollo 10, que entrou em órbita lunar a 1.524 km da superfície da Lua, que seria um tipo de preparação para a histórica missão Apollo 11, dois meses depois. 

Atenção: os vídeos estão em inglês, mas as legendas podem ser ativadas ao clicar na engrenagem, depois em legendas, e em traduzir automaticamente (escolhendo o idioma desejado).

Arquivos Inexplicáveis da NASA - Sons estranhos no lado oculto da Lua - Parte 1



Arquivos Inexplicáveis da NASA - Sons estranhos no lado oculto da Lua - Parte 2





Os astronautas da missão Apollo 10, Tom Stafford, John Young e Eugene Cernan, podem ser ouvidos nas gravações de voo enquanto comentam sobre o estranho som e questionam se a NASA deveria ser informada sobre o ocorrido. "Parece que é um tipo de música do espaço exterior", diz um dos astronautas. "Vamos falar sobre isso?" Pergunta um deles. "Eu não sei", responde o outro. "Devemos pensar sobre isso."

Não há nenhum registro dos astronautas discutindo o ruído com a NASA ou com o público. Não está claro se os astronautas escutaram o ruído em outras missões do lado distante da Lua, ou se outros astronautas em missões posteriores ouviram o estranho som. John Young foi novamente para Lua e andou sobre sua superfície na missão Apollo 16, quando foi o comandante. Eugene Cernan comandou a missão Apollo 17 e foi o último homem a pisar na Lua. Tom Stafford também foi para o espaço novamente, mas nunca voltou para a Lua.

As gravações de maio de 1969 foram registradas enquanto os astronautas estavam no lado mais distante da Lua, fora de comunicação com a Terra, ou seja, não há chance alguma do som ter sido algum tipo de interferência originada por rádios ou satélites terrestres. 
 
Créditos: Science Channel / divulgação

O som misterioso que assustou a tripulação durou quase todo o período em que os astronautas ficaram sem contato com a Terra. Mais tarde, as gravações foram enviadas de volta para o Centro de Controle da Missão, onde foram transcritas, arquivadas e classificadas como secretas, por protocolo.

A conversa e os estranhos sons foram finalmente revelados em 2008. Alguns técnicos especulam que o estranho som pode ter se originado a partir de interferência de rádios VHF no módulo de comando e no módulo lunar, conforme eles interagiam entre si, segundo o pesquisador Andrew Chaikin. Mas claro, nem todos acreditam e seguem a mesma linha de raciocínio.

"A tripulação da missão Apollo 10 estava completamente ciente do tipo de barulho que eles deveriam ouvir," disse o Piloto do Módulo de Comando da missão Apollo 15, Al Worden, em um trecho do episódio. "A lógica me diz que se havia algo gravado, então havia alguma coisa por lá."

Fonte

O "mistério" do astronauta esculpido em uma catedral construída há mais de 300 anos


A figura de um astronauta talhada na fachada da entrada norte da Catedral de Salamanca, na Espanha, impressiona a todos que se deparam com essa representação inusitada. A igreja, construída nos estilos barroco e gótico, foi erguida entre 1513 e 1733. O que explica a presença dessa imagem moderna em uma edificação tão antiga? Teorias envolvendo astronautas antigos, viagens no tempo e acontecimentos sobrenaturais não faltam como tentativas de responder à questão.

A figura está localizada em uma coluna, na entrada da Nova Catedral, e representa um astronauta com botas, capacete e o que parece ser um sistema de respiração em seu peito, com tubos que se conectam a uma mochila na parte traseira de seu traje. Com a mão direita, ele segura uma espécie de vara e com a esquerda se apoia em uma folha. Seu rosto expressa uma perplexidade imutável. No entanto, e apesar do mistério pairar sob uma nuvem de incerteza, a existência do astronauta enigmático da Catedral de Salamanca tem uma explicação bem mais simples. 

A resposta está em uma reforma pela qual a igreja passou em 1992. A “Porta de Ramos”, como é chamada a entrada norte da Catedral, estava bastante danificada devido à ação do tempo. Durante os trabalhos de recuperação, a escultura do astronauta foi acrescentada pelo pedreiro Miguel Romero, sob a orientação do arquiteto Jerómio García de Quiñones, o responsável pela revitalização.

O fato teria obedecido a uma velha tradição, na qual os restauradores costumam incluir algum elemento moderno sempre que a igreja passa por um novo trabalho de restauração. Além da figura do astronauta, também foram esculpidas outras imagens divertidas, como um dragão tomando sorvete. Apesar de haver uma explicação convincente para a presença do viajante espacial na fachada da catedral, muita gente ainda prefere acreditar em teorias da conspiração.

Os bizarros experimentos da CIA para controlar a mente humana durante a Guerra Fria


Durante a Guerra Fria, os Estados Unidos e a União Soviética competiam pelo domínio em áreas tecnológicas e militares. A disputa entre os dois países envolveu desde a corrida espacial até o desenvolvimento de arsenais atômicos capazes de destruir o mundo. Na luta pela hegemonia entre as potências mundiais, valia tudo. Naquela época, a CIA e o Departamento de Defesa dos Estados Unidos chegaram até mesmo a promover bizarros programas de pesquisa para tentar controlar a mente humana. 

Grande parte desses experimentos foram elaborados por Sidney Gottlieb, químico e funcionário de alto escalão da CIA. Sua história é contada no livro Poisoner in Chief: Sidney Gottlieb and the CIA Search for Mind ("Envenenador-Chefe: Sidney Gottlieb e a Busca da CIA pelo Controle da Mente", em tradução livre), publicado no final do ano passado nos Estados Unidos.

Entre as iniciativas nas quais Gottlieb se envolveu estava o programa secreto MK-Ultra, desenvolvido pela CIA durante a década de 1950.  O projeto incluía experimentos envolvendo o uso de drogas como LSD, mescalina e outros psicoativos para observar seus efeitos no comportamento das pessoas. O plano contava com duas fases: primeiro era preciso fazer desaparecer a mente de suas cobaias e depois preencher esse espaço vazio com uma mente "nova". De acordo com Gottlieb, o primeiro objetivo chegou a ser alcançado, enquanto o segundo não deu resultado.

A corrida armamentista também impulsionou a CIA a pesquisar sobre os poderes da comunicação telepática. George Lawrence, um psicólogo vinculado às ciências paranormais e à informática, foi o encarregado de dirigir um programa de pesquisa único. Em 1972, esse projeto pretendia aumentar a velocidade de resposta diante de um possível ataque nuclear, pelo uso da telepatia para desviar mísseis e até para se comunicar à distância com submarinos.  Tanto esse programa quanto o MK-Ultra foram tremendos fracassos.


Homem italiano abduzido diz ter fotos de alienígenas do planeta "Clarion"



Maurizio Cavallo, 63, também é conhecido pelo pseudônimo de Jhlos, e publicou vários livros sobre o assunto. Em 2012, em uma conferência em Turim, na Itália, ele falou sobre quem seria o extraterrestre:

"Eles são os guardiões estelares, os senhores do arco-íris: são os jardineiros do universo, os antepassados precursores, os imortais intemporais que vêm de os limites do cosmos. Eles vêm da fonte primária, de um lugar em que você constrói a eternidade ". Veja o vídeo e tire suas conclusões:


Fonte:

terça-feira, 31 de março de 2020

Que coisa estranha e essa na superfície de Marte? um ser humanoide?

Desde que a NASA enviou robôs exploradores para marte nos chegam milhares de imagens daquele maravilhoso planete, imagens essas que mostram muita coisa estranhas com esqueletos, estatuas, alguns tipos de contruções e muito mais e agora chega essa imagem que parece um ser humanoide mas será? uma vista panorâmica do 'Naukluft Plateau' no baixo Monte Sharp, que fica dentro da Gale Crater em Marte, mostra algo muito estranho.

   Além da geologia e das formas de relevo, a imagem mostra o que parece ser um ser humanoide com cabeça de cone andando em Marte.

Parece que o ser está com uma vestimenta azul e usando botas brancas.



Se não for mais um caso de pareidolia, suponha que esse ser seja real, eu me pergunto se é um híbrido como os híbridos de Marte que supostamente estiveram em contato com pessoas da Terra milhares de anos atrás?

Imagem do link HD: http://photojournal.jpl.nasa.gov/catalog/PIA20332

A história da humanidade tem numerosos exemplos de esqueletos com crânios em forma de cone.

E existem evidências arqueológicas que estabelecem uma espécie de hominídeo que possuíam crânios alongados de aproximadamente 50.000 (ou mais) anos atrás na África do Sul e na América do Sul.

Depois disso, os hominídeos de crânios alongados aparecem com destaque em torno das imagens do faraó egípcio Akhenaton (1353 aC-1335 aC) e sua esposa Nefertiti, um híbrido de boa aparência.

segunda-feira, 30 de março de 2020

Astrônomos descobrem uma 'ponte' entre as Nuvens de Magalhães!

Composta por gás e poeira, ela pode nos revelar detalhes sobre a formação e a interação das galáxias
   É difícil não reparar nelas. Se você mora no hemisfério sul, provavelmente já viu essas duas maravilhas a olho nu: As Nuvens de Magalhães - duas galáxias satélites da Via Láctea. Mas além de estarem interagindo com a nossa Galáxia, a Grande Nuvem de Magalhães e a Pequena Nuvem de Magalhães também estão interagindo entre si.
   Os efeitos gravitacionais entre essas duas galáxias podem revelar muito sobre a história e a evolução das galáxias, assim como os ambientes que as rodeiam. Mas a força gravitacional não é a única força em ação nessa história...
   Agora, pela primeira vez, pesquisadores utilizando o telescópio de radar Australian Telescope Compact Array, em Nova Gales do Sul, na Austrália, detectaram um campo magnético no espaço entre as Nuvens de Magalhães. A chamada Magellanic Bridge (Ponte de Magalhães). Essa estrutura é formada por um filamento de gás e poeira que se estenda por 75.000 anos-luz entre a Grande e a Pequena Nuvem de Magalhães. Os resultados foram publicados na revista da Royal Astronomical Society.


Detectando o Invisível

   Campos magnéticos podem ser encontrados dentro e ao redor de planetas e estrelas, mas também nas galáxias. Detectamos campos magnéticos galáticos aqui mesmo, na Via Láctea, e também em várias outras galáxias, mas um campo magnético extra galático é outra coisa. Este é o primeiro campo magnético detectado "fora" de uma galáxia.
Grande e Pequena Nuvem de Magalhães acima do Observatório Australian Telescope Compact Array, na Austrália.
Créditos: Mike Salway


   Para detectar a presença da "Ponte de Magalhães", Jane Kaczmarek (Universidade de Sydney) e seus colegas observaram 167 fontes de rádio conhecidas na mesma área do céu, localizadas muito além das Nuvens de Magalhães. A Grande Nuvem de Magalhães e a Pequena Nuvem de Magalhães estão a 160.000 e 200.000 anos-luz de distância, respectivamente. Algumas dessas fontes de rádio ficavam exatamente atrás da ponte ao longo da nossa linha de visão, e outras estavam mais próximas do que ela.
   A energia liberada por fontes de rádio é muitas vezes parcialmente polarizada, de modo que a luz tende a ondular numa certa direção. Mas se ela passa através de uma estrutura qualquer, como um filamento de gás, ou de poeira, por exemplo, antes de chegar aqui na Terra, ela muda de polarização. A intensidade dessa mudança da polarização das ondas de rádio é equivalente ao tamanho da estrutura em que a interação ocorreu. Contando com isso, os astrônomos puderam calcular que o campo magnético era de 0,3 microgauss - um milhão de vezes mais fraco do que o campo magnético da Terra na superfície do nosso planeta.


A Ponte de Magalhães

Interpretar os dados não é simples. A Via Láctea tem seu próprio campo magnético, assim como a Terra, o Sol e vários outros planetas do Sistema Solar. Assim, a equipe teve de excluir possíveis sinais do campo magnético de outras fontes para isolar apenas o campo magnético da Ponte de Magalhães.
A Grande Nuvem de Magalhães (esquerda) e a Pequena Nuvem de Magalhães (direita).
Créditos: NASA / Hubble Space Telescope
   Sabemos que nos passado, a Grande e a Pequena Nuvem de Magalhães tiverem uma grande aproximação. Não se sabe ao certo quando isso aconteceu, ou quão perto foi o encontro, mas o evento literalmente dobrou as duas galáxias, e o que eram galáxias espirais, agora são galáxias irregulares. A Ponte de Magalhães é provavelmente um remanescente dessa interação, composta de gás e poeira rasgado de ambas galáxias quando passaram uma pela outra.

   Os autores do estudo ainda sugerem que o campo magnético recém descoberto é composto de ambos os campos magnéticos das duas galáxias, que foram arrastados junto com o gás. Se verdadeiro, esse resultado confirmaria a existência de um Campo Magnético de Magalhães, o que poderia explicar o passado e o futuro de todo o sistema de Magalhães.

   O observatório Square Kilometer Array (SKA) está na fase final de seu projeto, e quando finalizado, em meados de 2021, sondará os campos magnéticos que cercam galáxias que interagem com a Grande e a Pequena Nuvem de Magalhães, assim como procurará por possíveis sinais de magnetismo no meio intergalático, auxiliando ainda mais na busca por novos horizontes.

Nossa galáxia é bem maior do que pensávamos



   Uma pesquisa liderada por cientistas da Universidade de Durham, na Inglaterra, revela que a nossa galáxia, a Via Láctea, é bem maior do que pensávamos, tendo um tamanho que se estende por quase 2 milhões de anos-luz.
   Vale lembrar que o tamanho da nossa galáxia, de acordo com a Astronomia, é de 100.000 anos-luz. Estudos recentes apontaram para um valor de 260.000 anos-luz, que seria a região ainda influenciada pelo poder gravitacional galático.
   Ou seja: seu disco luminoso onde estão a grande maioria das estrelas, não mudou de tamanho. A região "visível" da nossa galáxia continua entre os 100.000 e 260.000 anos-luz. O que este estudo nos mostra é a dimensão do "halo galático" - região ainda influenciada pelo núcleo da Via Láctea.

Ilustração artística da Via Láctea vista acima do polo norte galático.
Créditos: NASA

   Para encontrar a borda da Via Láctea, foram feitas simulações de computador de como galáxias enormes se formam, sobretudo galáxias que surgem ao lado de outras galáxias, como é o caso da Via Láctea e a Galáxia de Andrômeda. A influência exercida por cada uma dessas galáxias vizinhas nos diz onde estaria localizado a linha final de cada galáxia - o limite, propriamente dito.
   Com isso, os astrônomos perceberam que a influência da nossa galáxia se estende a cerca de 950 mil anos-luz de seu eixo - isso dá um tamanho de quase 2 milhões de anos-luz de diâmetro.

Novos estudos e observações devem aprimorar essa nova visão científica e torná-la mais precisa.

Fonte

sábado, 28 de março de 2020

Imagens 3D mostram danos causados pelo coronavírus aos pulmões (VÍDEO)


Pesquisadores, usando um equipamento médico de realidade virtual para observar o organismo desde o interior, fizeram um vídeo para observar os danos pulmonares causados pelo coronavírus.
Segundo informou em 26 de março o portal da CNN, uma equipe de pesquisadores do Hospital Universitário George Washington, nos EUA, conseguiu produzir um vídeo 3D de pulmões gravemente infectados com o coronavírus, mostrando os danos que a COVID-19 pode causar ao corpo.

A sequência foi feita a partir de dados de um paciente de 50 anos, internado em 18 de março na UTI do hospital. O agravamento do seu estado de saúde levou os médicos a recorrer à oxigenação por membrana extracorpórea (ECMO, na sigla em inglês).
Trata-se de uma técnica médica extracorpórea usada para fornecer suporte de oxigênio para o coração e pulmões a pacientes cujos pulmões estejam em colapso, depurando o dióxido de carbono e oxigenando o sangue sem recurso aos pulmões.
Para entender com precisão os danos ao tecido pulmonar, a equipe médica utilizou tecnologia de realidade virtual que lhes permitiu observar o sistema respiratório por dentro.

Danos a longo prazo nos pulmões

Segundo declarou à CNN o Dr. Keith Mortman, chefe do Departamento de Cirurgia Torácica do Hospital George Washington, cerca de 20% das pessoas que contraem o coronavírus desenvolvem sintomas, mas apenas uma parte delas sofre de complicações pulmonares que requeiram assistência respiratória.
Comentando o vídeo, "há um contraste tal entre o pulmão infectado e o tecido pulmonar saudável adjacente que você nem precisa ser médico para entender essas imagens e quão sério o coronavírus pode ser", afirmou Mortman.
Além disso, o cirurgião manifesta-se particularmente preocupado com as consequências da infecção, uma vez que os danos pulmonares podem "afetar a capacidade de uma pessoa respirar para o resto da sua vida", concluiu.
Fonte

quarta-feira, 25 de março de 2020

Novo tipo de lentes detecta "Entidades" invisíveis para os seres humanos




USANDO NOVOS TIPOS DE LENTES TERIAM DITO QUE AGORA PODE-SE VER "ENTIDADES" OU "ANOMALIAS" NO ESPAÇO  E NOSSO AMBIENTE TERRESTRE.

yournewswire.com | Segundo os cientistas da Thunder Energies Corp, essas entidades estão sendo detectadas principalmente em torno de instalações militares e sítios industriais.

Bb-tv.com relatórios:
A Thunder Energies Corp (TNRG: OTC) detectou recentemente entidades invisíveis em nosso ambiente terrestre com o revolucionário telescópio Santilli com lentes côncavas (marca registrada e patente pendente de Thunder Energies).
A Thunder Energies Corporation apresentou anteriormente confirmações da existência aparente de galáxias de antimatéria, asteroides de antimatéria e raios cósmicos de antimatéria detectados em testes anteriores. Nesta novidade, Thunder Energies apresenta evidências da existência de Entidades Invisíveis Terrestres (ITE) do tipo escuro e brilhante.

"Esta é uma descoberta emocionante. Não sabemos quais são essas entidades; Eles são completamente invisíveis para nossos olhos, nossos binóculos ou telescópios Galileo tradicionais, mas esses objetos são totalmente visíveis em câmeras anexadas ao nosso telescópio Santilli ", afirmou o Dr. Ruggero Santilli, CEO da Thunder Energies Corp.

Informações técnicas podem ser obtidas no documento científico RM Santilli, "Detecção aparente através de novos telescópios com lentes côncavas de outras entidades terrestres invisíveis (ITE)", American Journal of Modern Physics (na imprensa).

Loading...

terça-feira, 8 de janeiro de 2019

Estrutura alienígena fotografada em Mercúrio. Esta é a prova de bases extraterrestres no sistema solar!


A perspectiva da vida em Mercúrio parece impossível para os seres humanos, considerando que é o planeta mais próximo do sol e tem temperaturas no solo variando de -173C à noite para 427C durante o dia. No entanto, isso não impediu alguns caçadores de alienígenas, que acreditam ter identificado uma estrutura alienígena no pequeno planeta que tem um diâmetro de apenas 38% da Terra. A alegada estrutura é longa e preta e semelhante à de um hangar de aeroporto.


Isso levou alguns teóricos da conspiração à conclusão de que é uma base de algum tipo, e os extraterrestres estão usando isso para estratégias de defesa ou monitoramento. O famoso caçador de OVNIs Scott C Waring acredita que este é um teste "100%" dos alienígenas. Não é apenas a prova de ET, mas ScottWaring diz que esses alienígenas provavelmente estarão envolvidos em algum tipo de guerra interplanetária.
"Quanto mais clara e focada a estrutura, maior a altura. Quem precisa de drogas quando você tem uma realidade tão extraordinária ao seu redor? Ninguém pode esconder a verdade em cem por cento, e aqui está a prova disso. Eu descobri uma longa estrutura negra em uma cratera no planeta Mercúrio. Essa estrutura é preta não reflexiva - talvez uma capa preta furtiva provavelmente não reflita o radar e, portanto, não se destaca.
Veja, até os alienígenas têm inimigos. Eles não escondem estruturas da humanidade, eles os escondem de outras espécies alienígenas que poderiam atacá-los. Há também raças alienígenas hostis no espaço ".
No entanto, os céticos e a NASA diriam que resultados semelhantes são apenas os efeitos da pareidolia - um fenômeno psicológico quando o cérebro engana os olhos para ver objetos ou formas familiares em padrões ou tramas como uma superfície rochosa. Isso significaria que a "base" mercuriana é na verdade apenas uma série de rochas. Obviamente, os especialistas em OVNIs estão convencidos de que os postos espaciais extraterrestres estão presentes no sistema solar e as propriedades estão lá. Mas a NASA silencia tudo!

(Fonte)

Loading...

segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

Inventado Raio de Encolhimento real que pode reduzir estruturas a um milésimo de seu tamanho


Cientistas descobriram uma maneira de reduzir objetos 3D a um mero milésimo de seu tamanho original.  A técnica envolve primeiro criar a estrutura desejada padronizando um suporte de polímero com um laser e, em seguida, encolhendo-o usando um processo conhecido como fabricação de implosão.

Edward Boyden, cientista da área de engenharia biológica e nanotecnologia, disse:
É uma maneira de colocar praticamente qualquer tipo de material em um padrão 3D com precisão em nanoescala.
O método é uma grande melhoria em relação à impressão em nanoescala 3D, porque pode ser conseguido sem materiais especializados, e usando equipamentos que muitos laboratórios já terão.
Eventualmente, será possível usar essa técnica para criar tudo, desde lentes de câmeras de ponta até pequenos robôs nanoscópicos que podem nadar através da corrente sanguínea humana e curar doenças.
Boyden ainda disse:
Há todos os tipos de coisas que você pode fazer com isso.  A nanofabricação democratizadora poderia abrir fronteiras que ainda não podemos imaginar.
 (Fonte)

Loading...

Grupo de hackers diz ter provas da conspiração de 11 de setembro e OVNIs


O grupo de hackers chamado Dark Overlord afirma ter roubado 18 mil documentos da seguradora de negócios Hiscox e de vários outros escritórios de advocacia envolvidos em litígios em torno dos ataques de 11 de setembro. O grupo, anteriormente responsável pelo roubo de episódios da Netflix e vários outros ataques de ciberextorção, está ameaçando publicar os documentos, a menos que um resgate seja pago em bitcoin.

Em um comunicado postado no Pastebin, o Dark Overlord disse que roubou ‘centenas de gigabytes de documentos relacionados a litígios’, incluindo e-mails, correios de voz, acordos de retenção, acordos de confidencialidade e comunicações entre órgãos governamentais e empresas Fortune 500.
Um porta-voz do Grupo Hiscox confirmou detalhes da violação de um escritório de advocacia à Motherboard, escrevendo:
Um dos casos que o escritório de advocacia tratou para a Hiscox e outras seguradoras relacionadas a litígios decorrentes dos eventos de 11/9, e acreditamos que informações relacionadas a isso foram roubadas durante essa violação.
O Dark Overlord faz grandes alegações sobre os documentos roubados. O documento diz:
Os vazamentos de Edward Snowden foram bastante impressionantes e chamaram a atenção do mundo devido à natureza altamente sensível dos materiais e ao impacto global. O que estamos prestes a anunciar e vazar será o melhor trabalho de Edward Snowden, tanto em volume quanto em impacto.
Ele descreve o roubo como a “violação de dados mais significativa que já ocorreu”.
Enquanto o Dark Overlord afirma que os documentos totalmente vazados serão “superiores aos de Edward Snowden”, o grupo enfatizou repetidamente sua motivação para o lucro.
A declaração diz:
Pague a p***a, ou vamos enterrar vocês com isso.
Os documentos de visualização lançados pelo Dark Overlord ainda não cumpriram as alegações mais sensacionais do grupo de hackers. Tampouco fez a repetida invocação da verdade sobre 11 de setembro, o rótulo usado por teóricos da conspiração para descrever uma coleção de possíveis conspirações envolvendo os ataques daquele dia – particularmente a acusação de que o ataque foi um ‘trabalho interno’ conduzido por partidos dentro do governo.
Dark Overlord twittou, antes de sua conta ser suspensa na quarta-feira (2):
Forneceremos muitas respostas sobre 9/11 conspirações por meio de nossos 18.000 documentos secretos, vazados do @HiscoxComms e outros.
Durante uma sessão de pergunta e respostas no 4chan, o grupo adicionalmente alegou ter documentos relacionados à divulgação de OVNIs:
Agora, nossa próxima liberação será sobre OVNIs, sim, é 10 companheiro, mas vai esperar até terminarmos aqui.
O grande volume de material já publicado inclui memorandos da Administração Federal de Aviação, mediação de pagamento de seguro e outros documentos relacionados às reclamações de seguro após os ataques de 11 de setembro. Documentos roubados do Tribunal Distrital dos EUA para o Distrito Sul de Nova Iorque, e do 2º Tribunal de Apelações do Circuito dos EUA incluem argumentos relativos à responsabilidade, tais como pedidos de argumentação a favor ou contra a responsabilidade dos operadores do aeroporto e companhias aéreas.

Alguns documentos até minam as alegações feitas pelos teóricos da conspiração sobre os ataques de 11 de setembro, quanto ao suposto motivo de lucro por trás da destruição das torres do World Trade Center. Enquanto os teóricos da conspiração costumam alegar que o proprietário do World Trade Center, a Silverstein Properties, lucraria com a destruição de seus próprios edifícios, documentos já vazados pelo Dark Overlord registram pagamentos da seguradora por uma fração da avaliação dos prédios.

O material divulgado até agora oferece informações sobre a complicada teia de reclamações de seguros sobrepostas, embaralhamento burocrático de documentos e lobby, mas ainda não oferecem evidências de conspiração.

(Fonte)

Loading...

Neste momento há plantas e bichos na Lua


Credito: World Perspectives/Getty Images



A sonda Chang’e-4 da China pousou no lado oculto da Lua (3 de janeiro, horário de Pequim) e tinha algumas coisas vivas a bordo.
Um pequeno módulo contém sementes de batatas e agriões, bem como ovos de bicho da seda. A ideia, de acordo com uma reportagem publicada no The Telegraph no início deste ano, é que as plantas darão suporte aos bichos-da-seda com oxigênio, e os bichos-da-seda fornecerão às plantas o dióxido de carbono e os nutrientes necessários através de seus resíduos.
Os pesquisadores observarão as plantas cuidadosamente para ver se elas realizam com sucesso a fotossíntese, e crescem e florescem no ambiente lunar.“Queremos estudar a respiração das sementes e a fotossíntese na Lua”, disse Xie Gengxin, projetista-chefe do experimento, à Xinhua, uma agência de notícias estatal chinesa.

O experimento da ‘biosfera’ foi o resultado de uma colaboração entre 28 universidades chinesas, liderada pela Universidade de Chongqing, no sudoeste da China, segundo a Xinhua. O experimento, que é colocado dentro de um cilindro de liga de alumínio de 0,8 litro, pesa cerca de 3 kg e inclui terra, nutrientes e água. A luz solar será filtrada para o contêiner por meio de um ‘tubo’ e pequenas câmeras monitorarão o pequeno ambiente. Esses dados serão transmitidos de volta à Terra por meio do complicado sistema de relês que a China montou para se comunicar com um experimento que não tem linha de visão direta com a Terra.
Liu Hanlong, diretor-chefe do experimento e vice-presidente da Universidade de Chongqing, disse, como relatado pela Xinhua:
Por que a batata e agrião? Porque o período de crescimento do agrião é curto e conveniente para observar. E batata poderia se tornar uma importante fonte de alimento para futuros viajantes espaciais.
Nosso experimento pode ajudar a acumular conhecimento para construir uma base lunar e uma residência de longo prazo na Lua.
O agrião já foi cultivado no espaço antes, inclusive em um experimento na Estação Espacial Internacional que mostrou que as folhas das plantas pareciam subir e descer quando detectavam a gravidade da Lua. Mas se o florescimento ocorrerá no ambiente do outro lado da Lua, permanece uma questão em aberto.

Por enquanto, isso significa que há vida em pelo menos um outro lugar no sistema solar (mesmo que seja apenas porque o colocamos lá).

(Fonte) 
 
Loading...

quinta-feira, 16 de agosto de 2018

Caçador de tesouros do Discovery Channel diz ter encontrado nave alienígena no Triângulo das Bermudas

Um caçador de tesouros fez uma surpreendente e ‘inexplicável’ descoberta nas profundezas do Triângulo das Bermudas, a qual ele acredita que poderia fornecer a primeira evidência de uma visita extraterrestre à Terra centenas de anos atrás.

O explorador Darrell Miklos está usando mapas secretos criados por seu amigo e famoso astronauta da NASA, Gordon Cooper (†), para encontrar naufrágios no Caribe.

Suas incríveis descobertas foram apresentadas ao longo de duas temporadas de documentários do Discovery Channel, chamada de Cooper’s Treasure (O Tesouro de Cooper). Mas nos últimos meses sua equipe tropeçou em algo que ele acredita que vai chocar o mundo.
Darrell Miklos e sua equipe descobriram o OSNI (Objeto Submerso Não Identificado) no Triângulo das Bermudas, perto das Bahamas. Foto: Discovery Channel

Usando mapas reunidos na década de 1960 por Cooper para identificar mais de 100 ‘anomalias’ magnéticas no Caribe, Miklos mergulhou em um local não revelado perto das Bahamas para investigar o que ele achava que poderia ser um antigo naufrágio.
Mas, em vez disso, o veterano caçador de tesouros encontrou uma estrutura bizarra como nunca havia visto.

Em uma entrevista exclusiva com DailyMail.com, Miklos, 55 anos, descreveu o que encontrou durante as filmagens do episódio 7 de Cooper’s Treasure e conta como ele e sua equipe querem trazer a ‘espaçonave alienígena’ à superfície.

O enorme Objeto Submerso Não Identificado (OSNI) tem 15 saliências de 90 metros de comprimento, sobressaindo de seu lado.
Em uma entrevista exclusiva ao DailyMail.com, Miklos, 55 anos, descreveu o que encontrou durante as filmagens do episódio 7 de Cooper’s Treasure e conta como ele e sua equipe querem trazer a ‘espaçonave alienígena’ à tona.
Ele se lembra:
Estávamos fazendo uma cena em que eu estava sentado em um submersível para tripulação de dois. Estávamos nas Bahamas e estávamos em uma trilha de um naufrágio inglês, de alguma forma relacionada a Sir Francis Drake.
Eu estava tentando identificar o material do naufrágio com base em uma das leituras de anomalias nas tabelas de Gordon, quando notei algo que sobressaiu, que me chocou. Foi uma formação diferente de tudo que eu já havia visto relacionado a material de naufrágio, era grande demais para isso.
Também foi algo completamente diferente de tudo o que vi que foi feito pela natureza.
Estruturas cilíndricas horizontais sobressaem deste grande domo no centro do local. Foto: Discovery Channel
É quase como se houvesse cinco braços saindo de um penhasco íngreme na parede e cada um deles é do tamanho de uma arma em um navio de guerra. Eles são enormes e então há cinco aqui e cinco ali, 15 no total.
Há formações idênticas em três áreas diferentes e elas não parecem feitas pela natureza, elas não parecem feitas pelo homem, certamente nada que eu já vi baseado na minha experiência e eu tenho anos de experiência em fazer isso. Nós identificamos vários tipos diferentes de materiais de naufrágios, isso não combina nem parece com nada disso.
A parte mais profunda do local  está a 300 metros abaixo da superfície, os mergulhadores tiveram que usar aparelhos respiratórios especiais e um submarino de última geração para acessá-lo.

Aqui, o que ele descreve como a seção saliente do OSNI. De acordo com os cientistas da equipe de Darrell, nenhum coral em qualquer parte do mundo poderia crescer naturalmente nessa formação, teria que haver uma estrutura subjacente para apoiar esse tipo de crescimento. Foto: Discovery Channel
O explorador também encontrou outras formações bizarras e inexplicáveis ​​ao redor do objeto principal, todas cobertas por um coral grosso que ele acredita ter centenas, senão milhares de anos de idade.

Encantado com a descoberta, quando voltou a bordo de seu navio, Miklos decidiu cavar ainda mais nos arquivos de Cooper para encontrar mais pistas.
Significativamente, o astronauta havia escrito ‘objeto não identificado’ no mapa da área, em vez de mencionar qualquer naufrágio histórico.
Miklos ainda disse:
Investiguei algumas das tabelas de Gordon, percebi que havia algo mais a que Gordon se referia.
Então, fez sentido para mim porque não foi identificado como um naufrágio … ele tinha que dizer que poderia ser algo de outro mundo.
Gordon acreditava em alienígenas. Ele acreditava que tínhamos visitantes de outros planetas e também acreditava que muitas dessas coisas caíram nessa parte específica do mundo.
Gordon Cooper pilotou com sucesso a nave Mercury-Atlas 9 Faith 7 ao redor do planeta 22 vezes, em 1963, pavimentando o caminho para os homens alcançarem a Lua. Ele foi um pioneiro que se tornou o primeiro americano a dormir no espaço e o primeiro a voar duas vezes. Ele também foi o primeiro americano televisionado do espaço.

Mas, além de pesquisar os limites da resistência humana, ele também foi acusado de uma missão secreta de espionagem enquanto estava em órbita.
Usando o equipamento especial de ‘detecção de longo alcance’, Cooper foi solicitado pelo governo dos EUA a procurar ‘ameaças nucleares’ – o que provavelmente significava submarinos russos ou mísseis nucleares.

Mas Miklos diz que Cooper – um ávido caçador de tesouros – também observou as posições dos naufrágios caribenhos enquanto conduzia essa missão de espionagem, e criou um mapa em seu retorno à Terra.

O caçador de naufrágios afirma que o amigo de longa data, Cooper, deu-lhe os mapas – que incluíam gráficos detalhados e coordenadas exatas – depois que ele foi diagnosticado com Parkinson e morreu em 2004 aos 77 anos.

Na primeira temporada do programa, Miklos e sua equipe usaram o mapa de Cooper para fazer uma descoberta notável no Caribe – uma âncora secular que se acredita ser de um dos navios de Cristóvão Colombo.

Os mapas de Cooper levaram Miklos a dezenas de outros naufrágios significativos no Caribe, no valor de milhões de dólares.
Mas com esta última descoberta, o californiano está consciente de ser rotulado como ‘louco’ por sair com alegações extraordinárias de que o mapa de Cooper poderia agora levá-lo a uma nave alienígena submersa no oceano.

É por isso que ele diz que quer permanecer ‘neutro’ até poder investigar o misterioso local ainda mais.
Miklos e a produtora de TV AMPLE Entertainment esperam agora que o Discovery Channel comissione uma terceira temporada de O Tesouro de Cooper, para que eles possam fazer exatamente isso.
Miklos disse:
Eu quero investigar isso. Eu quero ver o que é, porque pode ser feito pela natureza, apenas uma aberração da natureza, mas dada a sua colocação nesta parte específica do Caribe e dado o que Gordon me contou sobre visitantes de outro planeta e as coisas que vi, acho que vale a pena investigar.
Os fundadores da AMPLE Entertainment, Ari Mark e Phil Lott, que estão por detrás de Cooper’s Treasure, estão igualmente empolgados.
Mark disse ao DailyMail.com:
Nas duas primeiras temporadas, não entramos muito longe nos interesses OVNIs de Cooper e no que ele disse a Darrell sobre o que havia visto.
Eu sinto como se nem mesmo tivéssemos arranhado a superfície do que está nos arquivos de Cooper, mas é o que esperamos fazer em uma terceira temporada.
A conclusão é que Cooper detectou anomalias e são seus mapas que levaram Darrell a essa descoberta.
Cooper era uma fonte confiável de tesouros, então, baseado em suas descobertas, Darrell descobriu algo que não parece ser um naufrágio ou qualquer coisa que alguém já tenha visto.
Queremos descobrir exatamente o que isto é, e assim estabelecer se está de acordo com a crença de Cooper de que não estamos sozinhos.
Durante sua carreira pós-Nasa, Cooper, o ex-piloto da Força Aérea dos EUA tornou-se conhecido por sinceramente acreditar em OVNIs e disse que o governo dos EUA estava acobertando seu conhecimento de atividades extraterrestres.
Cooper disse durante um painel da ONU em 1985:
Acredito que estes veículos extraterrestres e suas tripulações estão visitando este planeta de outros planetas, que obviamente são um pouco mais avançados tecnicamente do que nós aqui na Terra.
Eu sinto que precisamos ter um programa coordenado de alto nível para coletar e analisar cientificamente dados de toda a Terra sobre qualquer tipo de encontro, e determinar a melhor forma de interagir com esses visitantes de maneira amigável.
Por muitos anos eu vivi com um segredo, um segredo imposto a todos os especialistas e astronautas. Agora posso revelar que todos os dias, nos EUA, nossos instrumentos de radar capturam objetos de forma e composição desconhecidos para nós.
Miklos disse que Cooper frequentemente lhe contava histórias de avistamentos de OVNIs e acreditava que muitos dos avanços tecnológicos do mundo haviam sido repassados ​​aos governos por mensageiros de planetas alienígenas.
Cooper até desenhou seu próprio ‘OVNI’ em miniatura baseado em um projeto alienígena que ele afirmava ter visto.
Mas quanto a Cooper ser um lunático de OVNIs, Miklos discorda veementemente. Ele o descreveu como um ‘amigo íntimo’ e ‘figura paterna’ que tinha a ‘mente sã’.
Miklos disse sobre Cooper:
Eu posso lhe dizer uma coisa, com certeza, havia muitos teóricos da conspiração e malucos de OVNI que ele [Cooper] não queria saber.
Só porque ele teve encontros reais com algo que ele não podia explicar e outros encontros para os quais ele tinha uma explicação, ele não ia fazer amizade com todos esses diferentes tipos de grupos.
Nos primeiros dias ele não iria ultrapassar os limites do que poderia revelar, por medo de ser morto (pelo governo) e que bem isso faria. Então ele se manteve calado; ele ficou muito quieto até mais tarde em sua vida.
O astronauta da missão Mercúrio, Gordon Cooper, disparou para o espaço em sua cápsula Faith 7 em 15 de maio de 1963.

Então o homem que eu conhecia não era um maluco, ele não estava alucinando e ele não estava inventando coisas para ganhar atenção, não era ele.
Ele realmente acreditava no que viu e tentava dizer isso de maneira a fazer as pessoas acreditarem, e ele sabia que, por causa de seu histórico na NASA como cientista de foguetes, ele era mais confiável do que a maioria.
No entanto, Cooper foi muitas vezes desacreditado por expressar suas crenças sobre atividades extraterrestres, mas Miklos acrescentou:
Tão sério quanto estou falando aqui agora com uma mente clara para você, é como ele era.
Ele era um indivíduo honesto e direto que só queria investigar e explorar as possibilidades do desconhecido, mesmo que isso significasse arriscar sua carreira profissional.

(Fonte)
Loading...

Seria esta a prova derradeira de uma base lunar alienígena?


Apertem os cintos para mais um fato controverso que acaba de atingir a Internet.
No vídeo abaixo mostra um membro da NASA com uma foto embaixo de seu braço, a qual teria edificações estranhas na superfície da Lua.
Bem, pelo menos isto é que alega a pessoa que postou o vídeo no YouTube, StephenHannardADGUK.
Veja o que ele escreveu abaixo de seu vídeo:
A NASA acidentalmente confirma aquilo que já sabíamos há muito tempo, de que realmente há estruturas na Lua.  Nesta foto tirada pela NASA Ames Research Center, podemos claramente ver duas possíveis estruturas; uma sendo um prédio de forma quadrada e a outra, à direita do prédio, parecendo com uma estrutura triangular, ou talvez uma ponte.  De qualquer forma ela está ‘arcada’.
Seria esta a prova absoluta de que a NASA está mentindo para o mundo?  As pessoas na foto são Anthony Colaprete (http://www.nasa.gov/centers/ames/research/2007/colaprete.html) e Karen Gundy-Burlet (http://women.nasa.gov/karen-gundy-burlet/)”,
Assista o vídeo postado, e mais abaixo acesse o link da foto em alta resolução:



Fonte do vídeo: StephenHannardADGUK


LINK ORIGINAL DA FOTO EM ALTA DEFINIÇÃO:  http://www.nasa.gov/centers/ames/images/content/393894main_ACD09-0220-089_ful…


É claro, logo teremos uma explicação “plausível” vinda da NASA sobre a foto.

(Fonte)
Loading...

quarta-feira, 18 de julho de 2018

…e mais anomalias aparecem no céu em todo o mundo


Além das nuvens quadradas que têm sido fotografadas por todo o mundo outras formações anômalas também continuam a ser avistadas.
As nuvens circulares abaixo foram filmadas em Yeppoon, na Austrália, em 24 de junho passado:


Outro fenômeno estranho foi filmado no céu do sul da Inglaterra em 3 de julho de 2018. A testemunha não tem ideia do que poderia ter sido, mas o fenômeno mostra um arco no céu:


Abaixo está um vídeo publicado em 4 de julho, mostrando um anomalia no céu de format triangular:


Como já comentado aqui anteriormente,parece que a ocorrência desses estranhos fenômenos tem aumento em todo o mundo nos últimos anos.
E para colocar um pouco de lenha nessa fogueira, veja abaixo uma notícia recente de que cientistas estão aperfeiçoando a invisibilidade, o que pode tornar um objeto imperceptível aos olhos quando visto de qualquer ângulo. Se eu fosse um teórico da conspiração (mas é claro que não sou 🙂 ), diria que essa tecnologia tem sido usada há muito tempo por possíveis visitantes alienígenas ao nosso planeta, e que o espalhamento estranho das nuvens poderia ser uma indicação de que um objeto invisível pairando no céu.
(Fonte)


Loading...

Sons estranhos são gravados ao redor de Saturno


Em 2017, a sonda Cassini captou os sons das ondas de plasma viajando entre Saturno e Encélado.
O ruído similar a um assobio de outro mundo é o resultado da conversão feita pela nave espacial da radiação eletromagnética (ondas de rádio) em som audível, usando seu instrumento RPWS (Radio Plasma Wave Science).

O áudio não é uma gravação de som real, pois, devido à falta de um meio vibracional, as ondas sonoras não podem viajar através do vácuo do espaço.O cientista planetário Ali Sulaiman, da Universidade de Iowa nos EUA, disse:
Encélado é este pequeno gerador que circula em torno de Saturno, e sabemos que é uma fonte contínua de energia.
Agora descobrimos que Saturno responde lançando sinais na forma de ondas de plasma, através do circuito de linhas de campo magnético, conectando-o a Encélado a centenas de milhares de quilômetros de distância.
A gravação pode ser ouvida abaixo:

 

(Fonte)


Loading...

Sarcófago gigante recém descoberto deverá ser aberto em breve


Arqueólogos estão se preparando para abrir um grande sarcófago de granito preto desenterrado na cidade portuária de Alexandria. Com quase dois metros de altura e quase três de comprimento, o sarcófago é o maior de seu tipo descoberto na cidade antiga. Foi encontrado ao lado de uma grande cabeça de alabastro que se acredita representar o habitante do túmulo, que permaneceu intocado por milhares de anos.

O sarcófago, descoberto durante as obras, tornou-se uma fonte de entusiasmo para os arqueólogos porque uma camada de argamassa entre o corpo e a tampa indica que seu conteúdo permaneceu inalterado desde que foi enterrado. Acredita-se que seja do início do período ptolomaico, que começou após a morte de Alexandre, o Grande, em 323 aC.

“Esperamos que este túmulo possa pertencer a um dos altos dignitários do período”, disse Ayman Ashmawy, chefe de antigos artefatos egípcios no Ministério de Antiguidades do Egito. “A cabeça de alabastro é provavelmente a de um nobre em Alexandria. Quando abrirmos o sarcófago, esperamos encontrar objetos no interior que estejam intactos, o que nos ajudará a identificar essa pessoa e sua posição.”

Mas abri-lo pela primeira vez exigirá um trabalho extenso a ser feito com antecedência.”É arriscado abri-lo diretamente – precisamos nos preparar”, disse Ashmawy, explicando que o sarcófago seria aberto no local.

“É difícil movê-lo intacto ou abri-lo em um museu”, disse ele. “São cinco metros de profundidade e a coisa toda pesa mais de 30 toneladas. A tampa, sozinha, tem 15 toneladas.”

Nas próximas semanas, uma equipe de engenheiros visitará o local para fornecer equipamentos de levantamento pesado e suportes estruturais para permitir que os arqueólogos removam a tampa do sarcófago. Uma vez dentro, especialistas em mumificação e restauração estarão à disposição para garantir que o conteúdo, exposto pela primeira vez em milênios, seja preservado.
(Fonte)

Loading...

NASA captura imagens de estruturas em forma de aranhas em Marte


Características peculiares da superfície de Marte que se assemelham a grandes aranhas podem ser vistas na imagem mais recente do orbitador da NASA em Marte.
Revelada na sexta-feira como parte da série ‘Imagem do Dia’ da agência espacial, a imagem mostra uma capa de gelo de carbono que se formou sobre a região polar sul do Planeta Vermelho durante o inverno.
As características parecidas com aranhas negras na superfície são o que os cientistas chamam de ‘terreno araneiforme‘ e são criadas quando o gelo de dióxido de carbono sob a superfície aquece e é liberado.

A NASA escreveu:
Há canais radialmente organizados em Marte que parecem aranhas, mas não queremos confundir ninguém falando sobre ‘aranhas’, quando realmente queremos dizer ‘canais’, e não ‘insetos’.
O gás flui através destes canais até encontrar um respiradouro, onde se escapa para a atmosfera, transportando poeira junto com ele. O pó escuro é soprado pelo vento predominante.’
A imagem foi obtida pelo Mars Reconnaissance Orbiter (MRO) da NASA, lançado em 2005.
Uma versão de maior resolução pode ser vista – aqui.
(Fonte)

Loading...

quarta-feira, 20 de junho de 2018

Pouso de OVNI teria sido mostrado pela TV russa em 1995


As imagens espetaculares aqui apresentadas foram transmitidas pela TV russa em outubro de 1995 e mostram o pouso de um OVNI que ocorreu no subúrbio de Ostankino, em Moscou.
Exibido na TV Tercermilenio, o investigador mexicano Carlos Clemente, apresenta a análise de uma enorme aeronave extraterrestre pousando à beira de uma rua no subúrbio de Moscou.

Nas três sequências de fotos, que devem fazer parte de um filme, você pode ver duas pessoas, presumivelmente do exército russo, que observam de perto o pouso da aeronave alienígena.
As investigações realizadas por pesquisadores ovnilógicos, tanto russos quanto europeus, falam de um disco voador que teria pousado após várias evoluções, evitando disparos de artilharia antiaérea russa.

Então, mais tarde, do mesmo OVNI emergiriam alguns seres luminosos com intenções ‘não-hostis’, mal interpretadas pelos militares soviéticos, que por sua vez teriam respondido disparando algumas rajadas de metralhadoras. Em resposta ao fogo soviético, do fuselagem alienígena teriam sido emitidos impulsos de energia que teriam desativado as armas dos militares russos.

A partir da análise realizada na sequência de imagens, o pesquisador Carlo Clemente descreve o objeto discóide, envolto por um campo de energia e com um diâmetro de cerca de 15 a 20 metros. O mesmo Carlos Clemente, compara as imagens da TV Ostankino com o caso de Cotulla (Texas), onde na noite de 5 de julho de 2012, uma web cam de vigilância de um condomínio privado localizado na área de Eagle Ford, registrou o pouso de um OVNI.
Veja abaixo a sequência de foto:



(Fonte)


Loading...